conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Ministro defende Bolsonaro não usar máscara: “cabe quem está perto se cuidar”

Publicado


source
Ministro Anderson Torres ao lado do presidente Jair Bolsonaro
Reprodução: iG Minas Gerais

Ministro Anderson Torres ao lado do presidente Jair Bolsonaro

O novo ministro da Justiça, Anderson Torres , defendeu em entrevista a Veja divulgada nesta sexta-feira (30) as aglomerações promovidas pelo Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a falta do uso de máscaras por ele.

O delegado da Polícia Federal, que tomou posse no Ministério a exato 1 mês, disse ser “um absurdo” Bolsonaro ser chamado de genocida pelo trato a frente a pandemia da Covid-19 :

“Se o presidente sai sem máscara e se expõe, cabe a quem está ali perto dele se cuidar. É um absurdo o chamarem de genocida. É uma covardia, num momento como este, misturar a tragédia com política”.

Na CPI da Covid , instalada no Senado, onde o governo é alvo de investigações sobre suas ações e omissões durante a pandemia, o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) protocolou requerimento para Bolsonaro ser investigado por aglomeração provocada em Brasília.

Em relação ao caso do atentado sofrido pelo chefe do executivo durante período eleitoral em 2018, onde a Polícia Federal já concluiu um inquérito demonstrando que Adélio Bispo teria agido sozinho, Anderson Torres foi sucinto, e afirmou que só irá reabri-lo caso haja fatos novos:

“Toda vítima de uma tentativa de homicídio tem a curiosidade de saber quem cometeu o crime, se foi um maluco, se alguém mandou. É da natureza humana. Nós conversamos sobre isso recentemente. A Polícia Federal fez uma investigação profunda e chegou à conclusão de que o criminoso agiu sozinho. Sem fatos novos não se reabre inquérito”.

Leia mais:  Ninguém foi tão contra a vacina quanto Bolsonaro, diz Renan Calheiros

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

China evita falar em prazos para a entrega de insumos e imunizantes ao Brasil

Publicado


source
Servidor da Fiocruz prepara vacina de Oxford/AstraZeneca
Tomaz Silva/Agência Brasil

Servidor da Fiocruz prepara vacina de Oxford/AstraZeneca

Principal fornecedor mundial do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) para a produção de vacinas contra a Covid-19, a China evita falar em prazos para a entrega de insumos e imunizantes ao Brasil , devido à forte demanda internacional por esses produtos. O país também alega que é preciso dar um ritmo mais rápido à vacinação da população do país asiático.

Essa foi a mensagem que o embaixador chinês em Brasília, Yang Wanming, passou ao governo brasileiro. O embaixador se reuniu com os ministros da Economia ( Paulo Guedes ), das Relações Exteriores ( Carlos França ) e da Saúde ( Marcelo Queiroga ), além de representantes do Butatan e da Fiocruz.

A conversa, virtual , ocorreu nesta sexta-feira, dois dias depois de o presidente Jair Bolsonaro cometer mais uma gafe envolvendo a China. Sem citar o nome do país, Bolsonaro disse que o coronavírus havia sido criado em laboratório , como parte de uma guerra química, irritando Pequim.

Segundo fontes que acompanharam a reunião, Yang Wanming reiterou que Pequim tem o Brasil como destino preferencial e que trabalha para acelerar os envios. Mas evitou falar em prazos. Os ministros agradeceram a ajuda da China no combate à pandemia de Covid-19. O Itamaraty vem tentando, insistentemente, conseguir a liberação das exportações chinesas. O Brasil espera o fornecimento de IFAs para fabricar 60 milhões de doses da vacina Oxford-AstraZeneca , além de outras 30 milhões de doses do imunizante da Sinopharm. A expectativa é que os produtos sejam entregues ainda neste semestre.

Leia mais:  Doria ironiza após ser vacinado contra Covid: "Não virei jacaré"

Você viu?

Perguntado sobre o tema, o secretário-executivo do Ministério da Saúde , Rodrigo Cruz, disse que o governo brasileiro vem conversando com autoridades chinesas para tentar acelerar a entrega dos produtos. Ele não participou da reunião com o embaixador, mas ressaltou que o assunto é tido como prioritário no governo.

— Não tive a oportunidade de participar da reunião, mas é importante mencionar que ela não é uma iniciativa isolada. A gente está sempre conversando, quer seja com a embaixada brasileira em Pequim , quer seja com o embaixador chinês aqui no Brasil, sempre com o objetivo de garantir que esse IFA chegue ao país. Não temos a confirmação ainda dessas doses (do insumo) — afirmou Cruz.

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Rodrigo Maia vai para o PSD de Kassab e Eduardo Paes, diz jornalista

Publicado


source
Deputado Rodrigo Maia
Reprodução

Deputado Rodrigo Maia

deputado federal e ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) teria batido o martelo e selado sua ida para o PSD. As informações são do jornalista Ricardo Noblat.

O negocia sua saída do DEM desde a derrota de seu candidato à presidência da Câmara, Baleia Rossi. Maia acusou o partido de traição devido à quantidade de votos recebidos pelo rival Arthur Lira (PP-AL), que acabou eleito.

Assim, Maia se juntaria à Kassab e Eduardo Paes, que selou sua ida ao partido na quarta-feira. Ainda segundo Noblat, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, pode ser o próximo a abandonar o partido de ACM Neto para desembarcar no PSD. Ele seria o escolhido para disputar a presidência pelo partido, funcionando como uma alternativa a Lula e Bolsonaro.

Comentários Facebook
Leia mais:  Randolfe Rodrigues pede que Pazuello apresente teste à CPI da Covid
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana