conecte-se conosco


MATO GROSSO

Secretário da Sinfra percorre MT-100 e assegura conclusão das obras de pavimentação e pontes ainda em 2021

Publicado


O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, percorreu cerca de 600 quilômetros da MT-100 nos municípios de Araguainha, Ponte Branca, Ribeirãozinho, Torixoréu, Barra do Garças, Pontal do Araguaia, Araguaiana e Cocalinho vistoriando as condições da rodovia e das obras de pavimentação e pontes executadas pelo Governo de Mato Grosso. A expectativa é de que as obras sejam finalizadas ainda neste ano.

O objetivo da vistoria foi verificar os serviços executados, o cumprimento do cronograma e, principalmente, a qualidade das obras em andamento, segundo o secretário que, em cada obra, passou orientações precisas aos engenheiros responsáveis de como os serviços devem ser executados. 

Segundo o secretário, as obras na região são importantes e precisam ser acompanhados passo a passo, pois a MT-100 é considerada uma rodovia estruturante na região do Araguaia, já que interliga os municípios do Vale do Araguaia ao Sul de Mato Grosso, sendo muito utilizada para o escoamento de grande parte da produção agrícola.

“É uma determinação do governador Mauro Mendes que a gente conclua a MT-100. Vistoriamos as  pontes que precisam ser executadas, os encabeçamentos que precisam ser feitos, as correções nas pistas que precisam ser feitas. Teve a detonação na Serra de Araguainha, em maio teremos a detonação da Serra da Arnica e há um compromisso  das empresas que estão trabalhando na MT-100, de entregar essas obras em dezembro deste ano” disse.

Em Araguainha, foram vistoriados vários trechos de obras em andamento na cidade. Ao todo, será asfaltado um trecho de 29,3 quilômetros entre Araguainha e Ponte Branca. Já em Ponte Branca foram vistoriados outros 20 quilômetros do entroncamento da MT-463, no município, até o acesso ao município de Ribeirãozinho. 

Leia mais:  Estelionatária que causou prejuízo de R$ 20 mil a vítimas em venda de carro é presa em Cuiabá

Ainda em Ponte Branca, também foi vistoriada a ponte de concreto sobre o Córrego Sete Voltas,  com extensão de 60,5 metros. O investimento feito é de R$ 4 milhões. 

Já em Ribeirãozinho são realizados os serviços de melhoramento em 45,4 quilômetros do trecho que compreende o entroncamento da MT-461, que dá acesso a Ribeirãozinho, até o entroncamento da MT-466, em Torixoréu.

Nesse trecho, contudo, os serviços deverão ser melhorados, de acordo com o secretário. “Essa obra não me deixou contente. Pelo contrário. Fiquei bem chateado. Mas as providências serão tomadas”, afirmou o secretário.

Em Pontal do Araguaia, foi vistoriada a ponte do Rio Tinhoso. Já em Barra do Garças foram vistoriadas as pontes do Córrego Pitomba e rio Ouro Fino, que têm extensão de 30,5 metros e já estão com a estrutura de concreto pronta. Estão sendo investidos R$ 1,5 milhão e R$ 1,6 milhão, respectivamente, na execução das obras. Além das pontes, foram vistoriadas obras de pavimentação da cidade em direção a Araguaiana.

Para o secretário Marcelo de Oliveira,  fiscalizar as  obras in loco e cobrar a celeridade dos serviços reflete em benefício para a região.  “Estamos entregando vários benefícios à população do Araguaia. Antes era conhecido como Vale dos Esquecidos, hoje é a região com mais benefícios do Governo de Mato Grosso. É um orgulho pra nós poder distribuir  todos os recursos igualitariamente para todos os rincões deste estado. Que o desenvolvimento  venha, que haja mais progresso, que a produção aumente e que essa região seja cada dia mais feliz”, disse o secretário.

Vistoria no Araguaia

As vistorias fazem parte de uma grande fiscalização que o secretário Marcelo de Oliveira está fazendo, ao longo desta semana, nas obras que estão em andamento na região do Araguaia. Ao todo, ele passará pelas cidades de Barra do Garças, Cocalinho, Água Boa,  Canarana, Paranatinga e Primavera do Leste. Serão vistoriadas obras de construção de pontes, pavimentação e restauração executadas pelo Governo de Mato Grosso.

Leia mais:  Uma pessoa é presa em flagrante com arma de fogo na Operação Ares, na região de Chapada dos Guimarães

Além do secretário, o acompanham ainda a superintendente de Execução e Fiscalização de Obras da Sinfra, Paula Janayna Fenerich, e engenheiros das empresas executoras das obras na rodovia, além de prefeitos municipais.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Uma pessoa é presa em flagrante com arma de fogo na Operação Ares, na região de Chapada dos Guimarães

Publicado


A Polícia Civil em Chapada dos Guimarães realizou nesta terça-feira (11.05) mais uma etapa da Operação Ares para cumprimento de mandados de busca e apreensão em investigações que apuram diversos crimes ocorridos na região, entre eles, uma tentativa de homicídio.

Armas foram apreendidas e uma pessoa foi presa em flagrante em Nova Brasilândia por posse irregular de arma de fogo de uso permitido. O cumprimento das ordens judiciais contou com apoio da Gerência de Operações Especiais, da Diretoria de Atividades Especiais da Polícia Civil.

A primeira fase da operação foi realizada no final de abril, quando foram cumpridos mandados de busca em Cuiabá e Chapada dos Guimarães.

De acordo com o delegado de Chapada dos Guimarães, Alexandre Nazareth, a operação buscou a apreensão de armas de fogo relacionadas em diversos crimes investigados pela Delegacia de Chapada dos Guimarães.

Os alvos da fase realizada nesta terça-feira estão relacionados à investigação de uma tentativa de homicídio ocorrida em Nova Brasilândia. A vítima sofreu seis disparos de arma de fogo e está hospitalizada, com os projeteis ainda alojados no corpo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Funac doa cestas básicas aos familiares de presos e egressos do Sistema Penitenciário
Continue lendo

MATO GROSSO

Governo de MT já distribuiu 98,1% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Publicado


O Governo de Mato Grosso recebeu, até esta terça-feira (11.05), 1.033.630 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e já disponibilizou 1.014.604 aos 141 municípios do Estado, ou seja, 98,1% do total recebido.

A disponibilização das doses é resultado da soma da primeira e segunda doses (957.298), acrescida das doses destinadas às populações indígenas aldeadas (54.120) e dos arredondamentos técnicos (3.186) necessários para o ajuste volumétrico dos frascos disponibilizados pelo Ministério da Saúde.

É importante enfatizar que as 17.550 doses de vacina da Pfizer, recebidas nesta madrugada, estão sendo pactuadas pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e serão disponibilizadas assim que definida a destinação dos imunizantes.

Das 957.298 doses disponibilizadas aos municípios, as prefeituras aplicaram 689.559 (71%), sendo 469.471 como primeira dose e 220.088 como segunda dose. O percentual se manteve igual ao da semana passada; já na semana retrasada, a taxa era de 77%.

Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Porto Esperidião (98%), Santa Terezinha (95%), Vila Rica (94%), Santo Afonso (93%), Ribeirãozinho (92%), Nova Monte Verde (89%), Juína (87%), Campo Novo do Parecis (86%), Vale de São Domingos (85%) e Planalto da Serra (84%).

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo n° 429 ou no Painel de Distribuição de Vacinas Covid-19.

Considerando as vacinas destinadas à população indígena, alguns municípios podem contabilizar as doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassar o limite de 100% da aplicação.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Leia mais:  Estelionatária que causou prejuízo de R$ 20 mil a vítimas em venda de carro é presa em Cuiabá

Sobre a distribuição

Na força-tarefa da vacinação, cabe ao Governo do Estado fazer a logística de distribuição, que é definida pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição é feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do Ministério da Defesa. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também disponibiliza sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

É importante ressaltar que o Governo Federal define o total de doses que cada estado recebe. Essa definição ocorre de acordo com a quantidade de pessoas que pertencem aos grupos prioritários e não pela quantidade absoluta da população.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana