conecte-se conosco


MATO GROSSO

Região de Cuiabá foi a primeira a debater o Plano Estadual de Resíduos Sólidos

Publicado


Nesta segunda-feira (31.05) iniciaram os encontros regionais para apresentar e debater o Plano Estadual de Resíduos Sólidos de Mato Grosso (PERS). A primeira região a ser abrangida foi a de Cuiabá. As reuniões continuam nesta terça-feira (01.06), envolvendo municípios da região de Sinop.

As discussões sobre a destinação dos resíduos sólidos no Estado marcam as atividades da Semana do Meio Ambiente e servirá para aprimoramento do PERS. Os encontros online são coordenados UFMT, responsável pela elaboração do Plano, com a participação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) .

As reuniões são abertas à população em geral e não precisa de inscrição. Após a apresentação, o espaço é aberto ao público para debates e dúvidas. Os vídeos podem ser assistidos em tempo real no YouTube e ficarão disponibilizados na plataforma para acesso. Para assistir o debate na região de Cuiabá acesse este link

A expectativa é alcançar os 141 municípios mato-grossenses, apresentando os dados já coletados em todo o processo de execução do plano. Os encontros virtuais acontecerão em 5 regiões do estado. As discussões em Cuiabá envolverão 30 municípios, em Sinop a abrangência é de 42 cidades, Barra do Garças de 30, Rondonópolis de 18 e Cáceres 21 municípios.

ENCONTRO VIRTUAL CUIABÁ

Os temas apresentados durante a reunião de Cuiabá foram Panorama dos Agrossilvopastoris (madeira, pecuária e agricultura), resíduos sólidos de mineração, resíduos do sistema de logística reversa e estudo de regionalização e proposição de arranjos intermunicipais na região intermediaria de Cuiabá.

As seis Diretrizes e estratégias para implementação do PERS também foram expostas: fortalecimento institucional do Estado na gestão dos resíduos sólidos; gestão econômica e ambientalmente sustentável dos resíduos sólidos no estado (urbanos, de serviços de saúde e da construção civil); estimulo e apoio a gestão regionalizada dos resíduos sólidos; inserção social de catadores com programas de geração de renda e apoio e ampliação de coleta seletiva e reciclagem no estado; produção e consumo consciente com ações educativas;  implementação da política regulatória estadual para os resíduos sólidos e apoio para o fortalecimento dos órgãos municipais de gestão de resíduos.

Leia mais:  Onze foragidos da Justiça por crimes sexuais contra crianças e adolescentes são presos pela Polícia Civil

As palestradas foram ministradas pelos professores da UFMT e coordenadores do PERS Eliana Rondon e Paulo Modesto Filho e pelo engenheiro sanitarista e ambiental Gabriel Figueiredo de Moraes.

CONFIRA AS DATAS EM CADA REGIÃO

Cuiabá – 31 de maio

Sinop – 1º de junho

Barra do Garças – 2 de junho

Rondonópolis – 8 de junho

Cáceres- 9 de junho

PERS

O PERS vem sendo construído desde agosto de 2020 com a entrega pela UFMT do Projeto de Mobilização Social à Sema. O Plano deve abranger todo o território do Estado e prevê a participação contínua da comunidade em geral e de grupos específicos e neste momento de pandemia da Covid-19 utiliza de meios eletrônicos para garantir o acesso popular.

O documento requer um modelo de planejamento de fácil acesso à população, estimulando os segmentos sociais a participarem de forma individual ou coletiva. Ele vai nortear as Políticas de Desenvolvimento Sustentável do Estado de Mato Grosso de acordo com as diretrizes constantes da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, instituída pela Lei federal nº 12.305/2010 e seu Decreto Regulamentador.

Além de questões sobre Aspectos Sociais – Perfil de Associações e Cooperativas de Catadores, as discussões foram estendidas aos seguintes eixos: Resíduos Sólidos Urbanos, Resíduos Sólidos na Indústria, Resíduos Sólidos na Saúde, Resíduos Sólidos da Mineração, Resíduos Sólidos de Logística, Resíduos Sólidos no Transporte, Resíduos Sólidos na Construção, Resíduos Sólidos no Saneamento, Resíduos Agrossilvipastoris – geral e particularizado em Pecuária, Indústria, Agroindústria Associada ao Estado e Resíduos Sólidos do Setor Madeireiro.

Antes dos encontros regionais, foram realizadas 13 Webinars – encontros setoriais com uso da Tecnologia da Informação. Uma série de reuniões temáticas com participação de órgãos públicos e setores sociais e econômicos envolvidos diretamente com o PERS foram realizadas em fevereiro e março deste ano de forma virtual.

Leia mais:  Setores hoteleiro e de eventos comemoram reaquecimento da economia durante Copa América

Para mais informações acesso o site do PERS

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Documentário sobre Santo Antônio de Leverger será exibido em TV aberta neste sábado (12)

Publicado


Histórias e tradições de uma cidade que já foi o principal polo econômico e político de Mato Grosso. Este é o mote de Santo Antônio – Rio abaixo à Leverger, documentário dirigido por Leonardo Sant’Ana, com produção executiva de José Paulo Traven, que será exibido pela TV Centro América neste sábado (12), às 13h40.

“Santo Antônio é um lugar cheio de histórias e pessoas incríveis. A versão do documentário que será exibida pela TVCA, no entanto, é uma versão compacta, com duração de 22 minutos. Uma homenagem a Santo Antônio de Leverger em seu aniversário de 121 anos”, explica Paulo Traven. 

Terra natal de Marechal Cândido Rondon, o município de Santo Antônio de Leverger faz parte da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá.  A pequena cidade, com pouco mais de 17 mil habitantes, tem como base de sua economia o turismo da pesca e a agricultura de subsistência. 

Entre as muitas histórias narradas no documentário, as lendas que contam o surgimento do município se destacam. 

“Uma das histórias conta o mito de fundação do município, quando o batelão, com alguns bandeirantes, subia o rio depois de ter guerreado com indígenas, quando encalhou na região que hoje é o município. Quando tiraram a imagem de Santo Antônio, o batelão desencalhou. Então eles entenderam que a imagem de Santo Antonio queria ficar naquela região. Esta é apenas uma das histórias”, adianta Traven. 

Realizado pela Associação Mato-grossense de Inclusão Sociocultural/AMISCIM, Produzido pela Terra do Sol Filmes, Santo Antônio – Rio abaixo à Leverger é uma realização da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Assembleia Legislativa de Mato Grosso, por meio de emenda parlamentar do deputado estadual Allan Kardec.

Leia mais:  Onze foragidos da Justiça por crimes sexuais contra crianças e adolescentes são presos pela Polícia Civil
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Onze foragidos da Justiça por crimes sexuais contra crianças e adolescentes são presos pela Polícia Civil

Publicado


A Polícia Civil, por meio da Gerência Estadual de Polinter e Capturas cumpriu em dez dias, 11 mandados contra foragidos da Justiça que estavam com prisões decretadas por crimes sexuais envolvendo crianças e adolescentes.

As prisões foram cumpridas entre 31 de maio e 10 de junho, em Cuiabá e Chapada dos Guimarães e fazem parte da Operação Acalento desencadeada em todo país sob coordenação do Ministério da Justiça para cumprimento de prisões, instauração e conclusão de investigações referentes a crimes sexuais contra crianças e adolescentes.

Entre as prisões cumpridas nesta quinta-feira (10.06) pelas equipes da Polinter está a de um homem de 68 anos, que foi denunciado à Justiça pelo abuso sexual cometido contra a sobrinha de 12 anos. O crime ocorreu no bairro Planalto, em 2011.

Outro foragido que teve o mandado cumprido responde a um processo pelo estupro cometido contra as duas filhas, que tinham 9 e 10 anos, à época, na região do Pedra 90. Os abusos se repetiram por anos, até que a mais nova das vítimas denunciou o crime ao Conselho Tutelar.

Um dos mandados foi cumprido no Centro de Ressocialização de Cuiabá em desfavor de um homem de 35 anos, réu em um processo pelo estupro cometido contra a enteada de sete anos, no bairro Pedra 90, em 2014. A mãe da criança, ao chegar do trabalho, encontrou a menina com a roupa suja de sangue e ao perguntar o que ocorreu, a criança contou como o padrasto havia abusado dela.

Em uma gleba no município de Chapada dos Guimarães, a equipe da Polinter localizou outro foragido, de 75 anos, que responde por crime sexual. Em 2013, ele abusou da sobrinha de 11 anos, no bairro Jardim União.

Leia mais:  Documentário sobre Santo Antônio de Leverger será exibido em TV aberta neste sábado (12)

Outra prisão realizada em Cuiabá foi a de um homem de 64 anos, que em 2011 abusou da filha adolescente. O crime ocorreu no bairro Jardim Gramado, na Capital.

Todos os 11 homens presos foram encaminhados para a Gerência da Polinter, a fim de formalizar o cumprimento dos mandados de prisão e depois enviados a unidades prisionais da região metropolitana.

A Operação Acalento segue até o dia 17 de julho, quando o Ministério da Justiça fará um balanço das prisões realizadas no período.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana