conecte-se conosco


VÁRZEA GRANDE

Várzea Grande realiza Dia D de Vacinação contra H1N1 neste sábado

Publicado


A Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realiza neste sábado, 1º de maio, feriado do Dia do Trabalhador, o dia ‘D’ de vacinação contra H1N1. Para a ação, foram disponibilizadas 21 unidades de saúde que ficarão abertas, das 7h às 17h. O objetivo é dar celeridade à campanha, uma vez que o Ministério da Saúde inverteu os grupos prioritários, em decorrência da Campanha de Vacinação contra a COVID-19, e está priorizando vacinar crianças, gestantes e puérperas contra H1N1.

“As pessoas necessitam compreender que a Gripe Influenza (H1N1) é uma doença respiratória, assim como a COVID-19, por isso, toda imunidade possível ajuda no tratamento, em que pese essa vacina não imuniza contra a COVID-19, ela dá mais resistência as pessoas”, disse o prefeito Kalil Baracat, reafirmando que não faltará apoio do poder público municipal para atendimento médico, medicamento e, quando possível, vacina para todos.

A decisão da Secretaria Municipal de Saúde em destinar um Dia D é decorrente da falta de procura das pessoas pela imunização, já que as preocupações estão centradas na COVID-19, mas toda e qualquer doença respiratória tem que ter cuidado redobrado, pois uma enfermidade acaba sendo potencializada por outra.

“Neste sábado, 1º de maio, que integra a primeira etapa, que vai até o dia 10 de maio, serão imunizadas crianças entre 6 meses até as que não completaram 6 anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres com filhos até 40 dias), povos indígenas e trabalhadores da saúde. Nós resolvemos acelerar esta campanha, para estes grupos prioritários, e aproveitar o feriado do Dia do Trabalhador para que os pais possam levar com mais tranquilidade suas crianças a um dos postos disponíveis. Todas as medidas de biossegurança estarão em prática neste dia ‘D’, práticas estas exigidas pelos órgãos de saúde para evitar a proliferação da COVID-19”, assegurou Geovani Renfro, superintendente da Atenção Primária.

Leia mais:  Várzea Grande entrega Casa de Acolhimento para Meninas em situação de risco

Segundo o secretário de Saúde, Gonçalo de Barros, a Secretaria Municipal de Saúde, que organiza os trabalhos, decidiu estabelecer este dia ‘D’ para dar fluxo à campanha. “A vantagem é que as unidades estão localizadas em todas as regiões da cidade, o que facilita a ida aos postos. Os pais não precisam se deslocar do bairro onde moram, para levar suas crianças a se vacinarem. Temos que dar atenção especial também a esta campanha, uma vez que a síndrome gripal também pode acarretar a morte, se não cuidada, e seu diagnóstico confunde com outras enfermidades como a COVID-19, a dengue, Chikungunya e Zika. A vacina é segura e efetiva para a prevenção da gripe influenza, sendo por meio dela que se consegue reduzir complicações, internações e mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza”, explicou o secretário Gonçalo de Barros, informando ainda que nas campanhas anteriores a pandemia, o primeiro grupo a vacinar contra H1N1 eram os idosos, mas em decorrência da campanha de vacinação em curso da COVID-19, que está vacinando idosos acima de 60 anos, a recomendação do Ministério da Saúde é não aplicar a vacina de H1N1 até completar 30 dias da imunização com as duas doses.

“O Ministério da Saúde não indica a aplicação da vacina da gripe ao mesmo tempo que a da COVID-19. A recomendação é que as pessoas que fazem parte do grupo prioritário tomem primeiro a vacina contra a COVID-19 e depois a vacina contra a gripe após um intervalo mínimo de 14 dias”, explica Gonçalo de Barros.

As Unidades de Saúde que ficarão abertas neste Sábado, dia ‘D’ de vacinação da H1N1:

Ficarão abertas neste dia ‘D’ de vacinação, oito Unidades de Estratégia Saúde da Família, localizadas nos bairros: Água Vermelha, Capão Grande, Manga, Unipark, Manaíra, Vila Arthur, São Matheus e Aurília Curvo.

Leia mais:  Secretaria de Meio Ambiente distribui mudas de espécies nativas em homenagem a Várzea Grande

Os Centros de Saúde totalizam quatro, localizados nos bairros: Cohab Cristo Rei, Água Limpa, Nossa Senhora da Guia e Jardim Imperial.

Clínicas de Atenção Primária (antigas Policlínicas) são cinco e estão localizadas nos bairros Cristo Rei, Marajoara, Jardim Glória, 24 de Dezembro e Parque do Lago.

Unidades Básicas de Saúde (UBS) são quatro e estão localizadas nos bairros: Ouro Verde, Construmat, Jardim Eldorado e Santa Isabel.

Como alerta, a superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina Silva Moura, destaca aos pais que levem seus filhos a se vacinarem, neste dia ‘D’, o que evita agravamento de doenças respiratórias. “Estas unidades também funcionam em horário de expediente normal, das 7h30 às 17h, de segunda a sexta. Se por algum motivo, não puder levar seu filho no dia ‘D’, as vacinas continuam disponíveis nas unidades de saúde na rotina normal. É só levar a carteira vacinal das crianças, que também haverá atualização de vacinas pertinentes a esta idade, no sábado. A vacina é a única forma segura de evitar mortes em crianças por doenças respiratórias”.

Outra recomendação dada por Relva Cristina, é que pessoas com quadro que sugere infecção por COVID-19 devem adiar a vacinação contra a influenza H1N1. “Como a piora clínica pode ocorrer até duas semanas após a infecção pelo novo coronavírus, o ideal é que a vacinação seja adiada até a recuperação clínica total do quadro de COVID-19 e, pelo menos, quatro semanas após o início dos sintomas ou quatro semanas a do resultado positivo por PCR em pessoas assintomáticas. As doses estarão reservadas para estes grupos estabelecidos. A escolha dos grupos prioritários a receberem essa vacina segue recomendação da Organização Mundial de Saúde -OMS”, explicou a superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina.

Leia mais:  Kalil Baracat entregará R$ 15 milhões em obras e anuncia novo Pronto Socorro para Várzea Grande

Dados: Segundo dados da Vigilância em Saúde, desde que iniciou a Campanha de Vacinação contra H1N1, no município, no dia 13 de abril, foram aplicadas 6.805 doses da vacina de H1N1, sendo 19,5% em crianças, 17,3% em Gestantes, 16,1% em Trabalhadores da Saúde e 22,6% em Puérperas.

Comentários Facebook
publicidade

VÁRZEA GRANDE

Várzea Grande entrega Casa de Acolhimento para Meninas em situação de risco

Publicado


Um ambiente com espaço adequado e aconchegante para acomodar crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco social, bem como aquelas que tiveram quebra de vínculos afetivos por agressões e abusos. A nova Casa de Acolhimento para Meninas foi entregue pelo prefeito Kalil Baracat e pela primeira-dama, a Promotora de Justiça Kika Dorilêo Baracat, em solenidade que seguiu todas as normas de biossegurança. O local cumpre determinação do Poder Judiciário e recomendação do Ministério Público, que exige que o município dê amparo aos menores que sofreram ou sofrem negligência.

“Esta Casa foi idealizada para abrigar, especificamente, o público feminino e será gerenciada por uma equipe multifuncional da Secretaria de Assistência Social, que dará afeto, suporte psicológico e educacional, além de amparo às crianças e adolescentes vítimas de violência”, destacou o prefeito Kalil Baracat, afirmando que essa também é uma preocupação constante da primeira-dama, que possui um olhar atento e especial às causas sociais.

O prefeito acrescenta que a inauguração da Casa de Acolhimento para Meninas é a materialização de um projeto edificado pela primeira-dama Kika, e faz parte do plano de governo que visa fortalecer ainda mais a Rede de Proteção para os mais vulneráveis.

Kalil lembrou que Várzea Grande tem uma Casa de Acolhimento, mas atendia tanto meninas quanto meninos, o que acaba gerando preocupações extras e redobradas e que a partir de agora eles estarão em locais separados.

O evento, integrante da programação alusiva ao aniversário de 154 Anos de Fundação de Várzea Grande, contou com a presença de várias autoridades, dentre eles, do vice-prefeito José Hazama; da Delegada da Mulher, Criança e Idoso, Muriel Antonine; da Defensora Pública, Cleide Nascimento; do representante da Promotoria de Justiça Cível do Fórum de Várzea Grande, Douglas Lingiardi Strachicini; do presidente do Conselho de Saúde, Marcos Castro; da diretora da Liga de Reestruturação das Irmãs Ofendidas Em Seu Sentimento – LIRIOS, Marília Nunes e secretários municipais.

Leia mais:  Pessoas com comorbidades de 50 a 59 anos já podem realizar o pré-cadastro em Várzea Grande

A primeira-dama, Kika Dorilêo Baracat, apontou a importância de a Casa ter sido configurada com elementos que remetem ao afeto, ao aconchego e à proteção, itens que a pessoa agredida dá mais valor. “Aqui é um lugar que recebe com carinho as meninas com experiências tristes, com traumas e elas precisam se sentir seguras, cuidadas para que se fortaleçam e percebam que é possível recomeçar, que existem possibilidades de uma nova história”, pontuou ela.

A delegada da Mulher, Criança e Idoso do município de Várzea Grande, Muriel Antonine, elogiou a nova Casa de Acolhimento para Meninas e, sobretudo, essa nova gestão que desde o começo está aberta ao diálogo, discutindo melhorias para esses segmentos e disposta em colocar em prática políticas públicas voltadas para setor social. “Esses jovens afastados de seus lares, judicialmente, necessitam de cuidados e aqui estarão amparados. É preciso oferecer uma casa de acolhimento exclusiva para meninas e, em pouco tempo, a atual gestão atendeu a um anseio do Judiciário e do Conselho Tutelar”, destacou.

Como explica a secretária de Assistência Social, Eliamara Araújo, a Casa de Acolhimento funciona como um lar temporário, onde as crianças e adolescente de seis anos a 17 anos e 11 meses ficam sob a guarda de cuidadores, onde terão assistência médica, jurídica e psicológica para que possam ter condições de retornarem a seus lares ou até que tenham condições de serem introduzidas ao mercado de trabalho. “A Casa foi criada com muito carinho e dispõe de biblioteca, espaço de estudos e lazer. As meninas irão cumprir suas atividades escolares normalmente, além de atividade extracurricular”.

Por sua vez, a gerente da Casa de Acolhimento, Ceila Cristina Góes, disse que todas as meninas que chegam ao lar são encaminhadas pelo Conselho Tutelar, depois de constatada violência, ficando a partir daí sob cuidado do município.  “Aqui essas crianças e adolescentes terão seus direitos respeitados. Temos uma equipe capacitada para bem atendê-las e com auxílio 24 horas por dia”, afirma a gerente, informando ainda que o lar tem suporte para acolher até 10 meninas, com apoio e calor humano, respeitando o direito à saúde, alimentação, educação e lazer. 

Leia mais:  Várzea Grande entrega Casa de Acolhimento para Meninas em situação de risco

Comentários Facebook
Continue lendo

VÁRZEA GRANDE

Entrega do Centro de Atendimento ao Turista (CAT) tem nova data

Publicado


A entrega do Centro de Atendimento ao Turista – CAT, instalado no aeroporto Marechal Rondon,  foi adiada para o dia 28 de maio, sexta-feira, às 17h,  encerrando as comemorações do mês de maio, alusivas aos 154 anos de fundação de Várzea Grande. A nova data foi motivada a partir dos preparativos finais da obra, inicialmente prevista para ser entregue nesta quinta-feira, dia 13. No entanto, os serviços de ajustes finais se prolongaram e para garantir a entrega de uma obra finalizada de qualidade e com acabamento à altura de sua importância, uma nova data foi marcada. 

O secretário de Desenvolvimento Urbano, Econômico e Turismo, Ricardo Azevedo Araújo, pontua que o turismo tem importante papel no desenvolvimento socioeconômico da cidade, estimulando uma vasta cadeia produtiva formada por 52 segmentos da indústria, comércio de bens e serviços. “Ao chegar em Mato Grosso, o turista deve ser bem recebido tão logo desembarque no principal terminal aeroviário de Mato Grosso. E para conhecer os atrativos de Várzea Grande é preciso que ele tenha essas informações de maneira clara e atrativa”, comentou ele.

Para o prefeito Kalil Baracat, o município tem característica hospitaleira, com gastronomia saborosa e faz parte do circuito das belezas do Estado, que abarcam o Pantanal, cachoeiras, rios e trilhas.  “Temos a Casa de Artes, que reúne o artesanato da nossa cidade, com as redes da comunidade de Limpo Grande, que são famosas no mundo pela autenticidade. É preciso divulgar nossas riquezas turísticas, culturais, de oportunidades de negócios e o CAT vai reforçar este objetivo”, destaca o prefeito, acrescentando que o fortalecimento da “Rota do Peixe”, roteiro gastronômico que passa pelos Distritos da Passagem da Conceição, Limpo Grande, Bonsucesso, Souza Lima e Pai André, está entre os projetos do setor. Em 2019, Várzea Grande foi inserida no Mapa do Turismo, do Ministério do Turismo, quando o prefeito atuava como o então secretário de Desenvolvimento Econômico da gestão Lucimar Campos.

Leia mais:  Exposição homenageia Clube Esportivo Operário pelos 72 anos de fundação

A pandemia também impactou nos destinos turísticos, os viajantes que já estão embarcando, em sua maioria, estão realizando viagens para destinos nacionais e preferindo destinos mais próximos. “Especialistas apontam que cidades do interior e parques nacionais estão sendo cotados como os destinos que serão mais procurados pós-pandemia. São atrativos com locais abertos, menos aglomeração e maior proximidade com a natureza, ou seja, nossa cidade possui forte potencial para alavancar o seu turismo”, finaliza o secretário.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana