conecte-se conosco


MATO GROSSO

Advogada é presa pela Polícia Civil por apropriação indébita de valor de ação judicial

Publicado


Ação conjunta das Delegacias de Barra do Bugres e de Confresa resultou na prisão de uma advogada, de 44 anos, suspeita pelo crime de apropriação indébita majorada praticado contra uma cliente.

A Delegacia de Barra do Bugres instaurou um inquérito para apurar a situação de uma vítima que contratou os serviços da advogada para ingressar com uma ação de concessão de benefício assistencial e, após a causa ganha, a profissional se apropriou indevidamente do valor da ação.

Após a investigação, o delegado Rodolpho Bandeira representou pela prisão da advogada, sendo o pedido deferido pela 3ª Vara Criminal da Comarca de Barra do Bugres.

Em março deste ano, a Polícia Civil tomou conhecimento de que a vítima, mãe de uma criança com paralisia cerebral, havia contratado em 2016 os serviços da advogada para mover uma ação requerendo benefício de assistência ao filho, que tem deficiência.

O processo transitou em julgado (quando não cabe mais recurso, com sentença definitiva) no mês de setembro de 2018. Desde então, a mãe da criança vinha tentando obter informações sobre a ação com a advogada, inclusive sobre os valores a serem recebidos, mas a profissional sempre se “esquivava”, a ponto de ignorar as mensagens recebidas e não dava nenhuma satisfação para a cliente.

A mãe da criança então procurou o Fórum de Barra do Bugres e descobriu que a advogada já teria resgatado todo o valor da causa no dia 23/11/2018, ou seja, dois meses depois de ganharem a ação. Inconformada com a falta de ética e profissionalismo da advogada, a mãe da criança procurou a Polícia Civil.

A partir das informações levadas pela cliente, a delegacia passou a investigar o caso e verificou que a advogada já responde a outro inquérito policial utilizando-se do mesmo modus operandi, além de estar vinculada como suspeita em vários boletins de ocorrência.

Leia mais:  Rotam descobre casa usada para falsificar documentos; dois homens são detidos

Depois da representação do delegado pela prisão e deferimento pela Justiça, os investigadores de Barra do Bugres apuraram que advogada teria se mudado da cidade e estava residindo e trabalhando em Confresa, na região do Araguaia, atuando como assessora jurídica em um órgão do município.

A equipe policial entrou em contato com a Delegacia de Confresa, que fez a prisão da profissional na manhã desta quinta-feira e colocando-a à disposição do Poder Judiciário.

No inquérito aberto na Delegacia de Barra do Bugres, a advogada será indiciada pelo crime de apropriação indébita majorada, em razão da profissão.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Casal é pego com R$ 63 mil em dinheiro sem procedência e são conduzido à Delegacia

Publicado


Um homem e uma mulher foram encaminhados à Delegacia nesta quarta-feira (05.06) por ocultação de bens e valores, durante uma abordagem policial.

Os policiais do 5º BPM de Rondonópolis foram informados que um VW Jetta branco estaria circulando na estrada que liga as cidades de Guiratinga e Rondonópolis, com objetivo de abordar caminhoneiros.

Em diligência pelo bairro Liberdade, o carro foi identificado e na ordem de parada, um homem estava na direção e uma mulher de passageiro.

Na ficha do cidadão constaram passagens criminais por roubo e tráfico de droga. No nome da mulher constou um crime por roubo. No assoalho do carro, os policiais encontraram um saco preto com R$ 63 mil em dinheiro e mais R$ 2 mil no bolso do homem.

Questionado, disse que levaria o dinheiro para a casa do seu pai. Durante o procedimento, o seu celular não parava de tocar e o pai também esteve no local da abordagem. Ele disse que o dinheiro seria da venda de um veículo Toyota Corolla e se comprometeu em levar o comprovante da negociação na Delegacia.

Até o fim do registro da ocorrência, no entanto, o homem não se apresentou com o referido documento alegado.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 08000.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Professores de Várzea Grande destacam qualidade do material didático fornecido pelo Governo de MT
Continue lendo

MATO GROSSO

Cartões do Ser Família Emergencial serão entregues nos municípios da Região Oeste a partir desta quinta-feira (06)

Publicado


A partir desta quinta-feira (06.05), famílias de 10 municípios da Região Oeste de Mato Grosso vão receber mais de dois mil cartões de auxílio financeiro do Programa Ser Família Emergencial. A ação segue até sexta-feira (07.05) e será realizada pelo secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Nilton Borgato, que ressalta a importância deste benefício para auxiliar famílias carentes neste momento de pandemia.

“Este programa do Estado vem ao encontro das necessidades de milhares de famílias que realmente precisam de apoio, pois estão em situação de vulnerabilidade por conta da pandemia. Graças a iniciativa da primeira-dama, Virgínia Mendes, juntamente com a equipe da Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Setasc), este auxílio foi viabilizado e conquistado para as famílias, e, com certeza, vai fazer a diferença na vida de todos” reforçou Borgato.

As cidades que serão atendidas são: Araputanga (com a entrega de 709 cartões), Lambari D’Oeste (355) Jauru (155), Figueirópolis D’Oeste (68), Indiavaí (19), Porto Espiridião (181), Curvelândia (226), Rio Branco (221), Salto do Céu (65) e Glória D’Oeste com a entrega de 217 cartões, somando um total de 2.216 cartões entregues para as famílias desta região. 

Em todo o Estado, serão mais de 100 mil famílias atendidas, no qual receberão um valor de R$ 150 por cinco meses, sendo que a primeira parcela será depositada dia 08 de maio. São famílias que ganham até R$ 70 reais per capita, inclusas no Cadastro Único da Assistência Social.

O auxílio financeiro foi implementado após pedido da primeira-dama Virginia Mendes, ao governador Mauro Mendes. Ao todo, serão investidos mais de R$ 75 milhões, que irão ajudar as famílias de Mato Grosso. O Governo contou com o apoio da Assembleia Legislativa e do senador Jayme Campos nesta ação.

Leia mais:  CALM lança documentário e livro de poesia em homenagem à Marília Beatriz

Nesse momento de pandemia, o Governo do Estado também promoveu a entrega de mais de 400 mil cestas básicas para as famílias necessitadas, por meio do projeto Vem ser Mais Solidário, que também é coordenado, de forma voluntária, pela primeira-dama Virgínia Mendes e é uma parceria com associações, entidades, igrejas e prefeituras.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana