conecte-se conosco


CUIABÁ

Prefeito Emanuel Pinheiro inaugura novo Centro de Educação Infantil Cuiabano que irá disponibilizar 150 vagas

Publicado


Jorge Pinho

Clique para ampliar

O prefeito Emanuel Pinheiro inaugurou na manhã desta sexta-feira (30) mais um Centro Educacional Infantil Cuiabano. O CEIC Profª. Monserat Ismênia de Moraes Borges, no bairro Pedregal.  É a quarta unidade entregue à comunidade pela atual gestão municipal.  O Centro Educacional,  com 150 vagas, atenderá a Educação Infantil, do Berçário até o Jardim II, crianças/estudantes na faixa etária de zero a 3 anos e 11 meses de idade, com uma novidade, é o primeiro com Sala de Amamentação. A entrega foi acompanhada pela secretária municipal de Educação, Edilene de Souza Machado.

“O Centro Educacional Infantil Cuiabano é uma criação genuinamente cuiabana, da gestão Emanuel Pinheiro, com o objetivo de ampliar cada vez mais a oferta de vagas para a Educação Infantil, que é a grande demanda da Educação Pública Municipal. Assim, com um custo menor e obras de qualidade vamos avançando na oferta de vagas para a educação pública municipal, preparando, desde os primeiros passos, a formação do nosso maior patrimônio, que são as nossas crianças, garantindo o acolhimento,  o cuidado, e a tranquilidade para as mães trabalhadoras. Isso é investimento na cidade, melhorando a qualidade de vida das pessoas e melhorando a qualidade do serviço público municipal”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro. O novo Centro de Educação Infantil Cuiabano foi totalmente reconstruído no local onde funcionava a antiga creche Delmira Monteiro de Figueiredo.

As obras tiveram início em novembro do ano passado. Da antiga unidade, a  única estrutura que permaneceu foi a que cobre a área do parquinho, um investimento total no valor de R$ 1.258.042,26, com recursos provenientes do Município.

Estrutura

A nova unidade tem 738,90 m² de área construída. Totalmente climatizada, conta com cinco aparelhos de ar condicionado de 34 mil BTUs, outros dois com capacidade de  9 mil BTUs e um aparelho de 18 mil que integram o programa Climatizar é Humanizar. O CEIC Profª. Monserat Ismênia de Moraes Borges possui banheiros para meninos e meninas, maternal e Pessoas com Deficiência (PCD), banheiros masculino e feminino para os servidores, berçário, fraldário e lactário, cozinha, refeitório, dispensa para material de limpeza (DML), lavanderia, espaço administrativo e 5 salas de atividades  e playground, além de um pequeno estacionamento.

Leia mais:  Projeto incentiva a participação de estudantes da rede pública municipal de ensino nas atividades pedagógicas remotas

Na obra, que durou seis meses para ser finalizada, foi utilizada uma das tecnologias mais modernas de construção civil, em sistema modular  com fechamento e cobertura em painéis e telhas isotérmicas. Esse sistema por utilizar fundação e contrapiso únicos em radier, estrutura metálica e painéis leves, é mais limpa e rápida que o sistema convencional.

Modelo cuiabano

Os Centros Educacionais Infantis seguem um modelo exclusivamente cuiabano que visa além de ampliar a oferta de vagas para a Educação Infantil implementar estruturas físicas mais adequadas  para a execução da proposta pedagógica da Escola Cuiabana. “O objetivo é readequar estruturas já existentes ou construir novos espaços físicos, conforme o ciclo de formação humana da primeira e segunda Infância, dentro dos preceitos da Escola Cuiabana, que tem como foco a construção de aprendizagens, o desenvolvimento cognitivo, físico e sócio emocional dos estudantes”, explicou a secretária municipal de Educação, Edilene de Souza Machado.

Na unidade, as crianças/estudantes serão atendidas em período integral. Além das atividades pedagógicas e de cuidados, receberão seis refeições durante o dia. “É a Educação humanizada da gestão Emanuel Pinheiro, um espaço bonito, novo e adequado, criado para atender as crianças do Pedregal”, destacou a secretária.

Inauguração

Em razão da pandemia a entrega da unidade contou com número reduzido de pessoas. O marido da profª Monserat, Ozene Pereira Borges e filha, Aline de Moraes Borges,  representaram a família. Participaram também o presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná, o vereador Pedro Nadaf, líder do Prefeito no legislativo municipal, o vereador Macrean Santos, o vereador Cezinha Nascimento, o presidente da Associação de Moradores do Pedregal, José Pereira Filho, além do vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, Roberto Stopa, do secretário de Ordem Pública, Leovaldo Sales e da secretária adjunta de Educação, Debora Marques Vilar.

Leia mais:  Grupo de 50 a 54 anos com comorbidades começa a ser vacinado a partir desta quarta-feira (12)

Muito emocionado, o marido da profª. Monserat, Ozene Pereira Borges, agradeceu a homenagem e relembrou a sua dedicação à educação. “Hoje o orgulho é imenso, de ver seu nome eternizado no Centro Educacional Infantil Cuiabano e uma forma de lembrarmos os seus ensinamentos, confirmados nas crianças e jovens que ela alfabetizou e ensinou”, disse ele.

Um pouco sobre a profª. Monserat

A professora Monserat Ismênia da Moraes Borges dedicou sua vida à educação. Concluiu o curso de Magistério em 1977 no tradicional Colégio Liceu Cuiabano. Cursou História e Letras na UFMT e se tornou Pedagoga na Universidade do Oeste Paulista (Unoeste).

Aprovada em concursos públicos de Cuiabá e do Estado, a professora Monserat trabalhou em várias escolas e na Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor de Mato Grosso (Febemat). Foi diretora de duas escolas municipais, coordenadora pedagógica e responsável pela reabertura da Escola Delmira Monteiro de Figueiredo, no bairro Santo Antônio do Pedregal, onde atuava como diretora quando foi covardemente assassinada no dia 22 de junho de 1998, três anos antes de completar 43 anos de idade.

A luta pela alfabetização das crianças e para manter adolescentes e jovens longe do mundo do crime foram as principais marcas deixadas por ela na comunidade e na sociedade cuiabana. Além de educadora sempre teve participação ativa na comunidade do Pedregal colaborando para melhorias do Centro Comunitário, da primeira creche da comunidade, das Escolas Orlando Nigro e Delmira Monteiro de Figueiredo, da Igreja Assembleia de Deus e da Igreja Católica Santo Antônio onde participou de grupos de orientação de adolescentes e jovens.

Filha de Angelina Alcântara de Moraes e José Alexandre de Moraes nasceu em 25 de junho de 1955. Tinha um irmão, Edson Alexandre de Moraes. Casou-se com Ozene Pereira Borges, de quem teve dois filhos, Aline de Moraes Borges e Alyson de Moraes Borges.

Leia mais:  Nota Oficial - Secretaria de Saúde denunciou suposto esquema na saúde bucal

 

 

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

Grupo de 50 a 54 anos com comorbidades começa a ser vacinado a partir desta quarta-feira (12)

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

Pessoas de 50 a 54 anos com comorbidades que já estão cadastradas no site começarão a ser vacinadas a partir desta quarta-feira (12), em Cuiabá. A Secretaria Municipal de Saúde – SMS decidiu antecipar este grupo prioritário devido ao baixo número de cadastramentos do grupo de 55 a 59 anos com comorbidades no sistema.

De acordo com o diretor de TI da SMS, Gilmar Cardoso a quantidade de pessoas de 55 a 59 anos que se cadastraram no site está muito abaixo do esperado e, caso não diminua a faixa etária para comorbidades, muitas vagas para vacinação ficarão ociosas. “Temos cinco pontos de vacinação em Cuiabá, e uma capacidade para vacinar entre 4 e 5 mil pessoas por dia, mas a procura está baixa. Por isso vamos abrir a agenda para acelerarmos a imunização”, disse Cardoso.

Outro motivo desta antecipação é a vacina da Pfizer, que tem características peculiares e precisa ser aplicada de maneira mais célere. “As doses estão guardadas a -20 graus e ela pode ficar até 14 dias nessa temperatura. Após sair deste freezer ela pode ficar guardada entre 2 e 8 graus durante cinco dias. Estamos buscando diariamente apenas as doses para aplicação para cada dia, para evitar desperdício de vacinas. Precisamos usar cada remessa da Pfizer em até 14 dias, por isso foi preciso ampliar o grupo prioritário neste momento”, explicou a coordenadora da campanha de vacinação, Valéria de Oliveira.

ATENÇÃO: As pessoas que se cadastraram no site e que fazem parte dos grupos contemplados (50 a 59 com comorbidades, gestantes e puérperas a partir de 18 anos, Síndrome de Down a partir de 18 anos e pessoas com deficiências permanentes a partir de 50 anos) devem entrar no site da vacinação no período noturno e consultar o cadastro para verificar se a agenda está disponível. No dia da vacinação a pessoa deve levar o QR Code do agendamento impresso, juntamente com o laudo impresso OU a declaração de comorbidades assinada e carimbada pelo médico, pois estes documentos serão retidos no registro. Também é necessário levar um documento com foto e o comprovante de endereço de Cuiabá.

Leia mais:  Grupo de 50 a 54 anos com comorbidades começa a ser vacinado a partir desta quarta-feira (12)

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

Cadastros de segunda dose da Coronavac serão reagendados para evitar fraudes

Publicado


Reprodução

Clique para ampliar

Devido à grande procura pela segunda dose da vacina Coronavac em Cuiabá por pessoas de todo o estado de Mato Grosso, a Secretaria Municipal de Saúde precisou reorganizar as datas da imunização dos grupos que vão receber a vacina do laboratório Butantan. Sendo assim, as pessoas que vão tomar a segunda dose de Coronavac deverão obrigatoriamente levar o QR Code da segunda dose que vai aparecer no cadastro no site da vacinação.

“Esta reorganização foi necessária pois estamos recebendo um número muito grande de pessoas de outras cidades tentando receber a segunda dose da Coronavac em Cuiabá, inclusive tentando fraudar o cadastro no site para burlar o sistema. Se dependesse da nossa vontade, vacinaríamos todo mundo, mas infelizmente as doses que recebemos é para imunizar as pessoas que tomaram a primeira dose na capital, por isso estamos fazendo uma varredura em todos os cadastros e possivelmente a data da aplicação da segunda dose da vacina possa sofrer alteração”, disse a secretária municipal de Saúde, Ozenira Félix.

Outro motivo para as mudanças no calendário de vacinação é a logística de aplicação das vacinas da Pfizer. Com a chegada de mais uma remessa deste imunizante, que tem um prazo pequeno para ser aplicado, a prioridade neste momento é dar vazão a estas doses, para que não se corra o risco de perdas. “Esta é uma vacina bastante melindrosa, que requer um cuidado maior e mais tempo no preparo para a aplicação. E o grupo de comorbidades, para qual ela foi destinada, também demanda um tempo maior na conferência da documentação. Por isso decidimos priorizar a aplicação da Pfizer neste momento”, explicou Valéria de Oliveira, coordenadora da campanha de vacinação.

Leia mais:  Com novo viaduto, prefeito 'acaba' com um dos maiores gargalos na mobilidade urbana de Cuiabá

ATENÇÃO: As pessoas que estão com a segunda dose da Coronavac marcadas no cartão de vacinação, não devem mais seguir pela data que está indicada lá. Elas precisam olhar o seu cadastro no site da vacinação e imprimir o QR Code da segunda dose. A data e horário corretos são os que estiverem no QR Code. Ele deverá ser impresso e entregue no local de vacinação. O agendamento estará disponível à noite no site. Caso a agenda da segunda dose ainda não tenha aparecido, ela será disponibilizada nos dias subsequentes.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana