conecte-se conosco


POLICIAL

Polícia Civil prende três pessoas envolvidas em tortura em Barra do Bugres

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil de Barra do Bugres identificou e prendeu três pessoas envolvidas em uma ocorrência de tortura praticada contra uma mulher no mês de janeiro.

Após investigações da Delegacia de Barra do Bugres, os policiais civis chegaram à identificação de dois homens e uma mulher que praticaram o crime. Com as informações coletadas, o delegado Rodolpho Bandeira representou à Justiça pela prisão dos envolvidos.

 No dia 16 de janeiro, uma mulher foi torturada depois se obrigada a entrar em um veículo ocupado por quatro pessoas. Ela foi levada a uma região de mata distante da cidade e no local sofreu violentas agressões físicas pelos quatro suspeito que utilizaram pedaços de madeira e facão. Os agressores disseram para a mulher que se tratava de um “salve” a mando de uma facção criminosa.

Após ser espancada pelo grupo, a mulher foi abandonada desacordada e foi encontrada por populares no dia seguinte, com o rosto coberto de sangue, um corte profundo na cabeça e hematomas pelo corpo. A Polícia Militar e encaminhou a mulher para atendimento médico.

A Polícia Civil iniciou as investigações colhendo informações com a vítima. Durante a apuração, os policiais conseguiram identificar três pessoas suspeitas de participar da tortura.

Diante das evidências, o delegado representou pelas prisões, que foi deferida pelo juízo local. O primeiro suspeito teve o mandado de prisão cumprido em 24 de fevereiro. Já a segunda suspeita foi localizada em uma residência, apontada como ponto de venda de drogas, no dia 03 de março.

O terceiro suspeito foi localizado pela equipe de investigadores na tarde de sexta-feira, 23 de abril, enquanto transitava com seu veículo, o mesmo utilizado pelo grupo para cometer o crime.

Leia mais:  Depois de diversas tentativas de se esconder, foragido de MT por homicídio bárbaro é localizado no litoral catarinense

Os três estão detidos em unidades prisionais respectivas. As investigações continuam para identificar demais envolvidos no crime.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Depois de diversas tentativas de se esconder, foragido de MT por homicídio bárbaro é localizado no litoral catarinense

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT 

A trajetória de fugas de um foragido da Justiça, que cometeu um bárbaro homicídio no interior de Mato Grosso, chegou ao fim com a captura do criminoso nesta segunda-feira (10), na cidade de Balneário Camboriú, no litoral catarinense. A prisão ocorreu depois de informações repassadas pela Gerência de Polinter e Capturas de Mato Grosso à Polícia Civil de Santa Catarina, que levaram à prisão do homem de 30 anos. 

A Polinter recebeu no início deste ano uma solicitação de apoio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres para localizar o atual paradeiro do fugitivo, que foi identificado como autor de brutal homicídio ocorrido o em 11 de fevereiro de 2011, que vitimou Benedita de Paula Nunes, de 27 anos. A vítima foi cruelmente espancada e torturada até a morte e encontrada em sua residência totalmente despida e com várias lesões no corpo. O crime chocou moradores da cidade diante da gravidade e da forma cruel como a vítima foi morta.

Com o avanço das investigações realizadas pela DEDM de Cáceres e com a autoria do crime definida, após representação criminal da autoridade policial, o Poder Judiciário decretou em outubro de 2019 a prisão preventiva do investigado. Desde então, o autor do crime passou a ser considerado foragido da justiça.

Por diversas vezes, a Polícia Civil tentou capturá-lo, mas sem sucesso, pois ele se refugiava na Bolívia, de onde  retornou poucas vezes ao Brasil.

Em fevereiro deste ano, a Polinter chegou a enviar uma equipe a Cáceres, mas as buscas pelo foragido não tiveram êxito. Uma última tentativa foi realizada para localizá-lo em Goiânia, contudo, com os dados obtidos no decorrer das investigações, a equipe da Polinter conseguiu apurar o possível paradeiro do foragido, cujas informações levavam à região Sul do Brasil.

Leia mais:  Mulher que traficava drogas na frente dos filhos é presa em flagrante pela Polícia Civil, em Rondonópolis

Em um trabalho em conjunto com a equipe do delegado Vicente Soares, da Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú, os policiais civis do município catarinense checaram prováveis locais onde ele poderia esta e com apoio da Polícia Militar local conseguiram realizar a prisão nesta segunda-feira.

As buscas pelo foragido contaram também com o auxílio da Delegacia Regional de Cáceres.

O mandado de prisão preventiva foi expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres, para onde o foragido deverá ser recambiado.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Fiscalização conjunta combate pesca predatória na Baixada Cuiabana

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Para intensificar a prevenção a ilícitos ambientais, a Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), em conjunto com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), vem realizando várias fiscalizações em diferentes regiões do estado.

Desde a primeira semana de maio, as equipes da Dema e Sema deflagrou as ações de fiscalização na baixada cuiabana, na região de Barão de Melgaço (113 km ao sul da Capital) visando coibir a pesca predatória.

Durante os oito dias de operação foram realizadas abordagens a aproximadamente 100 pessoas. Também foram vistoriadas 12 embarcações e apreendidas três redes de malhas, quatro remos e três canoas de madeiras.

Ao todo, os policiais civis e fiscais confiscaram 48 quilos de pescados irregulares, que depois de periciados, foram doados a instituições filantrópicas por se tratar de produto perecível.

Conforme a delegada titular da Dema, Liliane Murata Costa, os policiais civis continuarão em parceria com outros órgãos, atuando de forma contínua e permanente em defesa da natureza.

“O principal objetivo dessas operações integradas é reprimir as práticas criminosas e condutas que ultrapassam os limites estabelecidos por lei, causando prejuízos e dano ao meio ambiente, que é um bem fundamental à existência humana”, destacou a delegada.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra mulher foragida da Justiça de Rondonópolis
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana