conecte-se conosco


ENTRETENIMENTO

“A situação do Paulo é muito grave, mas ele está vivo”, diz Tatá Werneck

Publicado


source
Paulo Gustavo e Tatá Werneck
Reprodução Instagram

Paulo Gustavo e Tatá Werneck

Tatá Werneck desmentiu os boatos de que  Paulo Gustavo morreu na tarde desta terça-feira (4). A comediante publicou uma mensagem no Twitter dizendo que a situação do humorista é grave, mas afirmando que ele ainda está vivo. 

“A situação do Paulo é muito grave, mas ele está vivo. Parem. Parem de querer ganhar likes em cima dele. Nesse momento ele está vivo. Deixem o Paulo em paz. Deixem meu amigo em paz”, postou Tatá.

Paulo Gustavo está internado desde o dia 13 de março por conta de complicações causadas pela Covid-19. Na última segunda-feira (3), a assessoria do ator enviou um comunicado ao iG Gente informando uma piora no quadro do artista. O programa Balanço Geral, da Record TV, mostrou cenas da família do comediante se encontrando no hospital onde ele está internado.


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Leia mais:  Ao participar do "Conversa", filha de Beth Carvalho contesta Bial sobre Lula
publicidade

ENTRETENIMENTO

Cantor Cassiano, que compôs “Primavera”, morre de Covid-19

Publicado


source
Cassiano, autor de
Reprodução

Cassiano, autor de “Primavera”


O cantor e compositor Cassiano, de 77 anos, morreu nesta sexta-feira (7) no Rio de Janeiro. Internado desde o fim do mês passado no Hospital Estadual Carlos Chagas, o artista foi vítima da Covid-19.

Segundo informações do hospital ao G1, o paciente Genival Cassiano dos Santos morreu às 16h30m.

Cassiano foi responsável por compor vários sucessos da música brasileira, como “Primavera” e “Eu amo você”, gravadas por Tim Maia. Suas músicas também já foram gravadas por vários outros artistas, como Marisa Monte, Djavan, Ivete Sangalo.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Leia mais:  Paulo Gustavo vai ser homenageado pela São Clemente no Carnaval de 2022
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

Patrícia Pillar lamenta mortes no Jacarezinho: “A barbárie não pode se instalar”

Publicado


source
Patrícia Pillar
Reprodução Instagram

Patrícia Pillar


Patrícia Pillar recorreu às redes sociais para mostrar a sua indignação com a chacina causada por uma atividade da Polícia Civil que vitimou vinte e cinco pessoas no Complexo do Jacarezinho, nesta quinta-feira (6), e se solidarizar com “famílias que perderam alguém em nome dessa batalha sem sentido”. Para ela, foi a atuação mais letal da história do Rio de Janeiro.

Ao dar voz aos sentimentos e pensamentos, a estrela da Globo afirmou que, “assim como aconteceu após todas as outras operações, o tráfico não acabará, sequer terá alguma diminuição” e que “já são anos que essa guerra insana às drogas é usada para justificar o assassinato de pessoas pobres e, na maior parte, pretas pelas forças do Estado”.


Depois, lembrou que “nós não temos pena de morte! Não é a polícia, o governador ou o presidente que devem decidir quem vive ou morre. A barbárie não pode se instalar aqui”. Nos comentários, uma internauta fez coro à reflexão, justificando que “ninguém tem direito de tirar a vida de ninguém”. Já outro seguidor lamentou: “Já se instalou, Patrícia. O Brasil está ao deus-dará”.


Fonte: IG GENTE
Leia mais:  Patrícia Pillar lamenta mortes no Jacarezinho: "A barbárie não pode se instalar"

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana