conecte-se conosco


MATO GROSSO

1º Prêmio MT Artes celebra artistas, produtores e escritores do Estado; Veja lista de indicados

Publicado


Artistas, produtores e escritores do estado serão homenageados no 1º Prêmio MT Artes, que acontece nesta quarta-feira (09.06), às 19h, em formato híbrido, presencialmente no Cine Teatro Cuiabá e em transmissão digital. Criado pela MT Escola de Teatro, o prêmio visa celebrar e reconhecer produções artísticas e culturais de Mato Grosso.

Durante a cerimônia serão conhecidos os três vencedores de cada uma das cinco categorias da premiação: teatro, dança, literatura, artes visuais e audiovisual. Cada categoria possui 10 indicados. Veja lista no final.

Com curadoria de Flávio Ferreira, Flávia Taques, Rodolfo García Vázquez, Agnaldo Rodrigues, Elen Londero, Marcio Aquiles e Miguel Arcanjo, a seleção considerou produções culturais produzidas durante o período de pandemia, de março de 2020 a abril de 2021.

A criação dos troféus ficou a cargo dos cenógrafos Jane Klitzke e Douglas Peron, que tiverem apoio das estudantes do curso de Cenografia da MT Escola de Teatro, polo de formação vinculado à Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT). A instituição oferece o curso superior de Tecnologia em Teatro sob gestão do Cine Teatro Cuiabá em parceria com a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), a Associação dos Artistas Amigos da Praça (Adaap) e a Associação Cultural Cena Onze.

O 1º Prêmio MT Artes contará com a presença do titular Secel-MT, Alberto Machado, de dos jurados e de indicados ao troféu. Quem não puder participar presencialmente, pode acompanhar a cerimônia pelo Youtube e Facebook do Cine Teatro Cuiabá e da MT Escola de Teatro.

Confira a lista dos indicados:

Categoria Teatro

André D’Lucca
André Féroli
Ariana Carla
Caroline Argenta
“Depois do fim do mundo vem sempre um outro dia”: Alunos da MT Escola de Teatro, Núcleo 2
“Desconexões à milanesa ou lance de dados sem deus”: Alunos da MT Escola de Teatro, Núcleo 1
Lioniê Vitório e J. Astrevo
Eduardo Butakka e Thyago Mourão
Grupo Tibanaré
“Refestelá”: Lioniê Vitório e J. Astrevo, Penélope (Eduardo Butakka) e Romeu Benedicto

Leia mais:  Ações e entregas realizadas pelo Governo de MT em 2020 são apresentadas em audiência pública

Categoria Audiovisual 

Anna Maria Moura e Sol Ferreira
Caroline Araújo e Maurício Pinto
Douglas Peron
Fellippy Damian e Ângela Coradini
Isabela Ferreira
Lucas Lemos
Luiz Marchetti
Marithê Azevedo
Severino Neto e Diego Medvedocky
Tati Mendes e Amauri Tangará

Categoria Dança

Ballet Regina Pacis
Brayan Saavedra
Escola Municipal de Dança de Primavera do Leste
Estúdio Claz
Federação Mato-grossense de Quadrilhas
Grupo de Dança de Rua Hypnose Break 
Instituto de Artes Facce
Sarah Jane Venâncio
Nasla Brandão

Categoria Artes visuais 

Adão Silva (Babu 78)
Adriana Milano
Carlos Lopes
Ita Pedra
Kaji Wauja
Leonice da Silva (Nice Aretê)
Mari Gemma
Pedro Thame 
Sebastião Silva
Sol Ferreira

Categoria Literatura

Aclyse Mattos
Andreza Pereira, Aldi Nestor, Loreci Demenghi, Rose dos Anjos e Santiago Santos
Divanize Carbonieri
Eduardo Mahon
Adson Flávio Santos
Luciene Carvalho
Luiz Renato Souza Pinto
Mário Cezar Solva Leite
Marli Walker
Marta Cocco & Capucine Picicaroli 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Documentário sobre Santo Antônio de Leverger será exibido em TV aberta neste sábado (12)

Publicado


Histórias e tradições de uma cidade que já foi o principal polo econômico e político de Mato Grosso. Este é o mote de Santo Antônio – Rio abaixo à Leverger, documentário dirigido por Leonardo Sant’Ana, com produção executiva de José Paulo Traven, que será exibido pela TV Centro América neste sábado (12), às 13h40.

“Santo Antônio é um lugar cheio de histórias e pessoas incríveis. A versão do documentário que será exibida pela TVCA, no entanto, é uma versão compacta, com duração de 22 minutos. Uma homenagem a Santo Antônio de Leverger em seu aniversário de 121 anos”, explica Paulo Traven. 

Terra natal de Marechal Cândido Rondon, o município de Santo Antônio de Leverger faz parte da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá.  A pequena cidade, com pouco mais de 17 mil habitantes, tem como base de sua economia o turismo da pesca e a agricultura de subsistência. 

Entre as muitas histórias narradas no documentário, as lendas que contam o surgimento do município se destacam. 

“Uma das histórias conta o mito de fundação do município, quando o batelão, com alguns bandeirantes, subia o rio depois de ter guerreado com indígenas, quando encalhou na região que hoje é o município. Quando tiraram a imagem de Santo Antônio, o batelão desencalhou. Então eles entenderam que a imagem de Santo Antonio queria ficar naquela região. Esta é apenas uma das histórias”, adianta Traven. 

Realizado pela Associação Mato-grossense de Inclusão Sociocultural/AMISCIM, Produzido pela Terra do Sol Filmes, Santo Antônio – Rio abaixo à Leverger é uma realização da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Assembleia Legislativa de Mato Grosso, por meio de emenda parlamentar do deputado estadual Allan Kardec.

Leia mais:  Onze foragidos da Justiça por crimes sexuais contra crianças e adolescentes são presos pela Polícia Civil
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Onze foragidos da Justiça por crimes sexuais contra crianças e adolescentes são presos pela Polícia Civil

Publicado


A Polícia Civil, por meio da Gerência Estadual de Polinter e Capturas cumpriu em dez dias, 11 mandados contra foragidos da Justiça que estavam com prisões decretadas por crimes sexuais envolvendo crianças e adolescentes.

As prisões foram cumpridas entre 31 de maio e 10 de junho, em Cuiabá e Chapada dos Guimarães e fazem parte da Operação Acalento desencadeada em todo país sob coordenação do Ministério da Justiça para cumprimento de prisões, instauração e conclusão de investigações referentes a crimes sexuais contra crianças e adolescentes.

Entre as prisões cumpridas nesta quinta-feira (10.06) pelas equipes da Polinter está a de um homem de 68 anos, que foi denunciado à Justiça pelo abuso sexual cometido contra a sobrinha de 12 anos. O crime ocorreu no bairro Planalto, em 2011.

Outro foragido que teve o mandado cumprido responde a um processo pelo estupro cometido contra as duas filhas, que tinham 9 e 10 anos, à época, na região do Pedra 90. Os abusos se repetiram por anos, até que a mais nova das vítimas denunciou o crime ao Conselho Tutelar.

Um dos mandados foi cumprido no Centro de Ressocialização de Cuiabá em desfavor de um homem de 35 anos, réu em um processo pelo estupro cometido contra a enteada de sete anos, no bairro Pedra 90, em 2014. A mãe da criança, ao chegar do trabalho, encontrou a menina com a roupa suja de sangue e ao perguntar o que ocorreu, a criança contou como o padrasto havia abusado dela.

Em uma gleba no município de Chapada dos Guimarães, a equipe da Polinter localizou outro foragido, de 75 anos, que responde por crime sexual. Em 2013, ele abusou da sobrinha de 11 anos, no bairro Jardim União.

Leia mais:  Documentário sobre Santo Antônio de Leverger será exibido em TV aberta neste sábado (12)

Outra prisão realizada em Cuiabá foi a de um homem de 64 anos, que em 2011 abusou da filha adolescente. O crime ocorreu no bairro Jardim Gramado, na Capital.

Todos os 11 homens presos foram encaminhados para a Gerência da Polinter, a fim de formalizar o cumprimento dos mandados de prisão e depois enviados a unidades prisionais da região metropolitana.

A Operação Acalento segue até o dia 17 de julho, quando o Ministério da Justiça fará um balanço das prisões realizadas no período.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana