conecte-se conosco


MATO GROSSO

Sema inicia Webinar em comemoração à Semana do Meio Ambiente com apresentação de atividades de restauração ambiental

Publicado


A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) iniciou nesta segunda-feira (31.05), às 14h, o Webinar Restauração de Ecossistemas, que faz parte da programação da Semana do Meio Ambiente do Governo de Mato Grosso. O evento acontece por meio de transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da Sema-MT.

A secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti abriu o evento, e falou sobre a importância dos 40 anos da data, comemorada no dia 5 de junho, e sobre a importância da restauração de ecossistemas para o mundo.

“Em 2021 nós comemoramos 40 anos da Semana Nacional do Meio ambiente. Neste ano, nós escolhemos a temática de restauração de ecossistemas para nosso Webinar, este tema está intrinsicamente ligado com o tema da década, eleito pela Organização das Nações Unidas (ONU), com a percepção de que muitos ecossistemas ao redor do mundo estão em colapso, e este colapso exige a reflexão e ações para que nos possamos restaurá-los”, afirma a gestora.

O objetivo da reflexão promovida pelo evento deve iniciar as tratativas de como conciliar o tema da década, com o momento de pandemia. “Além de falar sobre restauração, nós ainda vamos fazer uma comemoração e vamos fazer uma homenagem para aquelas pessoas que perderam suas vidas neste momento de pandemia”, explica a secretária.

O primeiro Webinar do evento foi elaborado pela professora e pesquisadora em Educação Ambiental da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Michèle Sato e abordou a relação do meio ambiente com a pandemia.

Durante a palestra, a pesquisadora explicou sobre o surgimento e características do coronavírus, origem das variantes e relação da alimentação e agropecuária com a pandemia. Sato também abordou os danos causados pelo colapso climático, as prováveis consequências de uma terceira onda da covid-19 e exemplificou sobre a possibilidade de novas pandemias e sua procedência.

Leia mais:  Videoclipe do primeiro single da cantora Natália Terra está disponível nas plataformas digitais de música

“Eu acho que a educação ambiental tem por obrigação lançar esse “grito” de que a gente não pode acreditar que tudo está acabado. Mesmo perante a um fenômeno tão assustador, a gente precisa acreditar que podemos fazer o mundo melhor”, expôs a professora, encerrando sua participação no evento.

O segundo Webinar, realizado pela doutora em Ciência Animal, com ênfase em Epidemiologia, e professora da Universidade Federal de Lavras (UFLA), Christiane Rocha, teve como tema a relação entre a saúde e o meio ambiente.

Na palestra, Christiane explica como a produção excessiva de lixo, queimadas e degradação do solo prejudicam a saúde dos seres humanos. A doutora acredita que para viver em harmonia e evitar as próximas pandemias é necessário tratar as questões de animais e humanos como uma saúde única.

Para ver a íntegra do primeiro dia de Webinar basta acessar o canal do YouTube da Sema-MT ou clicar aqui. A programação do Webinar Restauração de Ecossistemas segue até o dia 4 de junho.

Veja a programação para os próximos dias:

1º de junho

14h – Palestra: Panorama Geral da Atividade de Restauração Ambiental – Ingo Isernhagen (EMBRAPA)

14h45 – Palestra: Técnicas Alternativas para Restauração de Áreas Degradadas – Sebastião Venâncio Martins (UFV)

*Moderação de Alexandre Ebert (Sema-MT)

02 de junho

14h – Palestra: Rede de sementes do Xingu: as pessoas como protagonistas da Restauração Ecológica – João Carlos Mendes Pereira (Facilitador da Rede de Sementes do Xingu)

14h45 – Palestra: Semeadura Direta como principal forma para Recomposição da Vegetação Nativa – Guilherme Henrique Pompiano Do Carmo (Técnico ISA)

*Moderação de Leonardo Vivaldini dos Santos (Engenheiro Florestal SEAF-MT)

03 de junho

14h – Palestra: Restauração de Áreas com SAFs – Eduardo Darwin Ramos da Silva (Analista de gestão ambiental do ICV)

Leia mais:  Profissionais da educação aprovam programas de saúde e segurança no trabalho da Seduc

14h45 – Palestra: Restauração de Áreas Degradadas com intervenções de Engenharia Natural – Rita dos Santos Sousa (UFSM)

*Moderação de Lígia Nara Vendramin (Coordenadora do Programa REM)

04 de junho

14h – Palestra: Ferramentas para Detecção e Avaliação das Áreas Degradadas em Unidades de Conservação Estaduais – Alexandre Ebert (Sema-MT)

14h45 – Palestra: Apresentação da Plataforma WebAmbiente – José Felipe Ribeiro (EMBRAPA)

*Moderação de Elaine Corsini (SEMA-MT)

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Indea prorroga prazo para comunicação da vacinação contra a febre aftosa

Publicado


O Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) prorrogou até a próxima a terça-feira (15.06) o período de comunicação da vacinação contra febre aftosa para os produtores rurais. O prazo anterior se encerrou nessa quinta-feira (10.06).

“Mato Grosso é considerado referência nacional, quando falamos de vacinação contra a febre aftosa, o que é de extrema importância para a saúde desses animais e também para a economia do Estado. Com isso, produtos rurais tem o seu mercado valorizado e o país continua sendo referência de exportação de carne bovina”, assegura César Miranda, secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso.

Até a última quarta-feira (09.06), a taxa de registro de vacinação chegou a 87,07%, faltando o comparecimento de 13.760 produtores. Desta forma, é importante que os ausentes façam a comunicação por e-mail ou, se necessário, dirijam-se a uma unidade local do INdea, portando a nota fiscal de aquisição da vacina e a relação de animais existentes.

Para mais informações clique aqui!

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Setores hoteleiro e de eventos comemoram reaquecimento da economia durante Copa América
Continue lendo

MATO GROSSO

Mato Grosso é único estado brasileiro a participar de simpósio do BRICS na China

Publicado


O projeto de cooperação entre Mato Grosso e a China vem se fortalecendo ao longo deste ano, tanto que o estado foi a única unidade federativa brasileira a participar do Simpósio Internacional para BRICS Think Tanks 2021, realizado nesta quinta-feira (10.06), na cidade de Xiamen, província de Fujian, no leste chinês.

A servidora estadual que atua no país asiático intermediando a abertura de mercado para os produtos mato-grossenses, Ariana Guedes, representou o Estado no evento.

Ela destacou que essa parceria entre os governos chinês e mato-grossense ocorreu porque províncias chinesas, com base econômica semelhantes à do Estado, se interessaram na cooperação comercial e de investimentos em Mato Grosso.

As negociações que visam fomentar acordos comerciais do Estado com a Ásia, em especial com a China, tiveram início em 2020.

A parceria internacional firmada entre Mato Grosso e a China será duradoura se depender da atual gestão, de acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda.

“O interesse é mútuo e estamos buscando consolidar essas negociações e formalizar acordos a longo prazo que serão muitos bons para a inserção dos produtos do estado no mercado chinês”, explicou Miranda.

Para concretizar as atividades, o governo chinês criou um centro de inovação entre os países que compõem o BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). A plataforma visa estimular as discussões e projetos entre os países integrantes.

O novo centro de cooperação voltado para os membros do BRICS, inclusive desenvolveu um treinamento de 2h com foco em marketing e dicas para estabelecer relações de comércio com a China, material direcionado ao público mato-grossense.

“Após essa ação piloto, os chineses já se colocaram à disposição para desenvolver outros cursos para Mato Grosso.  Nosso estado é um parceiro e a perspectiva é de que essa ligação nos renda muitos frutos. Existem muitas oportunidades na cidade de Xiamen e nas 33 províncias chinesas na área de trading e investimentos. E por parte do governo local há muito interesse em Mato Grosso”, ressaltou Ariana Guedes.

Leia mais:  Indea prorroga prazo para comunicação da vacinação contra a febre aftosa

O simpósio que tratou sobre o “Trabalhando juntos para desenvolver o centro de inovação em um modelo de cooperação do BRICS”, atraiu mais de 200 especialistas, autoridades da indústria e do governo e representantes de organizações internacionais e associações empresariais.

O centro de inovação do BRICS tem como foco impulsionar o investimento e a facilitação do comércio. Bem como, o aprimoramento da inovação e cooperação financeiras.

Representatividade

Atualmente, os BRICS são detentores de mais de 21% do PIB mundial, formando o grupo de países que mais crescem no planeta. Além disso, representam 42% da população mundial, 45% da força de trabalho e o maior poder de consumo do mundo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana