conecte-se conosco


CUIABÁ

Acolhidos do Albergue Manoel Miraglia recebem orientações para inserção no mercado de trabalho

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

Acolhidos no Albergue Manoel Miraglia, estrutura ofertada pela Prefeitura de Cuiabá para atender a população em situação de vulnerabilidade social, participaram de uma oficina preparatória para retorno ao mercado de trabalho ou a possibilidade de abrir o próprio negócio. A ação, realizada no dia 15,  integra o programa Acessuas Trabalho coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência.

O programa Acessuas Trabalho tem como público alvo populações urbanas e rurais em situação de vulnerabilidade e risco social com idade entre 14 e 59 anos, com prioridade para usuários de serviços, projetos e programas de transferência de renda socioassistenciais, em especial.

Além do albergue Manoel Miraglia, a oficina já foi realizada no Albergue do Porto, no final do mês de maio. Os próximos encontros serão no Albergue da Guia e em seguida no Hotel Albergue.

“Estar à frente desse programa que cada vez mais tem tido aceitação e resultados satisfatórios é maravilhoso. Prova disso,  é essa oficina. Antes mesmo de terminar as atividades, dos 15 participantes, cinco conseguiram uma oportunidade de trabalho temporária com as empresas conveniadas com a Prefeitura”, ressaltou a coordenadora responsável pelo programa, Claudenice Dias Latorraca.

A metodologia utilizada busca ser objetiva, de fácil entendimento e dentro da realidade dessa população em situação de rua. As temáticas abordadas enfocam as características do mercado, trabalho, direitos trabalhistas; currículo e entrevista; trabalho como identidade, sociedade e transformação, atitudes e características empreendedoras, Planejamento e objetivo para o futuro.

Sérgio Rodrigues, 28 anos, foi um dos participantes da ação. Ele que está há uma semana no albergue é natural de Primavera do Leste e busca  regularizar os documentos pessoais que foram roubados. Quando ficou sabendo da ação, se dispôs a participar. Ele,  que sempre trabalhou como vaqueiro, disse estar disposto para qualquer área. Durante a oficina sobre Planejamento e objetivo para o futuro, foram apresentadas algumas dicas de profissões que estão em alta e que não precisam de muito investimento para começar o negócio. Dentre elas, social mídia, roupas para pets, marmitas fit, venda de produtos orgânicos, manutenção de celular, restauração de móveis, produtos de beleza, dentre outros.

Leia mais:  Gratidão e dedicação unem integrantes de força-tarefa de enfrentamento ao frio; primeira-dama coordena ação

“Essa oficina veio em boa hora. O que me chamou a atenção foram as oportunidades que existem. Com as dicas, vou fazer de tudo para buscar um curso de qualificação para aprender sobre jardinagem, sendo esse, uma das opções para garantir a renda no final do mês. É uma área que já tenho um certo conhecimento e está próximo da minha realidade”, comentou Sérgio.

Quem também gostou muito do curso, foi o venezuelano Pablo Morales, 44 anos, que está na unidade há pouco mais de um mês. Ele conta, que depois de tudo que ouviu e aprendeu, ficou satisfeito e com muitas  expectativas. Ele que sempre trabalhou na área da carpintaria, com as opções sugeridas, foi sobre conserto de móveis. “Aliando o meu conhecimento, com minha força de vontade para arrumar uns serviços, vou conseguir juntar um pouco de dinheiro para trabalhar por conta própria. É um mercado em pleno crescimento e que eu gosto de fazer”, comentou Pablo.

ACESSUAS TRABALHO- O programa Acessuas Trabalho tem como público alvo populações urbanas e rurais em situação de vulnerabilidade e risco social com idade entre 14 e 59 anos, com prioridade para usuários de serviços, projetos e programas de transferência de renda socioassistenciais, em especial.

O Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho busca a autonomia das famílias usuárias da Política de Assistência Social, por meio da integração ao mundo do trabalho. Além disso, faz-se necessária a criação de estratégias para o acesso ao mundo do trabalho estabelecendo relação entre os cursos ofertados, o interesse dos alunos e as demandas da economia local, regional e nacional.

“A iniciativa faz parte de um conjunto de ações de articulação de políticas públicas e de mobilização, encaminhamento e acompanhamento de pessoas em situação de vulnerabilidade e/ou risco social para acesso a oportunidades afeitas ao trabalho e emprego”, conclui a coordenadora do Acessuas.

Leia mais:  Equipes da força-tarefa percorrem áreas de concentração de pessoas em situação de rua e distribuem 250 refeições e 250 cobertores

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

“O servidor público é o braço direito de qualquer gestor e isso precisa ser honrado”, reafirma prefeito que quita folha salarial de julho na sexta

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, quita nesta sexta-feira (30), o salário dos servidores públicos referentes ao mês de julho. Com a medida, o chefe do Executivo segue com o compromisso firmado com os colaboradores em manter i o pagamento referente a  folha salarial no mês trabalhado. “Essa é uma marca que mantenho da minha gestão desde o primeiro mandato como chefe do Executivo Municipal. Um servidor valorizado, com remuneração em dia, com certeza o resultado será sempre positivo em relação à prestação de serviços à sociedade. Jamais faltarei com o meu compromisso”, enfatizou o prefeito.

De acordo com a Secretaria de Fazenda, a Prefeitura de Cuiabá conta com aproximadamente 16 mil servidores ativos e mais cinco mil beneficiários do Cuiabá-Prev, totalizando uma folha de cerca de R$ 69 milhões.

“O servidor público é o braço direito de qualquer gestor e isso precisa ser honrado. Uma das formas de fazer esse discurso se valer na prática é tendo esse compromisso com a folha salarial em dia. A gestão Emanuel Pinheiro sempre vai agir com respeito e valorização aos servidores, por entender que uma administração não se faz sozinho. Cada servidor exerce uma contribuição fundamental”, finalizou.

Comentários Facebook
Leia mais:  Trinta e oito pacientes receberam alta hospitalar após vencer a Covid-19
Continue lendo

CUIABÁ

Gratidão e dedicação unem integrantes de força-tarefa de enfrentamento ao frio; primeira-dama coordena ação

Publicado


VICENTE AQUINO

Clique para ampliar

As equipes da Prefeitura de Cuiabá e da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência continuam a percorrer os bairros da capital, na ação emergencial de atendimento as famílias em situação de vulnerabilidade social. Desde a última quarta-feira (28), a mobilização conjunta de várias secretarias municipais, tenta minimizar a situação da população mais carente, diante do frio que atingiu Cuiabá. Para as pessoas que estão atuando na força-tarefa de enfrentamento ao frio, em tempo integral, o sentimento é de solidariedade e gratidão, numa ação que pretende levar o acolhimento, com a doação de alimentos e cobertor (campanha Aquece Cuiabá). A ação é uma determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, organizada pela primeira-dama da capital, Márcia Pinheiro, e reúne todas as secretarias do Executivo. 

Na manhã desta quinta-feira (29), no assentamento Terra Prometida, localizado na Regional Norte entre os bairros CPA e 1º de Março, cerca de cerca de 900 famílias, receberam as doações

A coordenadora do Programa Criança Feliz, da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Michely Machado disse que se sente grata pela possibilidade poder ajudar a população. “Nos comove realmente ver a necessidade das famílias, ainda mais nessa época do ano que está fazendo muito frio e a gente sabe que tem muitas pessoas que não tem uma residência com estrutura para poder preservar a sua saúde. Meu sentimento é de gratidão por estarmos participando dessa ação, doando cobertores, roupas e alimentos. O sentimento é de ajudar ao próximo, de gratidão por poder fazer esse gesto de humanização”, disse Michely ao lembrar os locais já visitados como o aterro sanitário, onde foi distribuído o sopão, e bairros como Novo Milênio e Santa Laura.

Leia mais:  Equipes da força-tarefa percorrem áreas de concentração de pessoas em situação de rua e distribuem 250 refeições e 250 cobertores

A coordenadora técnica de Gestão de Políticas Sociais da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Patrícia Cavalcanti, destacou o trabalho conjunto das Secretarias Municipais que estão possibilitando essa grande mobilização. “Várias secretarias estão trabalhando em conjunto conosco. O objetivo central de toda essa mobilização por parte dos gestores, do nosso prefeito Emanuel Pinheiro e da primeira-dama Márcia Pinheiro, é promover os mínimos sociais, de forma humanizada, para a população em situação de vulnerabilidade de Cuiabá. Acredito que todos envolvidos nessa força tarefa, assim como eu se sentem mais humanizados, com um sentimento de afeto e preocupação, e mais generosos. São vários sentimentos externados a partir do momento que a gente realização ações como essas”, disse Patrícia.

A secretária Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência Hellen Janayna Ferreira de Jesus acompanhou as ações realizadas no assentamento Terra Prometida e disse que a força-tarefa está trazendo muitos benefícios para a política de assistência social do município. “A nossa política é responsável por mapear e identificar a população que está em situação de vulnerabilidade. Com o trabalho realizado por essa força-tarefa foi possível estarmos em mais de 54 bairros da nossa capital, isso é extremamente relevante. A gente leva serviços, leva atendimento, para toda essa população mais vulnerável, que precisa”, disse ela.

De acordo com a gestora, a política de assistência atende a população nesses casos de emergência, mas o escopo, o trabalho principal da Assistência Social é referenciar essas famílias. “Nosso intuído é estar mais presente junto às comunidades, nos nossos mutirões de atendimento que serão retomados. Aqui, no Terra Prometida, iremos referenciar essas famílias, cadastrá-las junto ao Centro de Referência de Assistência Social de abrangência para que elas sejam atendidas em suas necessidades não só hoje, mas todos os dias, meses e anos, como os nossos serviços”, ressaltou.  

Leia mais:  Prefeito Emanuel Pinheiro entrega 144 novos ônibus na segunda-feira; frota conta com ar-condicionado em todas as unidades

O presidente da Associação de moradores do assentamento, criado em 2016, Antônio Lemes de Paula, agradeceu a ação. “Essa ação iniciada neste momento é muito importante. Além da cesta básica e do cobertor precisamos do trabalho da Prefeitura em relação ao emprego, com cursos profissionalizantes, para que as pessoas possam começar a sobreviver. Essa pandemia, atrapalhou muitas famílias, inclusive o Terra Prometida foi um dos bairros mais prejudicados. Aqui somos 900 famílias assentadas, 150 delas de haitianos, o restante são de famílias vindas de todas as partes do país. O bairro tem a associação e precisamos dessa parceria com a Prefeitura para ajudar a comunidade. Essa foi uma belíssima ação. Não ficou ninguém sem receber a cesta, ninguém sem receber cobertor. Em nome da comunidade Terra Prometida eu agradeço a Prefeitura de Cuiabá”, disse Antônio Lemes.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana