conecte-se conosco


MATO GROSSO

Governo de MT compra helicóptero para reforçar combate aos crimes ambientais

Publicado


O governador Mauro Mendes e o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, oficializaram a aquisição de um helicóptero que será usado para reforçar o combate aos crimes ambientais em Mato Grosso.

O contrato para a aquisição da aeronave foi assinado nesta segunda-feira (19.04) com a empresa Helicópteros do Brasil, representada no ato por Flávia de Souza Maia.

O helicóptero possui os instrumentos e acessórios para voo visual e cumpre todos os requisitos da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Foi investido um total de R$ 21,4 milhões na compra, com recursos do Plano de Combate ao Desmatamento Ilegal e Incêndios Florestais de 2021, dentro do programa Mais MT.

“Esse equipamento será um reforço importante para combatermos incêndios florestais e outros crimes ambientais dessa natureza e dar respostas mais rápidas e efetivas a essas demandas. No Pantanal, há regiões de muito difícil acesso, sem estradas, que impõem dificuldades às equipes terrestres, e de transporte aos brigadistas, equipes de apoio, bem como levar a estrutura necessária para combater esses crimes”, afirmou o governador.

A empresa Helicópteros do Brasil – Helibras deve fazer a entrega da aeronave em até 7 meses após a assinatura do contrato.

Para o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, o Governo de Mato Grosso tem dado uma dinâmica diferente ao Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) com investimentos em novas aeronaves mais modernas.

“Nós já trabalhamos com a UTI aérea ajudando no transporte de pessoas enfermas, e também estamos transportando as vacinas da Covid-19. Estamos entrando no período das queimada e essa aeronave vai ajudar no combate aos crimes ambientais. O helicóptero também será usado em situações de salvamento, onde avião não pousa, acidentes em lugares com dificuldade de acesso. O Estado é muito grande e precisamos melhorar os nossos equipamentos, e essa aeronave chega em boa”, destacou o secretário.

Leia mais:  Governo de MT vai enviar projeto de lei para reduzir descontos de aposentados e pensionistas

Com essa aquisição, o Ciopaer passa a ter quatro helicópteros e seis aeronaves, sendo duas UTIs aéreas.

“O Ciopaer está renovando a frota. Estamos finalizando a compra de uma aeronave de asa fixa com recursos de transações penais destinados pelo Poder Judiciário, leiloando aeronaves mais antigas, trocando por outras mais modernas e mais econômicas”, destacou o comandante do Ciopaer, coronel PM, Juliano Chiroli.

O Governo do Estado tem investido no Ciopaer pelo trabalho que representa ao Estado no resgate de vítimas, transporte de vacinas e de paciente, deslocamento da tropa das forças de segurança que atuam em operações especiais e no combate ao crime organizado, além de auxiliar os Poderes Judiciário, Ministério Público e as ações da Casa Militar.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Governo de MT vai enviar projeto de lei para reduzir descontos de aposentados e pensionistas

Publicado


O Governo de Mato Grosso vai enviar projeto de lei que visa reduzir os valores descontados dos servidores aposentados e pensionistas que ganham até R$ 9 mil. A proposta ainda deverá passar pelo Conselho da Previdência antes de ser encaminhada à Casa de Leis.

A definição do projeto foi feita após reunião com a Comissão de Previdência da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (17.05), representada pelos deputados estaduais Eduardo Botelho, Carlos Avalone, Allan Kardec e Wilson Santos. Também participaram os secretários Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda), Elliton Oliveira (MT Prev) e a primeira-dama Virginia Mendes.

“Fechamos um acordo com a Assembleia e vamos acrescentar um rebate de R$ 3,3 mil para quem ganha até R$ 9 mil, a partir da aprovação dessa lei. Existe um trâmite para que isso aconteça, teremos que submeter ao Conselho da Previdência e depois enviar à Assembleia Legislativa para adicionar esse rebate na base de cálculo”, afirmou o governador Mauro Mendes.

De acordo com o governador, se aprovado o projeto, os servidores inativos que ganham até R$ 9 mil não terão mais o desconto de 14% aplicado sobre o valor total do rendimento, mas somente sobre os valores acima de R$ 3,3 mil.

Ou seja, o servidor aposentado ou pensionista que ganha R$ 9 mil, por exemplo, terá os 14% descontados apenas sobre R$ 5,7 mil, recebendo isenção nos R$ 3,3 mil restantes. Os aposentados que ganham abaixo de R$ 3 mil continuam totalmente isentos.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  SES prepara programação virtual para discutir aleitamento materno e substitutos
Continue lendo

MATO GROSSO

Governo de MT vai enviar projeto de lei que vai reduzir descontos de aposentados e pensionistas

Publicado


O Governo de Mato Grosso vai enviar projeto de lei que visa reduzir os valores descontados dos servidores aposentados e pensionistas que ganham até R$ 9 mil. A proposta ainda deverá passar pelo Conselho da Previdência antes de ser encaminhada à Casa de Leis.

A definição do projeto foi feita após reunião com a Comissão de Previdência da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (17.05), representada pelos deputados estaduais Eduardo Botelho, Carlos Avalone, Allan Kardec e Wilson Santos. Também participaram os secretários Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda), Elliton Oliveira (MT Prev) e a primeira-dama Virginia Mendes.

“Fechamos um acordo com a Assembleia e vamos acrescentar um rebate de R$ 3,3 mil para quem ganha até R$ 9 mil, a partir da aprovação dessa lei. Existe um trâmite para que isso aconteça, teremos que submeter ao Conselho da Previdência e depois enviar à Assembleia Legislativa para adicionar esse rebate na base de cálculo”, afirmou o governador Mauro Mendes.

De acordo com o governador, se aprovado o projeto, os servidores inativos que ganham até R$ 9 mil não terão mais o desconto de 14% aplicado sobre o valor total do rendimento, mas somente sobre os valores acima de R$ 3,3 mil.

Ou seja, o servidor aposentado ou pensionista que ganha R$ 9 mil, por exemplo, terá os 14% descontados apenas sobre R$ 5,7 mil, recebendo isenção nos R$ 3,3 mil restantes. Os aposentados que ganham abaixo de R$ 3 mil continuam totalmente isentos.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  SES prepara programação virtual para discutir aleitamento materno e substitutos
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana