conecte-se conosco


POLÍTICA MT

Assembleia inaugura ponto de vacinação e vai atender 600 pessoas por dia

Publicado


Deputados e autoridades participara da cerimônia de inauguração

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Espaço tem capacidade para atender 600 pessoas por dia

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) inaugurou na tarde desta sexta-feira (23) o novo posto de vacinação da capital mato-grossense, instalado na sede do parlamento estadual. O ponto fixo vai atender 600 pessoas por dia, de segunda a sábado, das 8h às 17h, e será gerido pela Prefeitura Municipal de Cuiabá. Os cidadãos cadastrados no site da prefeitura serão encaminhados pelo sistema de georreferenciameto para facilitar o acesso ao posto.

Este é o terceiro ponto de vacinação em Mato Grosso viabilizado pela Assembleia Legislativa, outros dois foram instalados em Várzea Grande, que ainda poderá dar suporte no transporte de pessoas em situação de vulnerabilidade social para a imunização. O presidente da Casa, deputado Max Russi (PSB), destacou o empenho de todos os parlamentares para disponibilizar recursos para acelerar o processo de imunização da população, para a concessão de auxílio para mais de 100 mil famílias mato-grossenses e na disponibilização de linhas de crédito para o setor de empreendedores e empresário.

“A Assembleia vem atuando em todas as frente e não tem se furtado de dar sua contribuição no combate à Pandemia. Este posto é mais uma demonstração que além dos trabalhos legislativo, de investigação, fiscalização, o parlamento dá sua contribuição no que hoje é mais urgente, a vacinação. Também colocamos à disposição ônibus para a locomoção de pessoas e atuamos na instalação de dois pontos de vacinação em Várzea Grande”, destacou o presidente da ALMT.

O vice-presidente da Comissão de Saúde e Previdência Social da ALMT, deputado Dr. Gimenez (PV), destacou o papel da instituição na intermediação de ações que busquem ampliar a imunização da população. “A Assembleia busca aproximar os governos estadual e municipal para que haja uma sincronia entre os Poderes e assim um atendimento humanizado e digno aos usuários do sistema de saúde. Hoje a vacinação é a esperança para superar este momento que vivemos”, afirmou Dr. Gimenez.

Leia mais:  Sancionada lei que obriga divulgação de gastos com viagens de agentes públicos

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) agradeceu a contribuição do parlamento estadual neste processo de imunização, o que chamou gesto de sensibilidade e de solidariedade com a população cuiabana. “Hoje damos mais um passo para a celeridade com responsabilidade da vacinação em Cuiabá. Nossa prioridade é vacinar a população, com a chegada de mais doses e com maior frequência, estamos ampliando a rede de atendimento”, afirmou Emanuel Pinheiro.

Funcionamento – O posto de vacinação da ALMT será gerido pela Prefeitura Municipal, responsável pelo cadastramento e agendamento da população vacinada. Os grupos habilitados devem fazer o cadastro no site da prefeitura, que vai destinar a pessoa para o local mais adequado, seja por meio de georreferenciamento ou disponibilidade de vaga.

Na Assembleia, o posto possui um setor de triagem, por onde passam todos os cidadãos. Lá recebem uma senha para atendimento no cadastro local e em seguida é encaminhado à cabine de vacinação. A estrutura tem capacidade para atender até 60 pessoas por hora, sem aglomeração no local.

Grande parte dos servidores são da prefeitura, mas 20 servidores da Assembleia Legislativa também vão atuar no atendimento à população, nos cadastros e três enfermeiros trabalharão na aplicação de vacinas. Todos eles passaram por capacitação.

Além disso, haverá no local dois leitos de estabilização de pacientes ocupados por médicos servidores da ALMT para atender em caso de alguma intercorrência.

A enfermeira Suen Baron destacou que é uma honra poder contribuir neste momento tão importante. “É uma missão que recebemos em poder colaborar com a sociedade”. O presidente da Assembleia, deputado Max Russi, agradeceu o empenho de todos os servidores na concretização deste projeto.

Esperança – A servidora da Segurança Pública, subtenente da Polícia Militar de Mato Grosso (PMMT) Juliana Elizabeth de Moraes, 41, recebeu a primeira dose da vacina na tarde desta sexta-feira (23). “É um alívio receber a vacina, ainda mais eu que já tive a doença. Esta iniciativa de abrir novos espaços vai descentralizar o atendimento e dar mais agilidade. Torcemos pela imunização de toda a população”, explicou Juliana que trabalha no operacional da PM.

Leia mais:  Secretário de Agricultura Familiar participa de reunião na ALMT

O promotor de Justiça Alexandre Guedes, que participou da cerimônia de inauguração, ressaltou que a vacinação é a única forma de tirar o vírus de circulação e que é preciso combater qualquer tipo de desinformação que seja contrária à vacina. “A imunização é uma medida de saúde coletiva e a vacina não pertence a ninguém, ela é do SUS (Sistema Único de Saúde), que é universal e da civilização brasileira”.

Participaram da cerimônia os deputados estaduais Max Russi (PSB), Dr. Gimenez (PV) Wilson Santos (PSDB), Paulo Araújo (PP), o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro, o deputado federal Emanuelzinho (PTB), o vereador de Cuiabá Demilson Nogueira (PP), a desembargadora do Tribunal de Justiça Helena Maria Bezerra, o promotor de Justiça Alexandre Guedes, a secretária municipal de Saúde Ozenira Félix, além de outros secretários de Estado, do município e da Assembleia Legislativa.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA MT

Governador sanciona lei que reconhece atividades escolares como essenciais

Publicado


O deputado Elizeu Nascimento foi o autor do projeto de lei 21/2021.

Foto: Marcos Lopes

O governador Mauro Mendes (DEM) sancionou o projeto de lei 21/2021 que considera a educação como essencial em Mato Grosso, porém vetou um trecho do PL que condiciona o retorno das aulas presenciais à imunização de todos os profissionais das escolas, o que engloba professores e técnicos. A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) aprovou por maioria, em sessões realizadas no dia (14.04), o Projeto de Lei nº 21/2021, do deputado Elizeu Nascimento (PSL), que reconhece as atividades educacionais, escolares e afins como essenciais para o estado de Mato Grosso. 

Pelo projeto aprovado, somente fica autorizado o retorno das aulas presenciais na educação estadual quando comprovada a imunização de todos os profissionais que compõem a rede. A sanção ao projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) que circulou na segunda-feira (10). Com isso, as atividades escolares nas esferas municipais, estaduais e federais, relacionadas à educação básica, educação de jovens e adultos (EJA), ensino técnico e ensino superior passaram a ser reconhecidas como essenciais. Porém, agora começa um novo desafio para os parlamentares: derrubar o veto do trecho do PL que condiciona o retorno das aulas presenciais à imunização de todos os profissionais das escolas, o que engloba professores e técnicos.

Ainda conforme a proposição aprovada, ficam reconhecidas como essenciais as atividades educacionais, nas modalidades presenciais, à distância e híbridas, nas esferas municipais, estaduais e federais, relacionadas à educação básica, educação de jovens e adultos, ensino técnico e ensino superior no período que perdurar a pandemia da Covid-19.

“Não é o momento para apontar responsáveis, mas é necessário que as atenções se voltem para a retomada dos serviços educacionais de forma presencial e segura, claro que respeitando a decisão dos pais que optarem pela modalidade de educação à distância, quando disponível. Com esse sistema híbrido, garantimos a liberdade de cada família e o melhor atendimento dos alunos. Os parlamentares já estão estudando uma derrubada desse veto que é a autorização que a Assembleia Legislativa deu para vacinar por completo os profissionais da educação. Irei trabalhar para colocar em pauta”, disse Elizeu Nascimento.

Leia mais:  Comissão de Segurança da ALMT apresenta moção de aplausos à Polícia Civil do RJ
Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍTICA MT

Sancionada lei que obriga divulgação de gastos com viagens de agentes públicos

Publicado


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O governo do estado de Mato Grosso sancionou o Projeto de Lei 1166/2019 que obriga a divulgação de relatório contendo informações referentes aos gastos com viagens oficiais de autoridades e agentes públicos estaduais no exercício da função. Em vigor desde segunda-feira (10), quando foi publicada no Diário Oficial, a lei ainda aguarda regulamentação do Poder Executivo.

 Autor do projeto de lei, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC) avalia que a inserção das informações em sítio eletrônico da instituição ao qual pertença o servidor é indispensável para facilitar os procedimentos de fiscalização. “Estamos assegurando que toda pessoa interessada tenho acesso a essas informações, analise os custos e qual a finalidade das viagens feitas por autoridades políticas ou agentes públicos”, pontua.

 A nova lei determina que as informações sejam disponibilizadas em até dez dias úteis subsequentes ao término da viagem. No relatório devem constar obrigatoriamente, o nome do agente favorecido, o destino, objetivo e a duração da viagem, bem como o detalhamento das despesas individuais de cada um dos favorecidos.

 “O projeto de lei trata diretamente de três princípios basilares da administração pública, sendo eles a publicidade, a moralidade e a eficiência. É preciso gerir os recursos públicos com mais transparência, além de combater os desperdícios e os privilégios de uma minoria”, assinala Dal Molin.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Leia mais:  Comissão de Defesa do Consumidor recebe secretário-adjunto do Procon-MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana