conecte-se conosco


POLICIAL

Escrivão descobre amor pela carreira policial em ações operacionais e no trabalho investigativo

Publicado


Camila Molina/Polícia Civil-MT

Um escrivão de polícia com sangue de investigador correndo nas veias. É assim que o policial civil Hélio Aparecido da Silva, escrivão-chefe da Delegacia de São José dos Quatro Marcos encara a rotina de trabalho, atuando com sede pelo esclarecimento de crimes e acreditando nos benefícios da unificação das tarefas de investigador e escrivão para alcançar a excelência nas investigações.  

A garra e vontade de atuar além das suas funções com o fim de prestar um bom serviço policial certamente são heranças da época em que atuou como soldado de Exército Brasileiro, pouco antes de ingressar na Polícia Civil, em março de 2002.

Quando deixou o Exército, Hélio não pensava em ser policial, mas acabou fazendo o concurso para o cargo de escrivão da Polícia Civil de Mato Grosso e hoje se diz apaixonado pela profissão. No entanto, esse sentimento amor pela carreira não foi sempre assim.

Hélio lembra que quando ingressou na Polícia Civil, lotado na Delegacia de Rio Branco, foi que de fato conheceu o que era a atividade policial e teve uma grande decepção. “Eu esperava que encontraria uma polícia mais avançada, mas tive que, inclusive, trabalhar com máquina de datilografia e papel carbono, uma vez que o boletim de ocorrência era registrado em quatro vias. Tínhamos que revezar para usar o único computador disponível na delegacia para os trabalhos serem acelerados”, lembra.

Participação em operações

Foi quando já estava na Delegacia de São José dos Quatro Marcos, que o escrivão teve a oportunidade de explorar o lado mais operacional da profissão, iniciando a história de amor com a carreira policial. Na ocasião, os policiais participavam de uma diligência de tráfico de drogas na região de Porto Esperidião.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre ordens judiciais em investigação contra vereador de Lambari d'Oeste

No dia seguinte, o então delegado da unidade, Walfrido Franklim do Nascimento (atual Diretor de Interior), mobilizou os policiais para relatar se as investigações tinham evoluído e que novas diligências seriam realizadas desta vez para apurar a atuação de pistoleiros na região.

“Foi então que ele olhou para mim e perguntou se eu iria com eles. Pela minha formação anterior de militar, prontamente aceitei. No final, acabamos deflagrando uma operação muito grande, com a desarticulação de uma organização criminosa com integrantes de uma facção do estado de São Paulo. O fato na época teve grande repercussão na sociedade e engrandeceu o nome da Polícia Civil”, conta o escrivão.

A ação mencionada pelo escrivão é a Operação Têmis, deflagrada em novembro de 2008 e que resultou na prisão de 11 pessoas envolvidas em uma série de crimes na região da fronteira, entre eles homicídios, receptação de veículos roubados e furtados e tráfico de drogas.

As investigações iniciaram com a localização de dois corpos em um canavial, na zona rural de Mirassol d’Oeste. As vítimas foram encontradas com sinais de tortura e sem marcas de perfuração. À polícia, uma testemunha revelou que as duas vítimas se conheciam e que teriam sido contratadas para um serviço de cobrança contra um traficante de Mirassol d’Oeste, em conjunto com três pessoas de Cuiabá. Cada pistoleiro receberia U$ 8 mil dólares pela “empreitada”.

 
Material apreendido na Operação Têmis

Outro caso que marcou a carreira do escrivão foi um crime bárbaro de estupro, homicídio e ocultação de cadáver cometido contra uma adolescente de 17 anos em São José dos Quatro Marcos.  A notícia do desaparecimento da jovem foi comunicada na Delegacia no dia 29 setembro, pela família da adolescente, que informou que a garota havia saído na noite anterior para ir a um show sertanejo e não havia voltado para casa. O corpo da adolescente foi encontrado somente no dia 4 de novembro, em estado de  decomposição, numa região de serra, nas proximidades da localidade conhecida por Cacho, entre as cidades de Cáceres e Mirassol D’Oeste.

Leia mais:  Estelionatária que causou prejuízo de R$ 20 mil a vítimas em venda de carro é presa em Cuiabá

Um caminhoneiro de 29 anos, apontado como autor do crime, foi preso dias depois em Goiânia (GO). Enquanto era recambiado para São José dos Quatro Marcos, continuava negando a autoria do crime e só confessou os fatos após tomar conhecimento que a Polícia havia localizado o corpo.

“Foi um caso complicado, em que tivemos que bater muito a cabeça até a elucidação dos fatos, após 45 dias de investigação. As pistas iniciais apontavam para dois suspeitos e foram várias diligências até conseguirmos chegar ao verdadeiro autor. Fizemos um relatório policial minucioso, detalhando cada fato apurado, e mostrando uma investigação diferenciada de crime”, disse o escrivão.

O escrivão que descobriu amor pela profissão policial através do trabalho investigativo revela que diante da falta de efetivo, a atuação unificada das funções de escrivão e investigador traz bons resultados. “Durante os trabalhos, encontramos opiniões diferentes das nossas, mas essa troca de ideias ajuda no desenvolvimento das investigações. Eu acredito na ideia de que alguns escrivães têm esse perfil investigativo aguçado e podem nortear a atuação da Polícia Civil”,  destacou.

 
Turma de escrivães de 2002

Com quase 20 anos de dedicação à Polícia Civil, Hélio diz que o trabalho como policial mudou muito sua vida, em especial o seu posicionamento diante dos problemas. “Eu era muito inibido, mas percebi que precisava me manifestar diante de certas situações, e esse é um posicionamento que passei a ter não só na vida profissional como na pessoal e que me ajuda diariamente no meu cargo que desempenho de chefe dos escrivães”, finalizou.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Depois de diversas tentativas de se esconder, foragido de MT por homicídio bárbaro é localizado no litoral catarinense

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT 

A trajetória de fugas de um foragido da Justiça, que cometeu um bárbaro homicídio no interior de Mato Grosso, chegou ao fim com a captura do criminoso nesta segunda-feira (10), na cidade de Balneário Camboriú, no litoral catarinense. A prisão ocorreu depois de informações repassadas pela Gerência de Polinter e Capturas de Mato Grosso à Polícia Civil de Santa Catarina, que levaram à prisão do homem de 30 anos. 

A Polinter recebeu no início deste ano uma solicitação de apoio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres para localizar o atual paradeiro do fugitivo, que foi identificado como autor de brutal homicídio ocorrido o em 11 de fevereiro de 2011, que vitimou Benedita de Paula Nunes, de 27 anos. A vítima foi cruelmente espancada e torturada até a morte e encontrada em sua residência totalmente despida e com várias lesões no corpo. O crime chocou moradores da cidade diante da gravidade e da forma cruel como a vítima foi morta.

Com o avanço das investigações realizadas pela DEDM de Cáceres e com a autoria do crime definida, após representação criminal da autoridade policial, o Poder Judiciário decretou em outubro de 2019 a prisão preventiva do investigado. Desde então, o autor do crime passou a ser considerado foragido da justiça.

Por diversas vezes, a Polícia Civil tentou capturá-lo, mas sem sucesso, pois ele se refugiava na Bolívia, de onde  retornou poucas vezes ao Brasil.

Em fevereiro deste ano, a Polinter chegou a enviar uma equipe a Cáceres, mas as buscas pelo foragido não tiveram êxito. Uma última tentativa foi realizada para localizá-lo em Goiânia, contudo, com os dados obtidos no decorrer das investigações, a equipe da Polinter conseguiu apurar o possível paradeiro do foragido, cujas informações levavam à região Sul do Brasil.

Leia mais:  Uma pessoa é presa em flagrante com arma de fogo na Operação Ares, na região de Chapada dos Guimarães

Em um trabalho em conjunto com a equipe do delegado Vicente Soares, da Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú, os policiais civis do município catarinense checaram prováveis locais onde ele poderia esta e com apoio da Polícia Militar local conseguiram realizar a prisão nesta segunda-feira.

As buscas pelo foragido contaram também com o auxílio da Delegacia Regional de Cáceres.

O mandado de prisão preventiva foi expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres, para onde o foragido deverá ser recambiado.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Fiscalização conjunta combate pesca predatória na Baixada Cuiabana

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Para intensificar a prevenção a ilícitos ambientais, a Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), em conjunto com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), vem realizando várias fiscalizações em diferentes regiões do estado.

Desde a primeira semana de maio, as equipes da Dema e Sema deflagrou as ações de fiscalização na baixada cuiabana, na região de Barão de Melgaço (113 km ao sul da Capital) visando coibir a pesca predatória.

Durante os oito dias de operação foram realizadas abordagens a aproximadamente 100 pessoas. Também foram vistoriadas 12 embarcações e apreendidas três redes de malhas, quatro remos e três canoas de madeiras.

Ao todo, os policiais civis e fiscais confiscaram 48 quilos de pescados irregulares, que depois de periciados, foram doados a instituições filantrópicas por se tratar de produto perecível.

Conforme a delegada titular da Dema, Liliane Murata Costa, os policiais civis continuarão em parceria com outros órgãos, atuando de forma contínua e permanente em defesa da natureza.

“O principal objetivo dessas operações integradas é reprimir as práticas criminosas e condutas que ultrapassam os limites estabelecidos por lei, causando prejuízos e dano ao meio ambiente, que é um bem fundamental à existência humana”, destacou a delegada.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra mulher foragida da Justiça de Rondonópolis
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana