conecte-se conosco


POLICIAL

Polícia Civil ouve familiares de mulher que morreu em Cuiabá após realizar cirurgias estéticas

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A delegada Luciani Barros Pereira de Lima, da 2ª Delegacia de Polícia de Cuiabá, que conduz o inquérito policial para apurar a morte de Ketiane Eliza da Silva, 27 anos, ouvirá nesta quarta-feira (28.04) familiares da a vendedora de veículos. 

Os prontuários médicos de Keitiane requisitados aos dois hospitais, onde a paciente realizou as cirurgias estéticas e também à unidade de saúde para onde ela encaminhada a uma UTI e veio a óbito, já foram entregues à delegada. 

“Estamos encaminhando para análise dos peritos os prontuários médicos do Valore Day e do Santa Rosa e solicitando uma perícia complementar ao laudo de necrópsia confeccionado pela Politec”, explicou a delegada.

A delegada reiterou que a investigação é bastante complexa e várias diligências estão em andamento  para reunir informações que possam levar ao esclarecimento da morte de Keitiane. 

Necropsia 

O laudo de necropsia produzido por peritos do Instituto Médico Legal da Politec concluiu que Keitiane Eliza da Silva não sofreu lesões em órgãos ou vasos sanguíneos, após as cirurgias estéticas que ela realizou em um hospital de Cuiabá. A vendedora morreu em decorrência de um choque hemorrágico na madrugada de 14 de abril, horas depois de passar por quatro cirurgias. 

A perícia levantou a suspeita de ela possa ter sofrido um distúrbio de coagulação sanguínea, uma vez que houve diversos pontos de sangramento por todo o corpo. Essa suspeita será apurada com a análise dos prontuários médicos e exames que foram requisitados ao hospital onde a paciente realizou as cirurgias plásticas.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil apreende armas e munições durante investigação de tentativa de homicídio contra idosa
publicidade

POLICIAL

Polícia Civil prende mais um integrante de grupo que utiliza drones para enviar drogas para dentro de presídios

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Mais um homem suspeito de integrar uma organização criminosa envolvida com o tráfico de drogas e entrega de entorpecentes e objetos ilícitos dentro de presídios foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na quarta-feira (05.05), em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá).

As diligências iniciaram após a equipe da Derf receber informações que durante a madrugada policiais penais apreenderam carregadores de celulares, bateria de drone e outros objetos. O material estava com um grupo criminoso que lançaria os objetos para dentro do presídio, porém um dos suspeitos teria conseguido fugir durante a abordagem policial.

Com informações sobre a possível identidade, os investigadores da Derf realizaram diligências conseguindo localizar o suspeito, que confessou ter participado da ação criminosa. Em buscas na residência, foi apreendida uma porção de maconha que estava enterrada e hélices de drone Phantom 4.

Questionado, ele confessou que guardava as partes de drone a mando da organização criminosa e na noite anterior tinha recebido uma ligação para participar da ação em que os objetos seriam enviados para dentro do presídio.

O suspeito que possui diversas passagens criminais e já era investigado pela equipe da Derf pela atuação com o tráfico de drogas na região do Jardim das Flores foi encaminhado à delegacia, onde após ser interrogado foi autuado em flagrante.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Adolescente é apreendido com 94 pedras de pasta base de cocaína em Rondonópolis
Continue lendo

POLICIAL

Homem que colocou fogo em casa de ex-companheira é preso em São José dos Quatro Marcos

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem que colocou fogo na casa da ex-companheira em São José dos Quatro Marcos (315 km a oeste de Cuiabá) teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, na quarta-feira (05.05). O suspeito de 22 anos tinha passagens anteriores por violência doméstica cometidas contra a ex-companheira de 41 anos quando cometeu o crime.

A prisão preventiva foi decretada pela Justiça após representação da Polícia Civil pelos crimes de ameaça majorada, descumprimento de medida protetiva e incêndio em casa habitada.

O crime ocorreu no dia 20 de setembro de 2020, quando as Forças de Segurança foram acionadas para atender a ocorrência de uma residência no bairro Bandeirantes II que estava pegando fogo. No local, era possível ver as chamas consumindo parte do telhado e do interior da casa.

Segundo as informações, horas antes a Polícia Militar havia sido chamada no local para atender uma ocorrência de descumprimento de medida protetiva, em que o suspeito tinha invadido a residência e ameaçado a vítima de morte.

Cerca de uma hora e meia depois, vizinhos perceberam que a casa da vítima estava pegando fogo e também relataram que ouviram o barulho da motocicleta do suspeito saindo da residência. No momento do incêndio, a vítima estava na casa de uma prima. 

Em análise do local de crime, foi constatado que uma das portas foi arrombada e também encontrado uma faca que não pertencia a moradora. Na ocasião, os policiais realizaram diligências porém o suspeito não foi localizado.

Diante dos fatos, o delegado de São José dos Quatro Marcos, Edison Ricardo Pick, representou pela prisão preventiva do suspeito que foi deferida pela Justiça e cumprida nesta quarta-feira (05), pelas investigadoras da delegacia.

Leia mais:  Cidade da Polícia Civil em Sinop proporciona qualidade na estrutura de trabalho a servidores e atendimento à população

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana