conecte-se conosco


CUIABÁ

Prefeitura de Cuiabá informa que Governo do Estado bloqueia trincheira Jurumirim nesta quarta-feira (9) para obras de reparos; confira as rotas alternativas 

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), autorizou o Governo do Estado a começar os trabalhos de recuperação e restauração da trincheira Jurumirim nesta quarta-feira (9), a partir das 5h da manhã.  Isso porque, na vistoria realizada na segunda-feira (7), a equipe de  engenharia da Semob, constatou que  a  Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra)  concluiu os  reparos nas vias que servirão de rotas alternativas. Foram feitas sinalizações horizontais e verticais, além de faixas informativas. 
As rotas alternativas serão no sentido Av.do CPA/Coxipó e sentido  Fernando Corrêa/ Av. do CPA . (CONFIRA EM ANEXO). 
A pasta de mobilidade informa que o trajeto é “alternativo” e não um “desvio obrigatório”. As vias laterais, chamadas de marginais, estarão liberadas. Já a parte inferior da trincheira, chamada de “mergulho”, será totalmente fechada.  
Durante o período de obra, os agentes de trânsito estarão nos principais pontos das rotas alternativas para orientar os motoristas e tentar minimizar o impacto no trânsito com o fechamento da  trincheira. 

O período estimado de fechamento da trincheira Jurumirim é de sete meses para que seja corrigido um problema no sistema de drenagem de águas pluviais. A previsão é que, somente na parte inferior, deva ser retirado cerca de 1,5 metro de solo e substituído por outro de melhor qualidade. Essa obra foi orçada em R$ 50,5 milhões e estava no pacote das grandes obras de mobilidade que seriam entregues em 2014 – antes dos jogos da Copa do Mundo – a Capital foi uma das subsedes.

Comentários Facebook
Leia mais:  Secretário de Turismo apresenta projetos para o deputado estadual Allan Kardec
publicidade

CUIABÁ

Símbolo de respeito e ocupação histórica: Beco do Candeeiro recebe bênçãos da Lavagem do Rosário e São Benedito

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

“Na beira da praia, Ogum Sete Ondas, Ogum Beira Mar” foi o que se escutou as margens da Prainha, no Beco do Beco do Candeeiro, na noite da última sexta-feira (11). O projeto Afro Sagrado, executado pela Associação Lavagem das Escadarias Rosário e São Benedito realizou a benção dos candeeiros para celebrar a presença ancestral africana. Logo depois, o grupo musical Raízes do Samba se apresentou com repertório nacional. No local, também foi comercializado comidas típicas regionais. Os eventos realizados no Beco são promovidos pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer por determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, gratuitamente e seguem todas as medidas de biossegurança.

“É preciso respeitar as raízes do povo cuiabano, respeitar a fé tão diversa da nossa gente. A gestão Emanuel Pinheiro restaurou o Beco do Candeeiro para ser lugar de encontro, de exaltação da arte, da cultura, das tradições e vamos cada vez mais, promover a paz e união neste lugar tão simbólico da nossa Capital”, disse o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro.

Do agogô, instrumento Yoruba que se assemelha a um sino, veio o primeiro som. Daí por diante a cadência foi sendo construída. Das cabaças dos afoxés o som balançava até se fundir com a vibração dos atabaques. O ritmo se encorpava para que a bandeira da Paz dançasse no salão do Museu da Imagem e do Som (MISC). Ainda era só ensaio para o que viria a ser apresentado em instantes na rua 27 de Dezembro.

Às 19h, Ogum Beira Mar inundou o Beco do Candeeiro com seu exército branco. Chegou para abençoar, ocupar espaço de direito, por uma cultura de paz e tolerância. Eram os integrantes da Associação da Lavagem das Escadarias Rosário e São Benedito adentrando a primeira rua iluminada de Cuiabá com seu axé.

“Hoje para nós é um momentos especial, é quando a Prefeitura de Cuiabá nos reconhece como movimento cultural da Capital. Quero agradecer a todos que estão aqui, todos somos Lavagem e todos buscamos um espaço dentro do contexto histórico dessa cidade. Estar dentro do Beco do Candeeiro, um local restaurado para nós povo afro brasileiro é muito importante para nós”, disse Lindsey Catarina, presidente da Associação da Lavagem das Escadarias Rosário e São Benedito.

 Enquanto a Lavagem passava, o coração pulsava no ritmo dos dedos que tocavam o atabaque. O som reverberava nas pedras cangas que pareciam recordar os passos que retornavam para casa. O retorno das raízes afro brasileiras, da capoeira, do siriri e cururu, velhas conhecidas do Beco do Candeeiro.

“Quero dizer que é um prazer e uma emoção muito grande estar perto de um povo de fé. Quem conhece minha família sabe que a minha casa sempre esteve aberta para todos. Eu tenho muito orgulho de estar aqui e peço que me vejam e sintam sempre como uma irmã de vocês. Que Deus e Oxalá abençoem todos nós, muito axé para todo mundo”, disse a secretária Carlina Rabello Leite Jacob, que participou de toda a procissão pelo Beco e também esteve ao lado da presidente da Lavagem, Lindsey Catarina e do padre Hugo no momento simbólico de soltura de uma pomba branca pela paz. O secretário-adjunto de Cultura, Justino Astrevo também esteve presente no local.

Dos jarros com flores segurados pelas baianas vieram a água de cheiro que lavou a rua e os que assistiam e participavam do ritual. “Senhora do Rosário foi quem me trouxe aqui. Senhor do Rosário, foi quem me trouxe aqui. A água do mar é santa, eu vi, eu vi, eu vi”, cantava o exército branco, enquanto ramos de flores encharcados atiravam água perfumada e abençoada pelo ar.

“Eu tinha a fama de ser o padre mais macumbeiro da minha cidade, Campo Grande. Estou aqui como Igreja e digo que temos muito a que pedir perdão. Peço perdão a todo povo negro que teve que esconder seus orixás atrás de imagens de santo. Esse é o momento de pedir perdão, momento de que nossos ancestrais nos perdoem. Este momento é de abençoar este lugar que também já foi de sofrimento. Que nossos orixás nos abençoem, abram nossos caminhos e os purifiquem, axé”, disse padre Hugo, que representou a Paróquia Anglicana da Virgem Maria, no bairro Jardim El Dorado durante a benção.

A Associação da Lavagem dedicou o ritual em homenagem ao já falecido maestro Edinaldo Ferreira. No início da celebração foi feito um minuto de silêncio pelo falecimento da jornalista cultural, ex-assessora de imprensa da Prefeitura de Cuiabá, Alessandra Barbosa, falecida na sexta-feira (11).

Toda a programação no Beco do Candeeiro é realizada com entrada franca e limitada a 70 pessoas, respeitando as medidas de biossegurança em decorrência da pandemia da COVID-19.

Leia mais:  Em prol da saúde dos cuiabanos, prefeito mantém intensa agenda em articulações com o governo federal

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

Dutrinha é cedido oficialmente para Conmebol; Estádio recebe seleção da Colômbia para treino neste sábado (12)

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

O maior símbolo do esporte cuiabano, o Estádio Eurico Gaspar Dutra foi oficialmente cedido para a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e vai receber seleções da Copa América de Futebol. A cerimônia simbólica de entrega do Dutrinha foi realizada na manhã deste sábado (12). O Estádio terá o gramado e vestiários utilizados para treinos das equipes da Colômbia, que começam já neste sábado (12). A segurança do local será feita pela Conmebol e não será permitida cobertura da imprensa e a presença de público, em razão do cumprimento das medidas de biossegurança contra a COVID-19.

Na tarde da última sexta-feira (11), o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro assinou Termo de Autorização Precária de Uso do equipamento desportivo.

“O Dutrinha é um ícone do futebol cuiabano, um patrimônio que precisa ser preservado. Craques como Bife, Avião e Fulepa, que teremos a honra de homenagear com estátuas para que sejam sempre lembrados de suas contribuições ao futebol local. Entregamos nas mãos da Conmebol nosso bem precioso, o nosso querido Dutrinha e esperamos que ele seja bem utilizado para os treinos das seleções da Copa América”, destacou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Um dos pontos que contribuiu para boa avaliação do Dutrinha pela Conmebol foi a boa logística. Conforme combinado entre a Prefeitura de Cuiabá, que é responsável pela administração do estádio, e a Conmebol, a partir de sexta-feira (11), data de assinatura do Termo de Autorização, até 27 de junho, quando se encerra a participação da Capital na Copa América, o estádio fica totalmente à disposição da organização da competição.

“Agradecer aos nossos secretários, vereadores e a imprensa pela presença nesta cerimônia simbólica em que passamos oficialmente a cessão de uso do Dutrinha, para que a Conmebol possa fazer todos os treinamentos das seleções participantes da Copa América. A secretária Carlina dará toda assistência e suporte para que se tenha tranquilidade neste que será o centro de treinamentos das seleções. Colocamos este templo do futebol à disposição da Conmebol”, disse o vice-prefeito, José Roberto Stopa.

Leia mais:  Em prol da saúde dos cuiabanos, prefeito mantém intensa agenda em articulações com o governo federal

Nesse período, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) fica responsável por executar, em parceria com o Município, as atividades de manutenção necessárias para o bom desenvolvimento dos treinamentos. As atividades das seleções serão fechadas para o público e imprensa, contando com a presença apenas de atletas, comissão técnica, representantes da Conmebol, e segurança privada.

“Cuiabá sediou a Copa do Mundo, que foi um evento espetacular para a cidade, uma operação linda e voltar um evento internacional traz uma importância muito grande para reativar os grandes eventos esportivos. Cuiabá está de parabéns por esse desafio, principalmente neste momento tão complicado com a COVID-19. Estamos tomando todos os cuidados necessários para que seja um evento com a maior tranquilidade para Cuiabá. Muito obrigada ao prefeito e vai ter Copa América em Cuiabá”, disse o representante da Conmebol, Marcus Jacarandá.

Ainda na cerimônia simbólica deste sábado (12), a secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Rabello Leite Jacob fez questão de evidenciar o quão importante é um evento desta magnitude no município para o despertar de novos atletas.

“É super importante neste momento que estamos passando que tenha essa inspiração aos mais jovens, aos atletas que estão começando agora. Que essa Copa desperte novos atletas, dê novos frutos e revele novos talentos”, disse a secretária Carlina.

O secretário de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Francisco Vuolo, que iniciou as obras de reforma do Dutrinha ainda quando a frente da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer falou da satisfação em ver o estádio receber os primeiros jogos.

“Essa é a obra que representa o esporte cuiabano, é a casa onde nós temos o gramado que pisou Pelé. Na sua altura, ele é aberto de forma oficial para receber um evento internacional, receber seleções. Parabéns ao prefeito Emanuel Pinheiro e a gestão como um todo por esse resultado fantástico”, disse Vuolo.

Leia mais:  Secretaria de Educação protocola os primeiros processos de Credenciamento e Autorização das unidades educacionais de Cuiabá

Estiveram presentes no ato de entrega do Dutrinha o secretário da Empresa Cuiabana de Limpeza Urbana, Vanderlúcio Rodrigues e seu adjunto Anderson Matos, a secretária-adjunta de Obras Públicas, Silvia Andreato, o secretário-adjunto de Cultura, Esporte e Lazer, Justino Astrevo, o vereador Mario Nadaf, o diretor de competições da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), Diogo Carvalho.

MAIS VACINAS

A escolha de Cuiabá como uma das subsedes da Copa América foi feita pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Governo Federal e Governo do Estado de Mato Grosso. Diante da não consulta ao Município sobre a realização do evento, o prefeito Emanuel Pinheiro solicitou ao presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, o envio de doses extras de vacinas contra a Covid-19, como contrapartida.

Na última terça-feira (08), Emanuel entregou pessoalmente ao presidente um ofício com o pedido de mais 670 mil doses, que seriam suficientes para a imunização em massa da população cuiabana. O trabalho de articulação do chefe do Executivo municipal contou com a participação essencial do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana