conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro diz que Judiciário “tem que saber seu limite”

Publicado


source
Presidente da República, Jair Bolsonaro
Reprodução, iG Minas Gerais

Presidente da República, Jair Bolsonaro

presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que cada Poder “tem que saber seu limite”, e disse especificamente que o Judiciário , com quem tido atritos, também está incluído nisso. De acordo com Bolsonaro, “não é fácil” manter a “harmonia” entre os três Poderes.

— Cada Poder tem que saber que tem limite. Eu tenho limite, por que o Judiciário não pode ter limite? Tem que ter limite também. E a mesma coisa no tocante ao Legislativo. O importante é a gente manter a harmonia entre nós, o que não é fácil — afirmou Bolsonaro, em entrevista à rádio Itatiaia.

Você viu?

Na semana passada, após acusar sem provas o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de participar de fraudes, Bolsonaro teve uma reunião com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux . Os dois combinaram uma reunião entre os chefes do três Poderes, que aconteceria na quarta-feira. O encontro, contudo, foi desmarcado porque Bolsonaro teve que ser internado.

Nesta terça, o presidente disse que está “à disposição” para o encontro:

— Quem propôs aquela data foi o ministro Fux. Eu estou à disposição, a partir de agora, em havendo possibilidade, a participar. Essas reuniões, já tivemos reuniões no passado parecidas com essa, são para a gente acertar os ponteiros, trocar umas ideias.

Comentários Facebook
Leia mais:  CPI da Covid: STF mantém quebra de sigilo de assessor de Eduardo Bolsonaro
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Queiroz volta a elogiar Bolsonaro após postar mensagens críticas em rede social

Publicado


source
Queiroz e Bolsonaro
Redes sociais/Reprodução

Queiroz e Bolsonaro

Dois dias após postar em suas redes sociais mensagens críticas a companheiros de Jair Bolsonaro, o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, voltou a elogiar o presidente da República em postagens. “O melhor presidente de todos os tempos. Que Deus lhe cubra de bênção por toda sua vida”, escreveu Queiroz, compartilhando uma publicação de 2018. 

Postagem de Queiroz elogiando Bolsonaro
Reprodução

Postagem de Queiroz elogiando Bolsonaro


No domingo, o policial militar reformado postou uma foto em que está ao lado do deputado Helio Lopes (PSL-RJ), Max Guilherme Machado de Moura (assessor da Presidência), Fernando Nascimento Pessoa (auxiliar de Flávio Bolsonaro) e Jair Bolsonaro. Na legenda, uma mensagem ressentida: “É! Faz tempo que eu não existo para esses três papagaios aí! Águas de salsichas, literalmente! Vida que segue?”, escreveu. Abaixo, Queiroz comentou: “Minha metralhadora tá cheia de balas”.

Postagem crítica de Queiroz a Bolsonaro. Recado?
Reprodução

Postagem crítica de Queiroz a Bolsonaro. Recado?

A postagem, que mais parecia um recado ao presidente, repercutiu nas redes sociais. A análise era a de que Queiroz estaria se sentindo “abandonado” pela família do presidente. O ex-assessor é apontado como operador das rachadinhas no gabinete de Flávio Bolsonaro, quando o hoje senador era deputado estadual do Rio.

No mesmo domingo, Queiroz apagou as postagens e justificou que havia sido uma “isca” para identificar “petistas infiltrados em seu perfil”.

Comentários Facebook
Leia mais:  Provável candidato ao Senado, Hang faz enquete para escolher seu nome nas urnas
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Prefeito de SP nega B.O. por violência contra mulher: “Nunca agredi ninguém”

Publicado


source
Ricardo Nunes, prefeito de São Paulo
Roda Viva – TV Cultura

Ricardo Nunes, prefeito de São Paulo

prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes (MDB), negou que tenha agredido a esposa em 2011, conforme consta em um boletim de ocorrência feito pela cônjuge, Regina Carnovale. No programa Roda Viva , da TV Cultura , Nunes disse que o episódio nunca aconteceu e que o B.O. é falso.

“Nunca agredi ninguém. Não sei mais o que falar sobre esse assunto, porque é algo que nunca ocorreu”, disse. “Eu vivo com ela, a amo, ela me ama, a gente vive super bem”.

O episódio foi revelado por reportagem do jornal Folha de S. Paulo  em outubro do ano passado, durante a campanha que elegeu Bruno Covas — cabeça da chapa que tinha Ricardo Nunes como vice-prefeito.

À época, a esposa do atual prefeito negou a violência e disse que as informações que prestara no B.O. eram falsas. Pouco depois, disse não se lembrar de ter registrado a ocorrência.

Segundo Nunes, os ‘adversários’ usam o caso para “atacar” ou “tentar diminuir” sua credibilidade.

Comentários Facebook
Leia mais:  Bolsonaro pode indicar Ciro Nogueira para outro ministério, afirma jornalista
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana