conecte-se conosco


POLICIAL

Onze foragidos da Justiça por crimes sexuais contra crianças e adolescentes são presos pela Polícia Civil

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Gerência Estadual de Polinter e Capturas cumpriu em dez dias, 11 mandados contra foragidos da Justiça que estavam com prisões decretadas por crimes sexuais envolvendo crianças e adolescentes.

As prisões foram cumpridas entre 31 de maio e 10 de junho, em Cuiabá e Chapada dos Guimarães e fazem parte da Operação Acalento desencadeada em todo país sob coordenação do Ministério da Justiça para cumprimento de prisões, instauração e conclusão de investigações referentes a crimes sexuais contra crianças e adolescentes.

Entre as prisões cumpridas nesta quinta-feira (10.06) pelas equipes da Polinter está a de um homem de 68 anos, que foi denunciado à Justiça pelo abuso sexual cometido contra a sobrinha de 12 anos. O crime ocorreu no bairro Planalto, em 2011.

Outro foragido que teve o mandado cumprido responde a um processo pelo estupro cometido contra as duas filhas, que tinham 9 e 10 anos, à época, na região do Pedra 90. Os abusos se repetiram por anos, até que a mais nova das vítimas denunciou o crime ao Conselho Tutelar.

Um dos mandados foi cumprido no Centro de Ressocialização de Cuiabá em desfavor de um homem de 35 anos, réu em um processo pelo estupro cometido contra a enteada de sete anos, no bairro Pedra 90, em 2014. A mãe da criança, ao chegar do trabalho, encontrou a menina com a roupa suja de sangue e ao perguntar o que ocorreu, a criança contou como o padrasto havia abusado dela.

Em uma gleba no município de Chapada dos Guimarães, a equipe da Polinter localizou outro foragido, de 75 anos, que responde por crime sexual. Em 2013, ele abusou da sobrinha de 11 anos, no bairro Jardim União.

Leia mais:  Diretoria da Polícia Civil realiza visitas buscando melhorias estruturais nas unidades da região do Araguaia

Outra prisão realizada em Cuiabá foi a de um homem de 64 anos, que em 2011 abusou da filha adolescente. O crime ocorreu no bairro Jardim Gramado, na Capital.

Todos os 11 homens presos foram encaminhados para a Gerência da Polinter, a fim de formalizar o cumprimento dos mandados de prisão e depois enviados a unidades prisionais da região metropolitana.

A Operação Acalento segue até o dia 17 de julho, quando o Ministério da Justiça fará um balanço das prisões realizadas no período.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Suspeito de homicídio quando menor de idade tem mandado cumprido em Sinop

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um mandado de busca e apreensão de menor envolvido em ato infracional de homicídio foi cumprido pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (30.07), pela equipe da Divisão de Ato Infracional da Delegacia de Sinop (500 km ao norte de Cuiabá).

O suspeito de 19 anos responde a procedimento junto à Vara Especializada da Infância e Juventude por ato infracional análogo ao crime de homicídio qualificado enquanto ainda era menor de idade.

Após ser localizado pelos policiais da Divisão de Ato Infracional, o jovem foi conduzido à delegacia de polícia de Sinop, onde aguarda a disponibilização de vaga para ser internado em algum dos Centros de Atendimento Socioeducativo de Mato Grosso.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil conclui inquérito e prende autor de tentativa de latrocínio em Rondonópolis
Continue lendo

POLICIAL

Secretario nacional de Segurança Pública visita sede da Polícia Civil de MT

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso recebeu na manhã de sexta-feira (30.07), na sede da Diretoria Geral em Cuiabá, a visita do secretário nacional de Segurança Pública (Senasp), Carlos Renato Machado Paim, do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O encontro reuniu os chefes de cinco diretorias da Polícia Civil, que apresentaram ao membro do Poder Executivo Federal, as demandas e ações desenvolvidas pela instituição mato-grossense, tanto na questão investigativa, operacional, como no âmbito administrativo.

Na visita os diretores falaram sobre as particularidades da região de fronteira, das investigações complexas e de qualidade, realizadas pelas delegacias atuantes em diversas frentes como o combate a corrupção, lavagem de dinheiro, defesa do meio ambiente, enfrentamento aos crimes de estelionato, tráfico de drogas, entre outros assuntos.

Na ocasião, o secretário Paim destacou a relevância do trabalho de planejamento governamental, das políticas públicas e seus instrumentos de implantação, programas e projetos de segurança pública, além das ações objetivando a prevenção social e controle da violência e da criminalidade.

Conforme Carlos Paim, o cenário atual reforça a necessidade dos gestores em pensar como “empresa pública”, buscar pelo empreendedorismo visando desonerar os Estados. Para tanto, o secretário colocou a estrutura da Senasp à disposição para orientar e sugerir oportunidades pelo alcance de recursos.

“Hoje o olhar da Secretária Nacional é ter a exata compreensão que as nossas instituições precisam receber um direcionamento como se fossem empresas públicas, melhorar sua capacidade de gestão de seus recursos orçamentário e financeiro, e buscarem outras fontes de oportunidades, e assim possam trazer um reflexo de imediato para a valorização de seus profissionais e o fortalecimento de sua própria instituição”, finalizou Carlos Paim.

A diretora de Execução Estratégica da Polícia Civil, Daniela Maidel, pontuou questões como a importância da independência institucional, a busca por recursos por meio de parcerias visando investimentos estruturais, avanços tecnológicos e em especial a valorização dos servidores e implementação no número de efetivo.

Leia mais:  Polícia Civil incinera entorpecentes apreendidos em Paranaíta

Para Daniela Maidel, o encontro com o secretário Nacional de Segurança Pública (Senasp), foi uma grande oportunidade em termos estratégicos.  “É uma satisfação receber o secretário e certamente esse diálogo estreitará e facilitará os trabalhos que vem sendo desenvolvidos pela nossa instituição”, disse Daniela Maidel.

Também estiveram presentes na visita oficial os diretores da Polícia Civil, Juliano de Carvalho, Walfrido do Nascimento, Fernando Vasco Spinelli e Rodrigo Basto.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana