conecte-se conosco


VÁRZEA GRANDE

Várzea Grande emite alvará de construção online, extingue taxas e reduz tarifas

Publicado


Um dos principais setores da economia que mais geram emprego e renda e que movimentam até 25 outras atividades econômicas, a construção civil e a expansão imobiliária ganharam incentivos promovidos pela Prefeitura de Várzea Grande, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Econômico e Turismo e do Departamento de Água e Esgoto (DAE/VG), que excluíram taxas, reduziram tarifas de competência da administração municipal e passaram a prestar serviços online, como a emissão de Alvará de Construção para que o processo ganhe rapidez, eficiência e possa ser fiscalizado mais de perto.

Foram excluídas três taxas de aprovação de Projetos Urbanísticos, sendo a primeira no valor de R$ 4.127,00 para empreendimentos que possuem entre 101 a 200 unidades; a segunda de R$ 6.700,00 para empreendimentos entre 200 a 300 unidades e a terceira etapa para empreendimentos de R$ 10.177,34 para projetos acima de 300 unidades.

Outra medida reduziu o valor das taxas de aprovação de projetos no Departamento de Água e Esgoto – DAE para o valor único de R$ 5,92 (cinco reais e noventa e dois centavos), reduzindo o valor que para a água era de R$ 102,00 e R$ 189,00 para o esgoto.

“Nosso compromisso assumido com a população e com os setores da economia para incentivar a expansão imobiliária e ampliar a construção civil fomentando um dos setores mais importantes do país na geração de emprego e renda e, consequentemente, acelerando a movimentação financeira está sendo cumprido e o que é melhor, se tornando atrativo, pois temos recebido diversos empresários demonstrando interesse em se instalar em nossa cidade, o que é estimulante”, apontou Kalil Baracat.

As medidas com essas atualizações constam no Decreto 63/2021 – considerando que o mercado imobiliário, composto por vários setores da economia, em especial fornecedores de materiais de construção, de minérios, mão de obra, dentre outros fornecedores, dependem do crescimento do setor da economia civil. Já o poder público estima que, com o crescimento desse mercado, a reciprocidade será através do aumento da oferta de emprego e renda, o que aquece a economia e principalmente permite nova oportunidade para todos os setores envolvidos na economia decorrente da construção civil e da expansão imobiliária.

Leia mais:  Livro vai retratar pontos turísticos e fatos históricos de Várzea Grande

Conhecedor dessa demanda, uma vez que antes de ser prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, atuou como secretário de Desenvolvimento Urbano, Econômico e Turismo, e teve a oportunidade de ouvir as solicitações da classe empresarial desse setor que era justamente a questão de taxas cobradas, que em alguns casos comprometeram a evolução do projeto, o chefe do Poder Executivo ponderou que se o crescimento se der de forma racional e respeitando regras será bom para a cidade e sua população.

“Queremos que o município de Várzea Grande se desenvolva em todos os setores e vamos, na medida do possível, desenvolver políticas públicas que possam de fato construir um elo de confiabilidade entre todas as partes interessadas, pois sou filho da terra e quero o melhor para ela e para sua gente”.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Várzea Grande e vice-presidente da ACIVAG (Associação Comercial e Industrial de Várzea Grande), David Pintor, disse que aqueles que querem investir no município já podem fazer abertura de todo o processo de reformas e obras de forma eletrônica, o que impacta em menos burocracia e um município mais desenvolvido. “Várzea Grande está inserindo um modelo de gestão participativa, onde todas as classes têm sido beneficiadas e essa postura do prefeito Kalil Baracat, com certeza, nos dá segurança e motivação para abertura de novos empreendimentos”.

O secretário de Desenvolvimento Urbano, Econômico e Turismo, Ricardo Azevedo Araújo, disse que desde o início de sua gestão, o prefeito Kalil Baracat tem colocado em prática ações e serviços que vem ao encontro das necessidades dos empresários e instituindo ferramentas para facilitar a vida dos contribuintes e para aqueles que queiram investir na cidade. “E atendendo aos munícipes, a classe empresarial e a todos aqueles que desejam investir em Várzea Grande, estamos com o alvará de construção eletrônico o que dará uma agilidade imensa nesse setor e, ao contrário do que muitos pensam, permitirá que o Município possa fiscalizar de forma mais efetiva, pois o que se deseja é o crescimento do município, sem que isto represente agressão a leis e regras como de construções, ambientais, de uso do solo, entre outras atividades”, anunciou o gestor.

Leia mais:  Saúde abre terceira fase da vacinação contra a gripe e reforça importância da imunização durante a pandemia

Com relação a redução de tarifas para expansão imobiliária, Ricardo Araújo disse que havia uma necessidade de revisão dos valores das taxas de serviços complementares, primeiro para extinguir a disparidade entre os valores, e ainda, para que sirva como incentivo para a atração da implantação de novos empreendimentos na cidade.

Representando a Câmara Municipal que foi parceira, segundo o prefeito Kalil Baracat na implementação das medidas de interesse de setores economicamente ativos, o vereador Carlinhos Figueiredo lembrou que antes de ser eleito representante popular, trabalhou como despachante e corretor de imóveis e conhece as dificuldades que ocorrem no setor, o que acaba comprometendo a efetivação de alguns projetos, hora por causa de documentação exigida, hora pela emissão de taxas e tarifas. “Esses ajustes promovidos pelo município vão possibilitar uma ampliação do setor imobiliário e o desenvolvimento da cidade como um todo.  Várzea Grande tem tudo para ser uma cidade empreendedora. A Câmara de Várzea Grande está acompanhando todo esse processo e tem sido parceira nessa administração que tem se mostrado aberta as mais diferentes discussões”.

O representante da Sinduscon (Sindicato da Construção Civil de Mato Grosso), Luiz Fernando Rondon; Hugo Alexandre Gonçalves Pereira (Confiança Negócios Imobiliários); Cleiton Matos Martins (Sinduet); e Aparecida Rocina, da Federação Nacional dos Pequenos Construtores (FENAPC/MT) também participaram da reunião com prefeito Kalil Baracat e manifestaram a importância da medida que desburocratiza o setor, potencializa novos investimentos e atrai empreendedores do setor de construção civil.

Kalil Baracat sinalizou que, dentro do possível e da legalidade, a administração municipal quer avançar e permitir que haja a exploração racional de novas áreas. “Estamos vendo Várzea Grande crescer para várias regiões, como o Chapéu do Sol e isto nos estimula para continuar trabalhando e a buscar novas e mais eficientes medidas para que a cidade de Várzea Grande e sua população possam desfrutar de toda possibilidade de crescimento que está ao alcance de todos”, frisou Kalil Baracat.

Leia mais:  Parque Bernardo Berneck terá Viveiro para produção de mudas de árvores frutíferas, ornamentais e nativas

Comentários Facebook
publicidade

VÁRZEA GRANDE

Saúde abre terceira fase da vacinação contra a gripe e reforça importância da imunização durante a pandemia

Publicado


A Saúde de Várzea Grande segue calendário de vacinação do Ministério da Saúde e abre a terceira fase da imunização contra Influenza – H1N1, que contempla nove grupos prioritários. Esta nova fase  inclui pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, caminhoneiros, portuários, profissionais das forças de segurança e salvamento, das forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade e população privada de liberdade.

Como explica a superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina de Moura, os postos de vacinação estão abertos e já atendendo a população deste novo grupo prioritário.

“As pessoas que fazem parte dos grupos prioritários das etapas anteriores e que, por algum motivo, não receberam a vacina influenza, ainda podem buscar os postos de saúde na vigência da campanha. É importante reforçar a necessidade de imunização para evitar a transmissão da gripe e diminuir o risco de internações e mortes pela doença. Considerando a pandemia da Covid-19, quanto mais pessoas estiverem protegidas das complicações causadas pela gripe, menos sobrecarga para o sistema de saúde”, alertou Relva Cristina.

As duas primeiras etapas da campanha foram abertas para pessoas acima dos 60 anos, professores, crianças de seis meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto); povos indígenas e trabalhadores da saúde.

Relva Cristina alerta sobre a baixa cobertura vacinal das etapas I e II, com 29.060 doses aplicadas, o que equivale a 33% da meta a vacinar destas etapas, que corresponde 87.398 pessoas. Os dados são do site do Ministério da Saúde – Localiza SUS – da data de 11 de junho.

“Os grupos que mais vacinamos são os Trabalhadores da Saúde, que atingimos a porcentagem de 64%, ou seja, 3.695 doses aplicadas; crianças de seis meses a 6 anos foram vacinadas, com 13.589 doses, correspondendo 52,4%, professores 50,1% com  1.569 doses aplicadas, e ainda em baixa os idosos, com 27% com 8.150 doses aplicadas. São alguns exemplos que as pessoas contempladas precisam se vacinar, a imunização evita formas graves da gripe”, exemplificou a superintendente.

Leia mais:  Várzea Grande estuda parceria com Hemocentro para implantação de uma unidade de coleta de sangue

Como alerta o Ministério da Saúde, segundo Relva Cristina, todos devem ficar em alerta em virtude das campanhas de vacinação da Influenza e da Covid-19 acontecerem simultaneamente. A recomendação é que a vacinação contra a Covid-19 seja priorizada, mas atenção para a administração da vacina da gripe, que requer um intervalo mínimo de 14 dias depois da vacina Covid-19.

“Para quem faz parte dos grupos prioritários para as duas campanhas, deve ser priorizada a vacinação contra o coronavírus e, na sequenência, a vacina Influenza, respeitando esse intervalo mínimo de duas semanas. Para se vacinar, os integrantes de grupos prioritários devem ir até uma unidade de saúde levando a caderneta de vacinação,  um documento com foto, para que os profissionais localizem o cadastro no sistema de informação. No entanto, não ter a caderneta de vacinação em mãos não é impeditivo para tomar a vacina da gripe. Os de comorbidades devem apresentar o laudo médico, com assinatura do médico responsável e identificação do CID – Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde de Identificação. Os demais devem apresentar a  identificação de suas profissões e ou atribuições, como carteira de trabalho ou holerite deste ano”,esclareceu.

Comentários Facebook
Continue lendo

VÁRZEA GRANDE

Livro vai retratar pontos turísticos e fatos históricos de Várzea Grande

Publicado


O secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidelis, recebeu, nesta semana, a presidente da Câmara Setorial Temática da Mulher da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), professora e escritora Jacy Proença, para tratar sobre a preparação e elaboração do livro “Conhecendo Várzea Grande: Pontos turísticos e fatos históricos”. A obra, de autoria de Jacy Proença, será materializada com recursos de emenda parlamentar do deputado estadual Wilson Santos.

Jacy Proença, que atualmente é presidente da Câmara Setorial Temática da Mulher da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), explica que no livro serão abordadas questões de gênero, destacando mulheres que ajudaram a construir a cidade industrial; questão étnico-racial; religiosidade, que é muito forte em Várzea Grande; e também a questão ambiental. “Decidi fazer esse livro pelo contexto e importância histórica, política e cultural dessa cidade. Não podemos falar de Mato Grosso sem fazer referência a Várzea Grande”, explica.

“Conhecendo Várzea Grande: Pontos turísticos e fatos históricos” será ilustrado em quadrinhos, com um material lúdico e uma linguagem acessível para todos os públicos. No livro terá também os hinos de Várzea Grande e de Mato Grosso. “Um dos objetivos deste livro é atingir as crianças nas escolas e, por interferência delas, fazer chegar às famílias. Queremos também que os turistas, que passarem por aqui, tenham acesso a esse material e passem a conhecer essa cidade como um todo”, explica Jacy Proença.

Conselheira da Comissão de Defesa da Igualdade Racial da OAB-MT, Militante do Movimento de Mulheres e do Movimento Negro e ex-vice-prefeita de Cuiabá, Jacy Proença ressalta que, apesar de ser cuiabana, tem um vínculo afetivo e emocional com a cidade de Várzea Grande. “Sou cuiabana, porém, toda a minha família por parte do meu pai é daqui. Além disso, a minha história profissional começou aqui, aos 16 anos de idade como professora na Escola Estadual Salim Nadaf”, enfatiza.

Leia mais:  Parque Bernardo Berneck terá Viveiro para produção de mudas de árvores frutíferas, ornamentais e nativas

Conforme explica o secretário Silvio Fidelis, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, vai dar todo o suporte técnico e de logística para a elaboração do livro. “A Secretaria está à disposição para o que for preciso e tenho certeza que essa parceria será um sucesso. Não poderíamos deixar de apoiar um projeto como esse, que valoriza e prestigia a nossa querida Várzea Grande”, destaca.

Participaram também da reunião a subsecretária Maria Alice Barros e os superintendentes Joilson Marcos da Silva, de Cultura, e Luz Marina Coelho, do Pedagógico.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana