conecte-se conosco


POLÍTICA MT

Associados dos Transportes de Cargas reivindica mais segurança nas estradas

Publicado


Representantes do Transporte de Cargas reivindicam aumento da segurança nas estradas

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Representantes da Associação dos Transportes de Cargas do Mato Grosso (ATC) solicitaram a intervenção do deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), na sexta-feira (30), em Rondonópolis, para intensificar a segurança aos motoristas de caminhões e carretas que trafegam em estradas, principalmente nas regiões de Tangará da Serra e Diamantino. No encontro, eles informaram que houve um aumento nos índices de roubos de cargas de grãos e, também, dos veículos. 

O diretor executivo da ATC, Miguel Mendes, explicou que houve um aumento considerável no roubo de cargas e de veículos. Ele conta que Márcio Luiz Barbosa, da Transportadora Transoeste, trouxe essa demanda para a categoria e, agora, precisam da intervenção do parlamentar para solucionar a situação.

Por conta de Mato Grosso ser uma região agrícola e com o aumento nos preços dos grãos, aumentaram também o numero de roubos. “Antes tinham muitas ocorrências de roubo de carga e os criminosos abandonavam o veículo. Agora, eles roubam a carga e os caminhões ou carretas também. Isso acontece em vários lugares, mas tem uma região específica que é Tangará da Serra que está bem crítica e complicada”, salienta.

Ele conta que, em março deste ano, bandidos roubaram um caminhão e, no mesmo dia, acharam um desmanche na região de Diamantino. “Tinha uns quatro motoristas em caminhonetes que procuravam seus caminhões na região. Um encontrou o veículo desmanchado e outro no meio da soja, totalmente abandonado”, detalha Márcio Barbosa.

O representante da Transportadora Transoeste acredita que a região de Tangará da Serra e Diamantino viraram polos para este tipo de crime. Ele avalia que a pouca fiscalização nas rodovias, muitas estradas de chão e inúmeras fazendas, acabam favorecendo os criminosos a realizarem o desmanche dos caminhões. “Em conversa com o delegado de polícia, ele disse que não tem muito o que fazer, a região de Tangará da Serra é muita grande e com pouca gente. É preciso um suporte aéreo, pois não há estrutura”, conta. 

Leia mais:  Servidores do Ciopaer são homenageados

“A quadrilha ficando organizada, acredito que não vai acabar com essa situação. Essa é a nossa preocupação. Está ficando insustentável. Até para fazer seguro de cargas, o preço já dobrou e era mais barato uns anos atrás”, completa. 

Os representantes da ATC desconfiam que possa ter uma quadrilha organizada na região de Tangará da Serra e Diamantino e solicitaram o apoio do deputado para ver se essa situação está sendo investigada e, em caso positivo, ter um retorno de uma autoridade policial. 

No final da reunião, Delegado Claudinei solicitou que um dos representantes da ATC participe de uma reunião já agendada, nesta segunda-feira (3), com a diretoria geral da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC), em Cuiabá, para ter os esclarecimentos devidos sobre a situação enfrentada pela categoria. 

“Vamos fazer uma primeira conversa com a diretoria-geral. Apresentar alguns boletins de ocorrências das vítimas do transporte de cargas e, claro, ver se encontramos uma solução para aumentar a segurança para estes profissionais do transporte de cargas, que tem um papel fundamental para atender várias regiões do país”, informa o parlamentar. 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA MT

Dr. Gimenez destaca importância do Programa Ser Família Emergencial à Região Oeste

Publicado


Deputados Dr. Gimenez e Valmir Moretto

Foto: Rose Domingues Reis / Gabinete do deputado Dr. Gimenez

Foto: Rose Domingues Reis / Gabinete do deputado Dr. Gimenez

Em agenda em Pontes e Lacerda nesta sexta-feira (07), o deputado estadual Dr. Gimenez (PV) destacou a importância do Programa Ser Família Emergencial que vai contemplar aproximadamente 12,6 mil famílias dos 22 municípios da Região Oeste de Mato Grosso.

Esta é mais uma ação conjunta do Governo do Estado com o parlamento estadual no enfrentamento à pandemia. “Participei com orgulho da entrega simbólica dos cartões a algumas famílias beneficiárias em Pontes e Lacerda que estão passando por extrema necessidade, esse recurso vai garantir alimento à mesa do cidadão”, comemorou.

A cerimônia de entrega de cartões de auxílio a 349 famílias ocorreu na Câmara Municipal de Vereadores, com a presença do secretário de Estado de Segurança Pública (Sesp), Alexandre Bustamante, do deputado estadual Valmir Moretto, do prefeito Alcino Barcelos, dos vereadores e demais autoridades de Pontes e Lacerda.

“Nossa primeira-dama Virginia Mendes está de parabéns pela iniciativa, que contou com o apoio irrestrito dos 24 deputados. Como recurso assegurado pelo governo e o parlamento, vamos disponibilizar o auxílio de R$ 150 às famílias pelos próximos três meses”, acrescentou Dr. Gimenez.

Também nesta sexta-feira, a equipe do Dr. Gimenez participou da entrega de cartões às famílias em outros municípios da região, entre eles, Mirassol D’Oeste e Curvelândia, onde 1.194 famílias serão contempladas, segundo a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

“Estamos muito felizes com o apoio do Governo e da primeira-dama a Mirassol D’Oeste, porque estamos vivendo um momento bastante difícil, de crise econômica, de saúde pública e as prefeituras realmente não têm condições de fazer frente a tantas demandas, toda ajuda é bem-vinda”, agradeceu o prefeito Héctor Alvares Bezerra.

Leia mais:  Relatório aponta superávit de quase R$ 2 bilhões

No total, 100 mil famílias em situação de pobreza e extrema pobreza serão atendidas pelo Programa Ser Família Emergencial, em todos os 141 municípios. Do total de R$ 45 milhões investidos, R$ 10 milhões são do Legislativo, que devolverá parte do duodécimo de 2021. Além disso, a Casa de Leis pretende distribuir cerca de 30 mil sacolões de alimentos para famílias de baixa renda no estado.

O parlamento estadual vem atuando de maneira proativa no enfrentamento à pandemia da Covid-19, com a aprovação de mais de 50 leis e investimentos que superam R$ 34 milhões. Em 2020, foram mais de R$ 14 milhões, dos quais R$ 10 milhões para abertura de novos leitos de UTI para pacientes Covid e R$ 4 milhões doados aos hospitais filantrópicos, entre eles, o Hospital de Câncer.

Ser Família Emergencial – Confira o número de famílias beneficiadas na Região Oeste, segundo a Setasc: Araputanga (729), Cáceres (5.331), Campos de Júlio (579), Comodoro (574), Conquista D’Oeste (140), Curvelândia (242), Figueirópolis D’Oeste (89), Glória D’Oeste (291), Indiavaí (24), Jauru (180), Lambari D’Oeste (416), Mirassol D’Oeste (952), Nova Lacerda (335), Porto Espiridião (190), Reserva do Cabaçal (195), Rio Branco (231), Salto do Céu (66), São José dos Quatro Marcos (453), Sapezal (152), Vale do São Domingos (202), Vila Bela da Santíssima Trindade (615).

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍTICA MT

Botelho destaca importância de projeto que garante certificação de qualidade dos alimentos artesanais

Publicado


A sessão plenária desta semana foi marcada pela aprovação do projeto de lei 51/19 que estabelece a necessidade de criação de mecanismos para a certificação de qualidade dos alimentos artesanais produzidos pelas microempresas e pela agricultura familiar. De autoria do primeiro-secretário da Mesa Diretora, deputado Eduardo Botelho (DEM), a proposta vai ajudar os pequenos produtores, já que engloba produtos alimentícios artesanais produzidos com características tradicionais, culturais e regionais.
“Aprovamos essa lei sobre os produtos de microempresas e artesanais, para facilitar e que possam colocar nos mercados para comercializar. É uma proposta que vai ajudar muito, especialmente a agricultura familiar, aquele que produz o frango caipira, o doce caseiro. Enfim, vai ajudar muito. É mais uma atitude nossa em favor dos pequenos produtores e artesãos. É isso que estamos fazendo para ajudar os que precisam!”, afirmou Botelho, ao destacar a parceria com o deputado Wilson Santos (PSDB). 
Objetivo, segundo o parlamentar, é incentivar a agricultura familiar tradicional e o processo produtivo artesanal, preservando suas características conforme a cultura regional e a atividade produtiva de microempresas e da agricultura familiar. Aguardando a sanção do governador Mauro Mendes, a nova lei determina também o estabelecimento de critérios de qualidade, garantindo a segurança alimentar.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Leia mais:  ALMT aprova projeto para estimular empreendedorismo entre vítimas de violência doméstica
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana