conecte-se conosco


MATO GROSSO

Seduc desenvolve ações voltadas à saúde e segurança no trabalho

Publicado


Diretores, coordenadores, assessores pedagógicos e demais profissionais do polo da Diretoria Regional de Educação (DRE) de Tangará da Serra receberam orientações da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) sobre o Programa ERA (Educação para Redução do Absenteísmo) e o PERPE (Plano Estadual de Readaptação do Profissional da Educação).

Os trabalhos de apresentação dos dois projetos, voltados à saúde do servidor da educação, foram realizados na segunda-feira (07.06) por uma equipe da Superintendência de Desenvolvimento, Aplicação, Saúde e Segurança da Secretaria Adjunta de Gestão de Pessoas da Seduc.

“Temos número muito alto de profissionais da educação fora da sala de aula, por vários motivos. Com esses programas, o objetivo da secretaria é acompanhar os profissionais para monitorar de perto esses servidores, agindo de forma preventiva, e cuidando da saúde, a fim de que eles possam retornar às atividades, valorizando os profissionais da educação”, disse Marly Souza Faria, Superintendente de Desenvolvimento, Aplicação, Saúde e Segurança da Seduc.

O diretor da DRE de Tangará da Serra, Claudiomar Pedro da Silva, elogiou as ações da Secretaria de Estado de Educação.

“Esses programas somam com a atenção ao servidor, aquele que, por ora, não comparece ao trabalho ou não tem condição de desempenhar suas funções. Ele será assistido para que, da melhor maneira possível, os encaminhamentos ligados à sua saúde física e mental possam ser direcionados. Nós agradecemos a atenção feita aos profissionais da educação”, disse.

Para Lenilza Roberta de Souza, diretora da Escola Estadual Plena Vereador Ramon Sanches Marques, em Tangará da Serra, os dois programas chegam em um momento crucial por causa do impacto provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Leia mais:  Setores hoteleiro e de eventos comemoram reaquecimento da economia durante Copa América

“Essas propostas vêm ao encontro de nossas necessidades atuais. Muitos profissionais estão passando por psicólogos, psiquiatras, neurologistas, então precisamos, sim. Isso deve ao menos amenizar parte de tudo isso que estamos enfrentando. A educação precisa de saúde, desse olhar da equipe para a saúde dos profissionais”, disse.

João Paulo da Silva, diretor da Escola Estadual Ministro Petrônio Portela Nunes, também em Tangará da Serra, destacou que é preciso cuidado com os estados físico e emocional de quem trabalha na área.

“Vejo como muito positiva a iniciativa da Seduc porque uma das grandes preocupações dos profissionais da educação é justamente a saúde. Durante o trabalho ao longo dos anos há muitas consequências, seja pelo movimento repetitivo, seja pelas interações social e emocional. Isso causa várias doenças. E com certeza, com esses programas, estaremos amparados”, afirmou.

Além da cidade polo, a DRE de Tangará da Serra contempla os municípios de Nova Olímpia, Barra do Bugres, Denise, Porto Estrela, Campo Novo do Parecis e Sapezal, totalizando 42 escolas estaduais.

Programa ERA e PERPE

O Programa ERA trabalha com uma equipe multiprofissional, com psicólogos, engenheiros do trabalho, assistente social, enfermeiro do trabalho, educador físico e demais perfis.

A ideia é reduzir o absenteísmo e os afastamentos por motivos médicos dos profissionais da educação, por meio de 10 ações específicas: ergonomia e ergopsicomotricidade, laboral, vida saudável, prevenção para a aposentadoria saudável, socioemocional, psicossocial, bem-estar, calendário da saúde, acolhida no ambiente de trabalho e segurança no trabalho.

O programa é acompanhado pelo Ministério Público do Estado (MPE), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Controladoria Geral do Estado (CGE).

O PERPE, instituído por meio de portaria publicada no dia 20 de maio no Diário Oficial do Estado (DOE), visa acolher e acompanhar, pelo período de 12 meses, o servidor que se encontra em situação de readaptação funcional.

Leia mais:  Onze foragidos da Justiça por crimes sexuais contra crianças e adolescentes são presos pela Polícia Civil

Para isso, a equipe multiprofissional do Comitê Setorial de Saúde e Segurança do Trabalho vai desenvolver atividades para capacitação dos servidores em questão, por meio de intervenção laboral, de ergonomia e ergopsicomotricidade, socioemocional, psicossocial, bem-estar, ensino em saúde vocal, vida saudável, planejamento pessoal e profissional, desenvolvimento pessoal e laboral e aposentadoria saudável.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Última etapa das obras de reforma na Arena Pantanal foram paralisadas para realização da Copa América

Publicado


O terceiro andar do setor Leste da Arena Pantanal será a última etapa da reforma do estádio. As obras no local iniciaram com a retirada das portas e troca completa do piso, mas tiveram que ser paralisadas em decorrência do início da Copa América.

No entanto, o setor em questão, onde estão localizados os camarotes Leste, não será utilizado por enquanto, por causa da proibição de público nos jogos oficiais.

A reforma na Arena foi concluída nos setores Oeste, Sul e Norte, faltando apenas os camarotes do estádio.

Vale ressaltar que a Arena Pantanal é uma arena multiuso que passa por constante manutenção, independente da época ou gestão.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Mato Grosso é único estado brasileiro a participar de simpósio do BRICS na China
Continue lendo

MATO GROSSO

Governo prorroga prazo para recadastramento de aposentados e pensionistas

Publicado


O Governo do Estado, por meio do Mato Grosso Previdência (MT Prev), prorrogou até o dia 09 de julho de 2021 o prazo para o recadastramento de aposentados e pensionistas no Censo Previdenciário. A medida se fez necessária tendo em vista que 10.547 inativos ainda não fizeram a atualização cadastral e podem ter o benefício suspenso.

No total foram convocados 37.196 beneficiários. O Censo Previdenciário cumpre a Lei Federal nº 10.887/2004, que determina a sua realização, no mínimo a cada 5 (cinco) anos, abrangendo todos os aposentados e pensionistas.

A pendência documental ou a ausência de realização do recenseamento até 09 de julho, acarretará a suspensão do pagamento no mês de julho, até posterior regularização, considerando o ciclo mensal da folha de pagamento.

Entre as pessoas que ainda não se recadastraram, a maioria reside nos estados de Mato Grosso (9.240) e Mato Grosso do Sul (545). Entre as cidades com alto número de ausentes estão: Cuiabá (4.064), Várzea Grande (978), Rondonópolis (445) e Cáceres (303)

Como fazer

Para realizar o Censo, os segurados podem optar tanto pelo atendimento presencial, que está sendo realizado na Controladoria Geral do Estado (CGE) em Cuiabá, como pela internet.

O agendamento para atendimento presencial deve ser feito via telefone 0800.647.3633 ou pelo site www.mtprev.mt.gov.br.

Na opção online, basta acessar o site do MT Prev, informar o CPF, clicar na opção “Censo Online” e anexar os documentos obrigatórios.

O beneficiário deve providenciar todos os documentos solicitados, devidamente atualizados, antes de iniciar o seu recenseamento. A atualização da certidão de nascimento ou casamento pode ser solicitada por meio do site www.registrocivil.org.br, ou pelo site da Anoreg MT (app.anoregmt.org.br).

Para as dúvidas ou dificuldades no cadastro, além do telefone do MT Prev (65 3363-5300), há um WhatsApp exclusivo para o Censo: (65) 9 9959-0350 e o e-mail [email protected]

Leia mais:  Sexta-feira (11): Mato Grosso registra 426.571 casos e 11.366 óbitos por Covid-19

– Lista da documentação necessária  
– Portaria de Prorrogação

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana