conecte-se conosco


MATO GROSSO

Parceria garante entrega de kits alimentação e apostilas para alunos da zona rural

Publicado


Tanto na sede, como de casa em casa, gestores da Escola Estadual Arnaldo Estevão de Figueiredo, em Tesouro (379 km ao sul da Capital), estão entregando todos os kits de alimentação escolar e também as apostilas. Para chegar até as propriedades rurais, a diretora Rosimeire Ferraz e profissionais da educação contaram com a colaboração do município.

Nessa parceria, o município disponibilizou uma picape para fazer a entrega na casa do estudante. São 180 kits sendo 30 entregues da zona rural junto com as apostilas. O material impresso é para todos os alunos, pois os pais têm preferência pelas apostilas. A maioria não tem celular ou computador.

“Com o carro da prefeitura conseguimos chegar aos sítios, assentamentos e fazendas onde residem os estudantes matriculados na rede estadual. Todos os pais da zona rural que solicitaram os kits, receberam em casa. Graças a essa parceria conseguimos atender a todos que ficaram muito satisfeitos, até porque estamos vivendo esse momento difícil e os produtos alimentícios ajudam muito”, comemora a gestora.

Em dois dias, foi entregue a maior parte dos kits na própria escola, mas como ainda existem pais que confirmaram inicialmente que queriam, a diretora adquiriu mais produtos.

Relação direta

A gestora lembra que a unidade escolar tem um relacionamento direto com pais ou responsáveis e com os alunos por meio de grupos de WhatsApp. Com esse canal de comunicação, todos são informados sobre todo o processo, como roteiro de estudos, entregas de apostilas, kits de alimentação escolar e todos os informes pertinentes à comunidade escolar.

Na entrega das apostilas, pais ou responsáveis são informados sobre a data da devolução do material preenchido pelos alunos. As apostilas são recolhidas e entregues apostilas novas. As preenchidas são corrigidas com comentários dos professores.

Leia mais:  Educação em MT inaugura nova fase do regime de colaboração

As medidas de biossegurança não foram esquecidas pela escola. Desde o início da pandemia, a equipe gestora vem se preparando, adquirindo os materiais e insumos necessários. Quem vai até a escola tem álcool gel à disposição e é orientado a manter o distanciamento social. O uso da máscara de proteção individual é obrigatório.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Educação em MT inaugura nova fase do regime de colaboração

Publicado


A educação é parte essencial na vida de todas as pessoas, sejam crianças, jovens ou adultos. Em Mato Grosso e em qualquer lugar do mundo a educação é um dos principais fatores para a formação de cidadãos conscientes e mobilidade social.

É para amparar e dar todo o suporte técnico e financeiro a este movimento que o governador Mauro Mendes apresentou, o “Programa Educação Já, Mato Grosso”, uma série de ações cujos conceitos centrais são o trabalho em regime de colaboração com prefeitos e secretários municipais para elevar a alfabetização e a aprendizagem de qualidade entre os alunos dos dois primeiros anos iniciais do Ensino Fundamental. 

Vamos trabalhar em regime de colaboração com o Estado, municípios, escola e sociedade organizada pela qualidade no sistema educacional, pelo regime previsto na Constituição Federal (CF) e no Plano Nacional de Educação (PNE). Com boas práticas educacionais, baseadas em evidências de outros estados e do mundo. Juntos, vamos colocar a educação de Mato Grosso em índice alto de qualidade.

A organização do programa requer estabelecer e definir metas, indicadores e governança que serão monitorados permanentemente para que a alfabetização e todo o ciclo inicial da educação da primeira infância tenham resultados satisfatórios de ensino e aprendizagem dos alunos.

Uma das premissas centrais do programa baseia-se no fato de que o aluno é do município, independente da rede. E por isso vamos todos juntos fomentar apoio técnico e financeiro necessários para atingir nossos objetivos. E para isso, o governador Mauro Mendes, no lançamento do programa, já deixou claro que haverá recursos públicos suficientes e bem aplicados para investir e prover de infraestrutura física e tecnológica as unidades escolares, graças ao acúmulo de verba pública obtida pela redução de gastos e equilíbrio fiscal rigoroso implantado pela gestão estadual entre 2019 e 2020.

Leia mais:  Educação em MT inaugura nova fase do regime de colaboração

Essa atitude de gestão responsável em todo o governo e, especificamente na educação, permitiu os investimentos para criar as condições adequadas para a melhoria do ambiente humano e de infraestrutura das escolas estaduais.

Mas, sabemos que o sonho de entender e interpretar o mundo pelo conhecimento permitido pela educação de qualidade requer um esforço coletivo. Com participação de pais, mães e responsáveis pela longa caminhada de pessoas desde a primeira infância até à formação profissional adulta.

Por isso, vamos perseguir nossas convicções, fundamentos, práticas educacionais e planos traçados para melhorar a educação com foco na alfabetização no primeiro e segundo anos do Ensino Fundamental, amparados em um trabalho diário da Seduc e dos municípios.

Queremos colocar a educação de Mato Grosso entre as 5 melhores do Brasil. Para atingir a meta, sabemos claramente que 70% do sucesso da educação é gente. E, paralelo ao programa de alfabetização colaborativa, já temos planos de valorização profissional, formação continuada dos professores e técnicos e a avaliação periódica da qualidade do ensino ofertado aos nossos estudantes de Mato Grosso.
 
Sabemos dos obstáculos e barreiras, mas, vamos implementar o regime de colaboração entre o Estado e os municípios na alfabetização para alcançar os sonhos do conhecimento advindo com a educação. E permitir no médio e longo prazo os primeiros degraus da escada para a mobilidade social de que muita gente depende em Mato Grosso e no Brasil para a sobrevivência e a felicidade efetiva.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Batalhão Ambiental auxilia em coleta no Rio Cuiabá para estudos de impactos das queimadas

Publicado


Denominada de Operação Fauna, durante dois dias, na quinta e sexta-feira (15 e 16.04),  uma equipe da 1ª Companhia do Batalhão Ambiental junto com pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), realizaram coleta do Rio Cuiabá para pesquisa dos danos causados pelas queimadas.

As coletas de material hídrico foram realizadas por dois pesquisadores da UFMT em Santo Antônio do Leverger, Barão de Melgaço, Porto Cercado e Poconé. Os trabalhos transcorreram sem alteração.  

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Secretaria de Saúde lamenta falecimento de ex-secretário
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana