conecte-se conosco


MATO GROSSO

Instituição alia esporte e cidadania para ajudar famílias da Cohab Cristo Rei em Várzea Grande

Publicado


Há 10 anos, o Instituto Futsal contra as Drogas alia esporte e cidadania para ajudar na inclusão e na redução de riscos sociais de crianças e jovens, de 05 a 17 anos, da Cohab Cristo Rei, em Várzea Grande. Oferecendo atividades esportivas de futsal, handebol, jiu-jitsu e ballet, o projeto é uma das iniciativas contempladas no edital Pontos de Esporte e Lazer promovido pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

As ações desenvolvidas pelo Instituto incluem ainda reforço escolar, parceria para cursos de aprendizagem e para a obtenção do primeiro emprego. De acordo com o responsável pelo projeto, Wando Benedito, as atividades têm o objetivo de afastar o público atendido do risco do contato com drogas diversas.

“Por meio do esporte, conseguimos propiciar oportunidades de cidadania às famílias, e isso é muito gratificante. A instituição funciona há 10 anos graças aos comerciantes da Cohab Crito Rei e agora, com esse apoio da Secel, conseguimos alavancar ainda mais nossas atividades, com a aquisição de mais materiais esportivos e oferecendo até ballet para meninas de 05 a 12 anos”, destaca Wando.

O dirigente ainda explica que, para participar das oficinas esportivas e educacionais, as crianças e jovens não têm qualquer custo, e que lhe são cobrados somente notas e frequência escolares.

“O Instituto faz um trabalho fantástico há 10 anos. É uma iniciativa que usa a prática esportiva para ajudar na inclusão social e que agora ganhou mais impulso como Ponto de Esporte e Lazer, o que nos dá mais certeza de quanto esse apoio financeiro é importante para o fomento de boas práticas esportivas e sociais”, avalia o secretário adjunto de Esporte e Lazer da Secel, Jefferson Carvalho Neves.

Lançamento das oficinas de ballet com a presença do secretário adjunto da Secel

Leia mais:  Funac doa cestas básicas aos familiares de presos e egressos do Sistema Penitenciário

Ao receber o prêmio do edital no valor de R$ 15 mil no início deste ano, o Instituto conseguiu ampliar sua atuação na comunidade, porém precisou suspender as atividades esportivas devido ao agravamento da pandemia da covid-19. Mas isso não impossibilitou que a instituição seguisse atendendo as famílias do bairro e região, desta vez com distribuição de cestas básicas.

A entrega de mantimentos já beneficiou cerca de duas mil famílias, desde que o Instituto iniciou a campanha de arrecadação de alimentos junto com a Central Única das Favelas (CUFA-MT). Atualmente, o projeto distribui frutas e verduras, sempre às quintas-feiras, com o apoio do Mesa Brasil do Sesc e a Central de Abastecimento (Ceasa-MT).

Serviço

Mais informações sobre o projeto e suas atividades pelo instagram (@futsal_sem_drogas) ou pelo telefone de Wando Benedito (65 99982-3594).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Uma pessoa é presa em flagrante com arma de fogo na Operação Ares, na região de Chapada dos Guimarães

Publicado


A Polícia Civil em Chapada dos Guimarães realizou nesta terça-feira (11.05) mais uma etapa da Operação Ares para cumprimento de mandados de busca e apreensão em investigações que apuram diversos crimes ocorridos na região, entre eles, uma tentativa de homicídio.

Armas foram apreendidas e uma pessoa foi presa em flagrante em Nova Brasilândia por posse irregular de arma de fogo de uso permitido. O cumprimento das ordens judiciais contou com apoio da Gerência de Operações Especiais, da Diretoria de Atividades Especiais da Polícia Civil.

A primeira fase da operação foi realizada no final de abril, quando foram cumpridos mandados de busca em Cuiabá e Chapada dos Guimarães.

De acordo com o delegado de Chapada dos Guimarães, Alexandre Nazareth, a operação buscou a apreensão de armas de fogo relacionadas em diversos crimes investigados pela Delegacia de Chapada dos Guimarães.

Os alvos da fase realizada nesta terça-feira estão relacionados à investigação de uma tentativa de homicídio ocorrida em Nova Brasilândia. A vítima sofreu seis disparos de arma de fogo e está hospitalizada, com os projeteis ainda alojados no corpo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil desarticula organização criminosa que utilizava transportadoras para envio de drogas
Continue lendo

MATO GROSSO

Governo de MT já distribuiu 98,1% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Publicado


O Governo de Mato Grosso recebeu, até esta terça-feira (11.05), 1.033.630 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e já disponibilizou 1.014.604 aos 141 municípios do Estado, ou seja, 98,1% do total recebido.

A disponibilização das doses é resultado da soma da primeira e segunda doses (957.298), acrescida das doses destinadas às populações indígenas aldeadas (54.120) e dos arredondamentos técnicos (3.186) necessários para o ajuste volumétrico dos frascos disponibilizados pelo Ministério da Saúde.

É importante enfatizar que as 17.550 doses de vacina da Pfizer, recebidas nesta madrugada, estão sendo pactuadas pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e serão disponibilizadas assim que definida a destinação dos imunizantes.

Das 957.298 doses disponibilizadas aos municípios, as prefeituras aplicaram 689.559 (71%), sendo 469.471 como primeira dose e 220.088 como segunda dose. O percentual se manteve igual ao da semana passada; já na semana retrasada, a taxa era de 77%.

Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Porto Esperidião (98%), Santa Terezinha (95%), Vila Rica (94%), Santo Afonso (93%), Ribeirãozinho (92%), Nova Monte Verde (89%), Juína (87%), Campo Novo do Parecis (86%), Vale de São Domingos (85%) e Planalto da Serra (84%).

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo n° 429 ou no Painel de Distribuição de Vacinas Covid-19.

Considerando as vacinas destinadas à população indígena, alguns municípios podem contabilizar as doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassar o limite de 100% da aplicação.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Leia mais:  Uma pessoa é presa em flagrante com arma de fogo na Operação Ares, na região de Chapada dos Guimarães

Sobre a distribuição

Na força-tarefa da vacinação, cabe ao Governo do Estado fazer a logística de distribuição, que é definida pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição é feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do Ministério da Defesa. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também disponibiliza sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

É importante ressaltar que o Governo Federal define o total de doses que cada estado recebe. Essa definição ocorre de acordo com a quantidade de pessoas que pertencem aos grupos prioritários e não pela quantidade absoluta da população.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana