conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

STF já forma “maioria” de ministros vacinados contra Covid-19

Publicado


source
Supremo Tribunal Federal (STF)
Reprodução: iG Minas Gerais

Supremo Tribunal Federal (STF)

A ministra Cármen Lúcia recebeu nesta terça-feira (20), a primeira dose da vacina contra a Covid-19 . Agora, o Supremo Tribunal Federal ( STF ) , conta com 6 dos 11 ministros que já receberam alguma proteção imunizante contra o vírus.

Além da magistrada, mais 5 ministros foram vacinados. Confira a lista:

  • Luiz Fux: O presidente do STF recebeu a primeira dose no dia 2 de abril
  • Marco Aurélio: Ministro de 74 anos que irá se aposentar em junho, recebeu a primeira dose da vacina no final de março.
  • Rosa Weber: Aos 72 anos, a ministra comunicou aos colegas da Corte ter recebido a primeira dose de imunizante contra Covid no dia 18 de marco.
  • Ricardo Lewandowski: Com 72 anos, Ricardo Lewandowski recebeu a primeira dose da CoronaVac no dia 24 de marco em Sao Paulo.
  • Gilmar Mendes: O ministro, de 65 anos, recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid na última sexta-feira (16). “A ciência salva vidas”, escreveu em seu perfil no Twitter.

Desta forma,5 ministros ainda aguardam para serem vacinados contra o vírus: Luis Roberto Barroso (63 anos) , Kassio Nunes Marques (48 anos), Alexandre de Moraes (52 anos) e Edson Fachin (63 anos).

Comentários Facebook
Leia mais:  PGR estuda abrir investigação contra governadores por hospitais de campanha
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Pazuello terá habeas corpus produzido pela AGU para poder manter silêncio na CPI

Publicado


source
AGU prepara habeas corpus para Pazuello, como aval de Bolsonaro
O Antagonista

AGU prepara habeas corpus para Pazuello, como aval de Bolsonaro

Com o aval do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a Advocacia-Geral da União (AGU) está preparando um habeas corpus que será apresentado ao Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello tenha o direito de ficar calado durante seu depoimento na CPI da Covid, respondendo apenas as perguntas que quiser. A presença de Pazuello no Senado está marcada para o dia 19.

Um ex-ministro da Saúde ser assessorado pela AGU é um fato inédito. O Planalto avalia que proteger Pazuello na CPI seria proteger também Jair Bolsonaro. Segundo apuração da CNN Brasil, o Planalto avalia que a CPI já condenou o governo e, principalmente, a gestão Pazuello.

Apesar de o general ter sido convocado como testemunha, o que lhe obriga a falar, há jurisprudência no STF para que tenha o direito do silêncio. Em 2019, o ex-ministro Celso de Mello autorizou que uma ex-funcionária da Câmara de Comércio Exterior ficasse em silêncio durante depoimento na CPI do BNDES. O presidente da Vale, Fábio Schvartsman, também conseguiu o mesmo direito na época. 

Comentários Facebook
Leia mais:  Pazuello terá habeas corpus produzido pela AGU para poder manter silêncio na CPI
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Pazuello terá habeas corpus produzido pela AGU para poder manter silêncio na CPI

Publicado


source
AGU prepara habeas corpus para Pazuello, como aval de Bolsonaro
O Antagonista

AGU prepara habeas corpus para Pazuello, como aval de Bolsonaro

Com o aval do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a Advocacia-Geral da União (AGU) está preparando um habeas corpus que será apresentado ao Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello tenha o direito de ficar calado durante seu depoimento na CPI da Covid, respondendo apenas as perguntas que quiser. A presença de Pazuello no Senado está marcada para o dia 19.

O fato de um ex-ministro da Saúde ser assessorado pela AGU é um fato inédito. O Planalto avalia que proteger Pazuello na CPI seria proteger também Jair Bolsonaro. Segundo apuração da CNN Brasil, o Planalto avalia que a CPI já condenou o governo e, principalmente, a gestão Pazuello.

Apesar de o general ter sido convocado como testemunha, o que lhe obriga a falar, há jurisprudência no STF para que tenha o direito do silêncio. Em 2019, o ex-ministro Celso de Mello autorizou que uma ex-funcionária da Câmara de Comércio Exterior ficasse em silêncio durante depoimento na CPI do BNDES. O presidente da Vale, Fábio Schvartsman, também conseguiu o mesmo direito na época. 

Comentários Facebook
Leia mais:  Alexandre de Moraes manda abrir inquérito para investigar ataque ao site do STF
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana