conecte-se conosco


POLÍTICA MT

Primeiro secretário da ALMT lamenta morte de Silvio Fávero

Publicado


O deputado Silvio Fávero faleceu neste sábado (13), em Cuiabá, onde estava internado por complicações em decorrência da Covid-19, doença que avança assustadoramente em Mato Grosso em todo Brasil., fazendo milhares de vítimas.

Muito abalado, Botelho lamentou a perda desse grande amigo, que deixa um grande legado para a população de Mato Grosso, pois não mediu esforços para lutar bravamente por melhorias em todos os setores essenciais, assim como fez lutando pela vida.

“Infelizmente pessoal, perdemos nosso grande amigo, artilheiro Silvio Fávero. Um exemplo de homem público, pai, esposo e amigo. Que Deus na sua infinita bondade o receba para o descanso Eterno!, lamentou Botelho.

Consternado, Botelho citou uma passagem da Bíblia Sagrada: Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente (João 11:25-26).

Silvio Antonio Fávero era natural de Umuarama-PR, nasceu em 31 de agosto de 1966. Casado, pai de três filhos, filho do saudoso Seo Sebastião e de Dona Angélica, advogado, empresário, produtor rural, ex-vice-prefeito de Lucas do Rio Verde e, atualmente, estava exercendo o primeiro mandato como deputado estadual.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Leia mais:  Rondonópolis não recebe repasse para Centro de triagem
publicidade

POLÍTICA MT

Russi quer isenção de IPVA para autoescolas e redução de 50% para transporte de cargas

Publicado


Conforme o presidente da Assembleia Legislativa, os profissionais das Autoescolas estão impedidos trabalhar, sem poder ministrar aulas, em virtude das medidas de segurança contra a covid-19

Foto: Marcos Lopes

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Max Russi (PSB), quer que o governo do estado também isente os veículos das autoescolas do Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Ainda na sessão ordinária desta segunda-feira (19), o parlamentar pediu a redução do imposto, em ao menos 50%, aos transportadores de carga do estado.

A primeira proposta feita pelo deputado Max Russi, por meio de uma indicação, veio através da reivindicação do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso – SINDAUTO /MT.

 “Essa crise financeira, causada pela pandemia que estamos vivendo, não foi diferente para as Autoescolas. Os profissionais estão impedidos de trabalhar, sem poder ministrar aulas, em virtude das medidas de segurança contra a covid-19”, justificou.

 Já a outra cobrança, onde o parlamentar pede a redução de menos da metade do valor do IPVA cobrado aos transportadores de carga, foi uma reivindicação dos vereadores Geralmino Alves Neto, Wanderli Vilela dos Santos e Jaime Rodrigues, de Barra do Garças. Conforme uma das justificativas da proposição, no ano passado o desconto foi concedido aos profissionais do transporte de passageiros, como forma de auxílio.

 “Essa também foi uma classe muito afetada pelas medidas preconizadas pelas autoridades de saúde, em virtude dessa pandemia. As demandas das atividades diminuíram drasticamente, além do preço do diesel, que subiu consideravelmente”, explicou.

 Na semana passada, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi, classificou a aprovação do Projeto de Lei nº 226/21, de autoria do Executivo e que isenta diversos setores comerciais do pagamento de Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA) em 2021, como um verdadeiro “alcance social”.

Leia mais:  Ulysses Moraes destina emenda para aquisição de respirador em Paranatinga

 O parlamentar, que tem protagonizado diversas frentes sociais e de desenvolvimento econômico que buscam aliviar os efeitos restritivos da pandemia nos diversos setores e segmentos, atuou nas tratativas para garantir a aprovação do PL no Legislativo. A medida vai beneficiar cerca de 550 mil contribuintes em Mato Grosso.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍTICA MT

Botelho é eleito presidente da Comissão Agropecuária da ALMT

Publicado


Foto: Ronaldo Mazza

Desenvolver o trabalho com foco no Zoneamento Socioeconômico Ecológico – ZSEE/MT; na criação do Estatuto do Pantanal; no fortalecimento da agricultura familiar e regularização fundiária. Essas são algumas das ações que serão acompanhadas e desenvolvidas pela Comissão de Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e Agrário e Regularização Fundiária, que elegeu como presidente o deputado Eduardo Botelho, 1º secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, (DEM), nesta segunda-feira (19).
“Assumi hoje a presidência da comissão da agricultura. Quero trabalhar muito com os deputados que estão nessa comissão. Temos assuntos importantes a serem revistos esse ano. A questão da agricultura familiar, a questão do Pantanal e do Zoneamento Ambiental, além da regularização fundiária. É importante que tenhamos membros da comissão em cada um desses setores para acompanhar de perto as discussões”, disse Botelho.
O parlamentar reforçou a importância de audiências públicas para que os projetos possam avançar. Um deles é a elaboração do Estatuto do Pantanal, ação necessária em que Botelho defende a participação de moradores e produtores da região para que o documento seja elaborado de acordo com a realidade local, viabilizando ações que fomentem e economia sustentável, através de políticas públicas que propiciem a proteção do bioma, fortaleçam o turismo, gerando emprego e renda. No ano passado, Botelho percorreu trechos do Pantanal onde constatou inúmeros focos de queimadas que prejudicaram, significativamente, a fauna e a flora.
Compõem essa comissão: Eduardo Botelho – presidente; Elizeu Nascimento – vice-presidente e membros Nininho, Valdir Barranco e Xuxu Dal Molin. São suplentes: Dr. Gimenez, Dr. Eugênio, Sebastião Rezende, João Batista do Sindspen e Dilmar Dal Bosco. .

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Leia mais:  Claudinei busca viabilizar Casa de Apoio aos pacientes oncológicos da Santa Casa de Rondonópolis
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana