conecte-se conosco


CUIABÁ

Ordem Pública e PM  fazem blitz orientativa na noite cuiabana

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

Fiscais da Ordem Pública e policiais militares realizaram na noite desta sexta-feira (30) uma blitz nos locais onde o número de denúncias com relação ao desrespeito ao decreto municipal que visa evitar a proliferação do vírus da Covid-19, ainda persistem.

Os fiscais conversaram com os proprietários dos bares e restaurantes, e, alguns foram orientados a diminuírem o número de mesas e cadeiras e distanciá-las. Em um restaurante na Getúlio Vargas, um vídeo circulou no último dia 29 mostrou que até aquela data, no local estaria ocorrendo aglomeração. Já nesta sexta, a direção do estabelecimento havia instalado grades para evitar que os clientes fiquem tumultuados e em pé.

Já na Praça Popular, os fiscais constataram somente em dois bares um elevado número de mesas e cadeiras. A orientação foi para diminuir a quantidade.

“A blitz foi para orientar os proprietários e responsáveis por esses locais sobre onde eles devem melhorar. Foi constatado em alguns locais muitas mesas e cadeiras próximas uma das outras e pedimos para que solucionem isso. Foi uma fiscalização amigável, orientativa e pedimos também para que os clientes não fiquem em locais em que a capacidade de pessoas está no limite permitido. O setor de bares e restaurantes é um dos mais prejudicados pela pandemia. E para que possamos mantê-los em pleno funcionamento, temos que respeitar as normas impostas. Eu sempre digo que, nas festas sempre cabe mais um, mas nos hospitais, não. Então vamos trabalhar com a conscientização”, disse o secretário da Sorp, Leovaldo Sales.

Conforme decreto municipal,os estabelecimentos comerciais podem ficar abertos até às 22h. Já o toque de recolher é às 23h.

Leia mais:  Webinário Educação Permanente será realizado para os trabalhadores do SUAS

Veja outros locais visitados pelos fiscais e PM:

Gerônimo (Região central)

Dallas Bar (Av. Beira Rio)

Baronês (Av.Getúlio Vargas)

Conveniência Hora Extra (Morada do Ouro)

Sr. Francisco (Orla do Porto)

Maximus (R. Pres Marques)

Porco do Mato e Strike (Acrimat)

Pub — (Acrimat)

Ponto do Porco — (Arena Pantanal)

Blackout (Av. Jaques Brunini)

Bar da Boa — (Prainha — o estabelecimento estava fechado).

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

Grupo de 50 a 54 anos com comorbidades começa a ser vacinado a partir desta quarta-feira (12)

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

Pessoas de 50 a 54 anos com comorbidades que já estão cadastradas no site começarão a ser vacinadas a partir desta quarta-feira (12), em Cuiabá. A Secretaria Municipal de Saúde – SMS decidiu antecipar este grupo prioritário devido ao baixo número de cadastramentos do grupo de 55 a 59 anos com comorbidades no sistema.

De acordo com o diretor de TI da SMS, Gilmar Cardoso a quantidade de pessoas de 55 a 59 anos que se cadastraram no site está muito abaixo do esperado e, caso não diminua a faixa etária para comorbidades, muitas vagas para vacinação ficarão ociosas. “Temos cinco pontos de vacinação em Cuiabá, e uma capacidade para vacinar entre 4 e 5 mil pessoas por dia, mas a procura está baixa. Por isso vamos abrir a agenda para acelerarmos a imunização”, disse Cardoso.

Outro motivo desta antecipação é a vacina da Pfizer, que tem características peculiares e precisa ser aplicada de maneira mais célere. “As doses estão guardadas a -20 graus e ela pode ficar até 14 dias nessa temperatura. Após sair deste freezer ela pode ficar guardada entre 2 e 8 graus durante cinco dias. Estamos buscando diariamente apenas as doses para aplicação para cada dia, para evitar desperdício de vacinas. Precisamos usar cada remessa da Pfizer em até 14 dias, por isso foi preciso ampliar o grupo prioritário neste momento”, explicou a coordenadora da campanha de vacinação, Valéria de Oliveira.

ATENÇÃO: As pessoas que se cadastraram no site e que fazem parte dos grupos contemplados (50 a 59 com comorbidades, gestantes e puérperas a partir de 18 anos, Síndrome de Down a partir de 18 anos e pessoas com deficiências permanentes a partir de 50 anos) devem entrar no site da vacinação no período noturno e consultar o cadastro para verificar se a agenda está disponível. No dia da vacinação a pessoa deve levar o QR Code do agendamento impresso, juntamente com o laudo impresso OU a declaração de comorbidades assinada e carimbada pelo médico, pois estes documentos serão retidos no registro. Também é necessário levar um documento com foto e o comprovante de endereço de Cuiabá.

Leia mais:  Com novo viaduto, prefeito 'acaba' com um dos maiores gargalos na mobilidade urbana de Cuiabá

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

Cadastros de segunda dose da Coronavac serão reagendados para evitar fraudes

Publicado


Reprodução

Clique para ampliar

Devido à grande procura pela segunda dose da vacina Coronavac em Cuiabá por pessoas de todo o estado de Mato Grosso, a Secretaria Municipal de Saúde precisou reorganizar as datas da imunização dos grupos que vão receber a vacina do laboratório Butantan. Sendo assim, as pessoas que vão tomar a segunda dose de Coronavac deverão obrigatoriamente levar o QR Code da segunda dose que vai aparecer no cadastro no site da vacinação.

“Esta reorganização foi necessária pois estamos recebendo um número muito grande de pessoas de outras cidades tentando receber a segunda dose da Coronavac em Cuiabá, inclusive tentando fraudar o cadastro no site para burlar o sistema. Se dependesse da nossa vontade, vacinaríamos todo mundo, mas infelizmente as doses que recebemos é para imunizar as pessoas que tomaram a primeira dose na capital, por isso estamos fazendo uma varredura em todos os cadastros e possivelmente a data da aplicação da segunda dose da vacina possa sofrer alteração”, disse a secretária municipal de Saúde, Ozenira Félix.

Outro motivo para as mudanças no calendário de vacinação é a logística de aplicação das vacinas da Pfizer. Com a chegada de mais uma remessa deste imunizante, que tem um prazo pequeno para ser aplicado, a prioridade neste momento é dar vazão a estas doses, para que não se corra o risco de perdas. “Esta é uma vacina bastante melindrosa, que requer um cuidado maior e mais tempo no preparo para a aplicação. E o grupo de comorbidades, para qual ela foi destinada, também demanda um tempo maior na conferência da documentação. Por isso decidimos priorizar a aplicação da Pfizer neste momento”, explicou Valéria de Oliveira, coordenadora da campanha de vacinação.

Leia mais:  EP03: Websérie destaca participação de 300 meninas no projeto de fanfarra do Siminina

ATENÇÃO: As pessoas que estão com a segunda dose da Coronavac marcadas no cartão de vacinação, não devem mais seguir pela data que está indicada lá. Elas precisam olhar o seu cadastro no site da vacinação e imprimir o QR Code da segunda dose. A data e horário corretos são os que estiverem no QR Code. Ele deverá ser impresso e entregue no local de vacinação. O agendamento estará disponível à noite no site. Caso a agenda da segunda dose ainda não tenha aparecido, ela será disponibilizada nos dias subsequentes.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana