conecte-se conosco


CUIABÁ

Projeto Rota da Ancestralidade quer resgatar a influência africana na cultura e história cuiabanas

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

A programação cultural do Beco do Candeeiro, a primeira rua de Cuiabá, movimentou a última sexta-feira (28), no centro histórico. O grupo Raízes do Samba foi o responsável pela apresentação musical e, uma roda de conversa, sobre ancestralidade afro-brasileira reuniu pesquisadores, moradores e convidados. O Beco do Candeeiro foi completamente revitalizado na gestão Emanuel Pinheiro e entregue à população há 15 dias. 

O criador do projeto Quizomba na Rota da Ancestralidade e coordenador do Museu da Imagem e do Som (MISC), Cristovão Luiz,  falou sobre a iniciativa que integra um conjunto de ações que visam a ocupação do local. “Em 2012 começamos a desenvolver um trabalho, no mês de novembro, o cortejo afro por essas ruas. Esse trabalho foi ampliado e passou a ser realizado durante todo o ano com o grupo Quizomba na Rota da Ancestralidade”, contou Cristóvão.

Agora o projeto ganha uma nova dimensão a partir da entrega do Beco do Candeeiro para a população, de resgatar e manter a cultura de Cuiabá viva, a partir da valorização das raízes e tradições cuiabanas. Fisicamente, a rota da ancestralidade inclui a Praça da Mandioca – antigo pelourinho, a Rua Ricardo Franco/Rua do Governador, chamada de rua das Pretas, onde as anciãs passavam para lavar e cozinhar, o buracão grande que é a Alvanca de Ouro e a praça da Mãe Preta. “Esses locais, até então, se constituíam num território que estava invisível. O que estamos fazendo é resgatar as personalidades que transitaram e transitam por esse território, e com sua influência africana, contribuíram com a nossa história. Com essa roda de conversa queremos dar vida e visibilidade para essas histórias e para as pessoas que viveram e aqui vivem”, salientou ele.

Uma dessas personalidades é Alair Fernando das Neves, 78 anos, nascido no Beco do Candeeiro onde morou por muitos anos e vivenciou inúmeras histórias. “A minha mãe negra, descendente direta de escravos, foi acolhida nesta casa. Quando a minha avó foi abandona pelo marido, ficou com vários filhos e a minha mãe foi entregue, com seus 9 ou 10 anos, para uma família importante. Ela se tornou uma ‘escrava’, criada pela família, mas na verdade, criada no sentido de servir aos patrões”, contou Alair.

Leia mais:  Pinheiro cede Dutrinha para CBF e treinos da Copa América serão realizados no estádio

Alair contou que após ficar grávida, sua mãe expulsa da casa dos patrões foi acolhida no Beco do Candeeiro, por uma família que morava ali e assim sua história começou. Avner Augusto da Silva Albino, coordenador de Projetos Culturais da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer lembrou que a iniciativa visa ocupar o espaço do Beco do Candeeiro, tão importante para a memória da cultura ancestral cuiabanas, principalmente pela influência africana, e a valorização do artista local. “Através dessa roda, que fala da rota ancestral da nossa cidade, que compreende o centro histórico, reunindo pessoas empoderadas desses saberes, vão compartilhar um pouco desses conhecimentos para abrilhantar esse momento”, disse o coordenador.

O secretário adjunto de Cultura, Justino Astrevo destacou os objetivos da iniciativa da gestão Emanuel Pinheiro que visa dar uma atenção humanizada ao local. “A revitalização deste local está pronta, precisamos agora nos preocupar com as pessoas, para que tenham essa noção de pertencimento e valorização nos ajudando a cuidar desse espaço”, disse o secretário adjunto de Cultura, Justino Astrevo.

A Rota da Ancestralidade Afro-brasileira foi mediada por Gabriela Rangel, e contou com a participação do Prof. Ms. Suelme Fernandes, historiador do IHGMT: África e Cuiabá, conexões atlânticas, o coordenador do MISC e criador do projeto Cuiabá Rota da Ancestralidade, Cristóvão Luiz, o idealizador da Lavagem da Escadaria do Rosário: Memórias e histórias negras de Cuiabá, Alair Fernandes das Neves e o historiador Francisco C. da Rocha.

  

 

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

Servidores se conhecem na Prefeitura, namoraram e quebram tabu do envolvimento entre colegas de trabalho

Publicado


Jose Ferreira

Clique para ampliar

Há quem acredite que namorar o colega de trabalho pode ser uma grande cilada, até com prejuízos no desempenho das funções. Durante muito tempo, os casais que se formavam no ambiente trabalho se sentiam obrigados a esconder o relacionamento.

Entretanto, existem casos que quebram a barreira desse tabu estabelecido pelas grandes organizações e estigmatizado pelo mercado de trabalho em geral.

Os agentes de trânsito da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, Fabíola de Araújo e Leandro Arruda, são exemplos a serem mostrados, nesse dia 12 de junho, data em que é comemorado o Dia dos Namorados no Brasil.

A história começa quando Fabíola é aprovada no concurso realizado pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (SEMOB), em 2014.  Foi quando aconteceu o primeiro contato com Leandro, quem seria seu futuro marido.

Ela relembra que no início os colegas de serviço começaram a falar de Leandro enaltecendo-o que era uma pessoa bacana. A missão ‘cupido’ entre os colegas era tamanha que já tinha até o discurso de que eles combinavam juntos.

Entretanto, a postura da servidora era negacionista, principalmente porque o momento não era dos melhores dado ao recente fim de relacionamento que passara.

“No começo, eu até achava engraçado já que não queria me envolver com ninguém. Porém, trabalhamos juntos na Copa do Mundo e eu peguei o contato dele, em uma rede social. Foi então que começamos a conversar e percebi o quanto tínhamos coisas em comum e o inevitável aconteceu. Começamos a namorar”, recordou.

O outro lado da história acredita que, se não fosse o ambiente de trabalho, o encontro jamais aconteceria em virtude do estilo de vida diferente. Segundo Leandro, “ela era mais baladeira e eu mais caseiro”.

Leia mais:  Caminhoneiros começam a ser vacinados contra a Influenza

Quis o destino que fosse no ambiente da Prefeitura de Cuiabá a união do casal que está junto há sete anos e união afetiva estável, com filho e casamento programado. O menino Samuel tem cinco meses de vida.

“Nosso Dia dos Namorados será diferente já que teremos o nosso filho conosco. Quero fazer algo pra ela. Comprar algo especial. Ela é uma mulher incrível e merece ser homenageada”, declarou.

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

Secretário de Turismo apresenta projetos para o deputado estadual Allan Kardec

Publicado


O secretário municipal de Turismo, Oscarlino Alves se reuniu na manhã de quinta-feira (10) com o deputado estadual Allan Kardec, presidente da comissão de turismo da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), para pedir apoio para efetivação dos projetos em andamento da pasta do Turismo do município.

Dentre os objetivos propostos no encontro, esteve dar seguimento às ações de mapeamento da Rota Fluvial do Peixe- Cuiabá/Várzea Grande, onde foram detectadas a ausência de marinas flutuantes para que seja feita a integração de barco entre São Gonçalo Beira Rio e Bom Sucesso.

“Apresentamos as linhas mestras que estamos construindo para alcançar a meta estabelecida pelo prefeito Emanuel Pinheiro, quando assumi a direção da secretaria. O nosso trabalho é encontrar ferramentas que possibilitem a revitalização dos aparelhos turísticos, a fim de colocar Cuiabá como ponto central de visitação em Mato Grosso. Cuiabá possui belezas que estavam adormecidas e precisam desse aporte para a geração de emprego e renda”, pontuou o secretário municipal de Turismo, Oscarlino Alves.

Oscarlino lembrou ainda que o mesmo assunto foi tratado na Câmara Municipal com o presidente da Comissão de Turismo, vereador Marcus Brito Jr e, agora, com o deputado que também entendeu o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Secretaria e confirmou de imediato o apoio. “O deputado Allan Kardec disse que esse trabalho tem que ser executado imediatamente e ação será disponibilizada a toque de caixa”, acrescentou.

“Os produtos turísticos devidamente configurados serão colocados à disposição das famílias para acesso às rotas institucionalizadas em Cuiabá”, pontuou.

Na segunda-feira (14), as 14 horas, está agendada uma reunião extraordinária com a Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa, de forma remota. “Serão apresentadas as nossas ideias, dialogando e debatendo a fim de captar recursos por meio de emendas parlamentares. Dessa forma será possível fazer a articulação política para captar recursos para auxiliar no financiamento dos projetos que serão executados a médio e longo prazo.

Leia mais:  Secretário de Turismo apresenta projetos para o deputado estadual Allan Kardec

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana