conecte-se conosco


ESPORTES

Ponte Preta perde para o Mirassol pelo Campeonato Paulista

Publicado


Apesar de uma blitz intensa no segundo tempo, com muitas chances de empatar, a Ponte Preta acabou perdendo para o Mirassol por 2 a 1 nesta noite no Majestoso. “”O primeiro tempo foi um pouco abaixo, entramos dispersos, teve dificuldade. Tomamos mais um gol que a gente treina bastante. É um gol de desatenção que complica. No segundo tempo a gente melhorou, encaixou, pressionou, mas estamos está pecando mais na tranquilidade da finalização. Sabemos que o torcedor está chateado, mas ainda estamos na briga pela segunda posição. Vamos continuar trabalhando forte, firme, que os resultados vão vir”, diz o lateral Apodi. A Ponte volta a jogar pelo Paulistão às 22h15 do domingo, dia 2 de maio, contra o Ituano, em busca da reabilitação no Paulista.

O jogo

A Ponte Preta teve a primeira chance no jogo aos dois minutos, quando Moisés, em velocidade, passou para Pedrinho na ponta direita. O garoto ajeitou para a canhota e mandou para o gol, mas a zaga desviou para escanteio. A Pote marcava a sápida de bola do adversário e aos quatro Pedrinho pegou e foi desarmado, reclamando de falta, mas o juiz não deu nada.

Aos seis, Moisés encontrou acionou Paulo Sérgio na ponta esquerda, mas o camisa 9 não conseguiu concluir. Na sequência, Apodi acionou Pedrinho, que foi parado com falta. Camilo cobrou e ela foi desviada pela zaga, indo para escanteio. Após a cobrança, Pedinho pegou, tirou de dois e chutou. A sobra ficou com Léo Naldi, que chutou, mas a zaga tirou em definitivo.

A Ponte seguia pressionando e, aos dez, Moisés pegou a bola pela esquerda, desceu para o gol adversário “costurando” os adversários e mandou uma bomba, passando pouco acima do gol e assustando o goleiro Muralha. Aos 12, Moisés novamente fez boa jogada com Camilo, porém o lance mais uma vez acabou interceptado pela zaga. O Mirassol tentava atacar pela esquerda da Macaca, mas Ruan Renato, jogando como lateral, fazia boa marcação e travava as jogadas.

  De virada, Corinthians vence do Ponte Preta pelo Campeonato Paulista

Leia mais:  Em La Paz, Ceará faz história sendo o 1º clube brasileiro a não sofrer gols diante do Bolivar fora de casa

Aos 25, bom lance da Macaca, com Moisés tocando para Camilo. O meia mandou rasteiro para Paulo Sérgio, que fintou o zagueiro e reclamou de um puxão, mas chutou mesmo assim, porém a defesa adversária bloqueou. Aos 26, porém, o Mirassol abriu o placar. Após cobrança de escanteio fechado, Danilo Boza cabeceou para o gol.  Na sequência, os visitantes tiveram nova chance em um petardo, que Ygor Vinhas espalmou.

Aos 37, Pedrinho passou para Moisés, que ajeitou e chutou, mas a bola saiu por cima do gol. Dois minutos depois, Moisés passou para Camilo, que bateu cruzado. A bola bateu no jogador adversário e saiu para escanteio. Na cobrança, Camilo levantou na área e Paulo Sérgio deu bela cabeceada, com a bola explodindo no travessão. Aos 45, Moisés entrou na área e chutou, mas a bola bateu na zaga. Na sequência, o juiz apitou o final do primeiro tempo.

No segundo tempo, logo aos três, o árbitro marcou pênalti pro Mirassol, em bola que bateu na mão de Luizão, após consultar o VAR. Pedro Lucas bateu aos seis, Ygor Vinhas caiu para o lado certo, mas não alcançou. 2 a 0. Na sequência a Ponte foi para cima com Camilo, que passou para Moisés. O atacante pegou, mas foi bloqueado no arremate.

Aos nove, Niltinho levantou na área, mas Paulo Sérgio não alcançou para finalizar.  Aos 14, Ygor Vinhas fez boa defesa com os pés. Aos 18, Camilo tabelou com Locatelli e deixou para Moisés dentro da área, mas o atacante foi desarmado em cima da hora. Aos 20, em lance que saiu dos pés de Bruno Michel., a Ponte cabeceou duas vezes na área adversária, mas a defesa cortou.

  Botafogo- SP sai na frente, São Paulo reage e empata no Campeonato Paulista

Leia mais:  Vitória não supera o Fluminense de Feira e se despede do Campeonato Baiano

Aos 29, a Ponte diminuiu. Niltinho fez bom passe pela direita para Apodi receber em profundidade. O lateral cruzou na segunda trave e Moisés chegou batendo de primeira, sem deixar a bola cair, e balançou as redes. 2 a 1. No minuto seguinte, Moisés recuperou a bola na saída de bola e passou para Bruno Michel, que não conseguiu concluir.

Aos 33, quase o empate. Bruno Michel cruzou e Apodi desviou de cabeça e a bola saiu raspando a trave esquerda do gol adversário. Aos 36, Camilo foi parado com falta. O próprio camisa 10 cobrou, mas Alex Muralha fez boa defesa.Aos 38, a Macaca teve nova chance co Yuri, mas a defesa adversária tirou.

.Aos 41, Bruno Michel cruzou, mas a zaga afastou. Na sequencia, boa bola para Apdoi cabecear, mas mais uma Vaz a defesa interceptou. Aos 43, Bruno Michel matou no peito e passou para Niltinho, porém a defesa cortou. Na sequência, Apodi recebeu na área e cruzou, com o Mirassol mandando para escanteio. Na cobrança, Camilo cobrou a bola na trave. Niltinho, sem ângulo, pegoua sobra e chutou, mas ela bateu na rede pelo lado de fora.

Aos 47, bom lance com cruzamento para Apodi, que mandou para Bruno Michel, mas a bandeirinha marcou impedimento. Aos 52, Yuri teve a última chance da partida, mas, apesar de toda a pressão final da Ponte sobre o adversário, o árbitro apitou o final do jogo sem que a Macaca conseguisse empatar.

Comentários Facebook
publicidade

ESPORTES

Corinthians visita o Sport Huancayo-PER pela Conmebol Sul-Americana 2021

Publicado



O Corinthians segue na luta para conquistar uma vaga na próxima fase da Conmebol Sul-Americana. Nesta quinta-feira (6), o Alvinegro sai de casa para enfrentar o Sport Huancayo (PER) em jogo válido pela terceira rodada da fase de grupos da competição continental. A partida será às 21h30 (de Brasília – 19h30 no horário local) no Estádio Nacional de Lima, na capital do país, com transmissão da Conmebol TV.
O Timão está em terceiro colocado no Grupo E do torneio, com um ponto conquistado em duas rodadas. Já o Huancayo, ainda não somou pontos, contra quatro do River Plate (PAR), segundo, e seis pontos do Peñarol (URU), o líder do grupo. Apenas o primeiro colocado de cada chave avança para a fase de mata-mata.

Timão pronto!

Nesta quarta-feira (5) a equipe corinthiana realizou o último treino antes do confronto de logo mais, em La Videna – CT onde treina a Seleção Peruana de Futebol. Nele, o técnico Vagner Mancini comandou um trabalho tático visando o confronto desta quinta, além de uma movimentação de bolas paradas defensivas e ofensivas.

Relacionados

Um grupo de 26 atletas viajou para Lima, no Peru, onde o Timão encara o Sport Huancayo. Destes, 23 estarão disponíveis para ir a campo dentre titulares e reservas. São eles:
Goleiros: Cássio, Guilherme e Matheus Donelli
Laterais: Fábio Santos, Fagner e Lucas Piton
Zagueiros: Bruno Méndez, Gil, Jemerson, João Victor e Raul Gustavo
Meias: Araos, Camacho, Gabriel, Gabriel Pereira, Luan, Mateus Vital, Otero, Ramiro, Roni e Vitinho
Atacantes: Cauê, Gustavo Silva, Jô, Léo Natel e Rodrigo Varanda

Retrospecto

O Corinthians nunca enfrentou o Sport Huancayo em quase 111 anos de história alvinegra. Por sua vez, esteve em solo peruano oito vezes, todas em amistosos realizados entre 1954 e 1969, onde conquistou quatro vitórias e quatro empates contra equipes do país. Curiosamente, todos estes jogos ocorreram no palco desta partida de hoje, o Estádio Nacional de Lima.

  Corinthians pede o retorno de Marllon, que estava no Cruzeiro

Leia mais:  Vitória não supera o Fluminense de Feira e se despede do Campeonato Baiano

COMENTE ABAIXO:

Comentários Facebook
Continue lendo

ESPORTES

Com dois de Gabriel Silva, Palmeiras faz 4 a 0 no Náutico e abre vantagem nas oitavas da Copa do Brasil Sub-20

Publicado


Com as quatro bolas na rede, o Verdão chegou a 12 gols marcados em dois jogos na competição. O vencedor da partida entre Palmeiras e Náutico encara nas quartas de final o vencedor de Avaí-SC e ABC-RN (no primeiro jogo, vitória catarinense por 3 a 0). O duelo de volta do Alviverde está marcado para este domingo (09), às 16h, no estádio dos Aflitos, em Recife-PE.

Assim como na edição de 2020, a Copa do Brasil Sub-20 reuniu 32 times na etapa inicial, sendo 27 campeões estaduais Sub-20 em 2019 e 2020 (por conta da pandemia da covid-19, diversos torneios locais não foram realizados, e a CBF adotou este critério para eleger os participantes), além de cinco vices estaduais da categoria das federações com melhor índice no Ranking Nacional – o Verdão entrou como atual campeão paulista.

Todos os duelos até a final são mata-mata com partidas de ida e volta, exceto na primeira fase. Não há o critério do gol qualificado e, em caso de empate nos resultados, a disputa da vaga será nos pênaltis.

Marino e Gabriel Silva anotaram na partida (Foto: Leonardo Benhossi)

O jogo

O Verdão precisou de três minutos para balançar as redes do Allianz Parque. Após saída errada da defesa adversária, a bola caiu com Marino na direita. O camisa 7 invadiu a área e rolou para Gabriel Silva soltar o pé, de primeira, para abrir o placar.

Leia mais:  Palmeiras x Santos: números, estatísticas e curiosidades da partida

Quando chegava ao ataque, o Alviverde infligia perigo principalmente com a velocidade de Kevin pela esquerda. No entanto, foi na bola parada que o time palestrino triunfou. Aos 36, de falta, Yago Santos soltou a canhota e colocou no ângulo de Gabriel. Bola indefensável. Golaço na arena!

Yago esbanjou categoria na cobrança de falta que garantiu o segundo gol do Verdão na partida (Foto: Leonardo Benhossi)

Ainda na primeira etapa, aos 43, Marino, outro motor do ataque alviverde, arrancou da intermediária e driblou todos os marcadores pelo caminho. Já na área, com calma, tocou no canto direito para confirmar o terceiro gol palmeirense no Allianz Parque.

No segundo tempo, coube ao Verdão administrar a grande vantagem construída na primeira metade do jogo. O técnico Wesley Carvalho promoveu algumas mudanças e, entre as novidades, Marcelinho. Por pouco, o atacante não marcou o quarto tento alviverde em chute cruzado pela direita.

No entanto, aos 34, o Palmeiras perdeu Kevin, que levou o segundo amarelo após cometer falta. O Náutico buscou a reação e, em chute colocado pela direita, quase diminuiu. O goleiro Mateus, batido no lance, “tirou” com os olhos.

Mesmo com dez em campo, ainda sobrou tempo para o Verdão anotar o quarto gol. Aos 43, Marcelinho recebe bola na direita e invade a área até achar Gabriel Silva, que emendou a assistência de primeira e foi para as redes em seu segundo gol no jogo. Minutos depois, o camisa 10 ainda teve a chance de marcar um hat-trick em cobrança de pênalti, mas parou no goleiro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana