conecte-se conosco


POLICIAL

Polícia Comunitária busca recursos na Assembleia para instalação de nova sede em Várzea Grande

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Com objetivo de levantar recursos para reforma e adequação do prédio da antiga Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM), a equipe da Polícia Comunitária junto ao presidente da Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública do Estado de Mato Grosso estiveram na tarde de terça-feira (01.06), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

A visita realizada de forma estratégica oportunizou uma conversar com os deputados sobre a reestruturação e adequação da unidade localizada no bairro Cristo Rei em Várzea Grande, onde funcionará a Coordenadoria de Polícia Comunitária, atualmente instalada em uma sala na Academia de Polícia Civil (Acadepol).

O presidente da Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública do Estado (Feconseg/MT), Danilo Corrêa de Moraes, lembrou que a Coordenadoria de Polícia Comunitária da Polícia Civil desenvolve quatro projetos que atende a comunidade de Cuiabá e Várzea Grande e por isso precisa de uma estrutura adequada para desenvolvimento dos trabalhos.

“Atualmente onde está funcionando o espaço é pequeno dificultando o atendimento da sociedade. Na nova instalação será possível ter salas adequadas para os quatro projetos de ações preventivas e com R$ 150 mil conseguimos deixar o prédio em pleno funcionamento”, disse.

Durante a visita, o mascote da Polícia Comunitária o “Bom Dog” também esteve presente e fez sucesso com os deputados, além de serem entregues alguns kits dos projetos sociais da Polícia Civil como lembrança aos parlamentares.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Traficante que estava foragido é localizado pela Polícia Civil em Barra do Bugres
publicidade

POLICIAL

Polícia Civil recupera dois veículos produtos de crimes na região de fronteira

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT                   

Dois veículos de proveniências ilícitas foram apreendidos e três jovens presos pela Polícia Civil, na sexta-feira (11.06),  na zona rural do município de Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a oeste de Cuiabá). O Toyota Etios e o Jeep Renegade recuperados pertencem a duas empresas locadoras de veículos que funcionam na cidade de Belo Horizonte (MG). 

Os suspeitos de 21, 20 e 20 anos, foram autuados em flagrante pelo crime de receptação. Dois deles, que conduziam os veículos, também responderão por dirigir veículo sem possuir CNH ou permissão para dirigir. 

Durante diligências de combate a criminalidade na região de fronteira deflagradas pela Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Grupo Especial de Fronteira (Gefron), uma equipe de investigadores recebeu denúncia sobre a existência de veículos de origem ilícita adentrando na área rural do município e que seguiam para a Bolívia. 

De posse das informações, os policiais civis passaram a apurar os fatos e a percorrer a região pelas estradas conhecidas como “cabriteiras”. Após chegaram na porteira de uma propriedade rural, foram avistados os dois veículos com as mesmas características mencionadas na denúncia e que vinham na direção da viatura.

Assim que se aproximaram, o Jeep Renegade com dois ocupantes acelerou bruscamente, momento em que foi dado ordem de parada. Ato contínuo foi realizada a abordagem dos veículos, sendo que ambos condutores não possuíam carteira nacional de habilitação (CNH). Durante as checagens foi constatado que o carro Toyota Etios era produto de furto qualificado e o Jeep Renegade produto de apropriação indébita.

Perguntados sobre os fatos, os homens que dirigiam contaram que haviam pego os veículos em Pontes e Lacerda, bem como receberiam a quantia de R4 1,5 mil para levarem até a Bolívia. Já o rapaz que estava como passageiro contou que estava na função de abrir as porteiras e para isso ganharia o valor de R$ 500. 

Leia mais:  Polícia Civil identifica suspeito e recupera motocicleta furtada em Pontes e Lacerda

Diante do flagrante os três envolvidos foram conduzidos até a Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade, junto com os veículos apreendidos, onde foram interrogados e autuados em flagrante delito. Após a confecção dos autos, o trio foi colocado à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Duas mulheres envolvidas em crimes de estelionato e tráfico de drogas são presas pela Polícia Civil

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Mais duas mulheres envolvidas em ações criminosas na cidade de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) foram presas pela Polícia Civil, na tarde de sexta-feira (11.06), durante diligências da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município. 

A primeira prisão ocorreu após investigação visando a repressão aos delitos patrimoniais. A suspeita de 29 anos foi autuada em flagrante pelo crime de estelionato, depois de participar de um golpe causando prejuízo financeiro de R$ 117 mil à vítima.

Conforme apurado a vítima reside na cidade de Aparecida de Goiás (GO) e negociou a venda de seu veículo Honda Civic pelo valor de R$ 117 mil. Sendo parte do valor acordado, de R$ 58,5 mil, depositado na conta da suspeita que reside em Rondonópolis. 

Ao ser identificada e abordada pelos policiais civis, a jovem confessou que havia emprestado a sua conta bancária para recebimento das vantagens decorrentes do golpe patrimonial. Diante dos fatos ela foi conduzida para Derf, interrogada e autuada em flagrante por estelionato e associação criminosa.

TRÁFICO DE DROGAS

Dando sequência às diligências de combate aos crimes em Rondonópolis, os policiais civis da Derf realizaram a prisão de uma mulher que foi autuada em flagrante por tráfico de drogas. 

Durante investigação foi descoberto que a suspeita vinha comercializando entorpecentes na região do bairro Jardim das Flores. De posse das informações, ela passou a ser monitorada, quando na tarde de sexta-feira (11) a equipe realizou a abordagem da investigada. 

Com ela foram apreendidas várias porções de entorpecentes e uma sanduicheira que era utilizada para ocultar as substâncias ilícitas. Questionada, ela confessou a prática criminosa, bem como possuía diversas passagens pela polícia.

Leia mais:  Onze foragidos da Justiça por crimes sexuais contra crianças e adolescentes são presos pela Polícia Civil

Em seguida a mulher foi conduzida para Derf, interrogada e autuada por tráfico de drogas, sendo posteriormente colocada à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana