conecte-se conosco


ESPORTES

Mingotti do Athletico PR conta as dificuldades antes da carreira

Publicado


De Norte a Sul do país, o sonho de se tornar um jogador de futebol está nas casas, nas ruas, nas escolas. Onde quer que seja, sempre há um grupo de crianças correndo atrás de uma bola, inspirados por seus maiores ídolos.

E em São Carlos, no Interior de São Paulo, em meados de 2008, era Ronaldo Fenômeno quem inspirava o garoto Vinicius Alessandro Mingotti pelas ruas de São Rafael, bairro onde cresceu.

Entre jornadas de estudo e outras tantas brincadeiras nas ruas, o futebol foi aparecendo e ganhando cada vez mais evidência na vida de Vinicius.

“Minha infância foi divertida, aproveitei bastante. A vida no Interior possibilita bastante coisa, como soltar pipa na rua, por exemplo”, explicou. “Comecei a jogar futebol com oito anos. Lembro que jogava em uma escolinha chamada Salesianos, com o professor Lincoln, que sempre me deu muito suporte”, acrescentou.

Vinicius Mingotti foi crescendo, o que acarretou em mudanças na sua vida dentro e fora dos gramados. Com a bola no pé, o então meio-campista virou atacante. “Por conta da minha altura e força, fui jogar como centroavante e foi assim que me destaquei”, relembra.

Já fora de campo, as coisas começaram a mudar de fato quando ele precisou sair de casa e mudar para outra cidade atrás do sonho. Foi aos 16 anos.

“Meu pai sempre me apoiou muito. Já minha mãe tinha um pouco de medo, mas foi se acostumando”, afirmou. “Lembro que meu pai me contava que minha mãe chorava por não saber do meu dia a dia, por eu ter saído tão cedo de casa para ganhar, na época, 100 reais por mês”, disse.

Leia mais:  Botafogo SP perde do Mirassol pelo Campeonato Paulista

“Essa foi a maior dificuldade, ter saído de casa muito cedo para apostar numa carreira difícil. Eu não tinha garantia nenhuma de que realmente me tornaria um jogador profissional”, revelou Mingotti.

Ele saiu de São Carlos rumo a Novo Horizonte, município distante 170km de sua cidade natal. Com a camisa do Novorizontino e 18 anos de idade, seu futebol apareceu para o Brasil. Na Copa São Paulo de 2018, ele marcou dois gols em quatro jogos e recebeu novas oportunidades na carreira.

“Quando joguei a Copa São Paulo pelo Novorizontino, eu realmente percebi que poderia me tornar profissional, pois alguns clubes demonstraram interesse em mim”, falou.

O primeiro clube foi o São Paulo, o que fez o garoto trocar Novo Horizonte pela capital de seu Estado. Foi contratado em um empréstimo de cinco meses, mas acabou mesmo vindo parar no Furacão.

“As coisas não deram certo no São Paulo por conta da adaptação. Foi um período difícil e não consegui render o que poderia”, contou. “Quando surgiu o interesse do Athletico, eu não pensei duas vezes antes de vir para cá. Fiquei muito feliz e também ansioso para as coisas darem certo”, acrescentou.

Desde então, Vinicius Mingotti tem ganhado minutos em campo. O jovem de 21 anos tem contrato com o Furacão até 2025 e já acumula 11 jogos e um gol marcado pelos profissionais.

Comentários Facebook
publicidade

ESPORTES

Goleada | Chape encerra fase classificatória com goleada sobre o Metropolitano

Publicado


Com a classificação garantida de forma antecipada e a liderança da primeira fase do Campeonato Catarinense assegurada ainda na décima rodada da competição, o Verdão chegou à última partida da fase classificatória do estadual, teoricamente, sem grandes pretensões. Enganaram-se, no entanto, as pessoas que pensaram que as circunstâncias tranquilas diminuiriam o ímpeto do Verdão do Oeste diante do Metropolitano.

Na noite de quarta-feira (21), na Arena Condá, a equipe sofreu uma pressão inicial, mas logo em seguida assumiu as ações do embate e aplicou uma sonora goleada de 5 a 0 sobre o adversário. Com a expressiva vitória, a Chape encerrou a primeira fase do estadual com 78.8% de aproveitamento e, agora, enfrentará o Hercílio Luz nas quartas de final.

A partida:
Foto: Márcio Cunha/ACF
Foto: Márcio Cunha/ACF

Os primeiros dez minutos de partida foram de pressão total do Metropolitano, que conseguiu uma sequência de escanteios, mas não teve efetividade para abrir o placar. Depois disso, a Chape assumiu protagonismo nas ações da partida e, aos 30, inaugurou o marcador: Após bela jogada pela esquerda de ataque, Busanello cruzou rasteiro e o zagueiro Brendo acabou mandando contra a própria meta, balançando as redes.

Na etapa complementar, em menos de um minuto o Verdão ampliou a vantagem com Geuvânio. O camisa 50 recebeu de Lima, na esquerda, e mandou direto pro gol, surpreendendo o goleiro e confirmando o segundo. O terceiro da Chape saiu aos 21, com Laércio aproveitando cruzamento de Ezequiel e desviando de cabeça para o fundo das redes. Com a vitória, praticamente, garantida, Fabinho marcou o quarto após passe na medida de Geuvânio, reafirmando a goleada, e Fernandinho, aos 38, fez o quinto, acertando um golaço e decretando em 5 a 0 o placar final. Tanto Geuvânio, quanto Laércio e Fernandinho marcaram, pela primeira vez, com a camisa da Chape.

Leia mais:  Santos perde para o Barcelona pela Conmebol Libertadores
Foto: Márcio Cunha/ACF
Foto: Márcio Cunha/ACF

Comentários Facebook
Continue lendo

ESPORTES

Figueirense empata com o Marcílio Dias e se despede do Campeonato Catarinense

Publicado


Figueirense e Marcílio Dias empataram por 0x0 na noite desta quarta-feira (21), no Estádio Orlando Scarpelli, em duelo válido pela 11ª rodada do Campeonato Catarinense.

Com o resultado, o alvinegro se despediu do campeonato estadual, ocupando a 9ª posição na classificação final da 1ª fase da competição, com 11 pontos conquistados.

Figueirense e Marcílio Dias fizeram uma partida equilibrada no Scarpelli. As melhores chances do alvinegro no primeiro tempo foram com Marllon, que chutou com perigo, e com Everton Santos, que tentou um cruzamento pela direita e a bola tocou no travessão. Pelo lado adversário, Nathan Ferreira e Nathan Cachorrão criaram boas oportunidades, mas pararam em defesas do goleiro Emerson Júnior.

O segundo tempo seguiu com chances para os dois lados, mas as melhores oportunidades aconteceram nos últimos minutos. Aos 42’, Marllon cobrou escanteio e a bola tinha o endereço, mas o goleiro Victor Golas espalmou para escanteio, evitando um gol olímpico. No minuto seguinte, aos 43’, Xavier recebeu na entrada da área e soltou a bomba, obrigando o goleiro Emerson Júnior a fazer uma linda defesa.

A partida terminou empatada por 0x0 e até o momento do apito final o Figueirense estava conquistando a classificação, mas o alvinegro acabou sendo superado pelo Hercílio Luz, que marcou um gol no final da sua partida, vencendo o Joinville e conquistando a classificação.

Após encerrar a sua participação no Campeonato Catarinense, o Figueirense iniciará a sua preparação para a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro.

A estreia do alvinegro na competição nacional será no dia 29 de maio, fora de casa, diante do Grêmio Novorizontino.

Leia mais:  Santos perde para o Barcelona pela Conmebol Libertadores

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana