conecte-se conosco


ESPORTES

Há 14 anos, Alex Mineiro comandou uma das maiores goleadas da Arena

Publicado


Uma das maiores goleadas da história do novo Estádio Joaquim Américo, desde 1999, completa 14 anos nesta quinta-feira (11). No dia 11 de março de 2007, Alex Mineiro comandou o ataque do Furacão na goleada de 8 a 0 sobre o Iguaçu.

Pelo Campeonato Paranaense, o Rubro-Negro enfrentou o time de União da Vitória na última rodada da primeira fase. E pouco mais de 3 mil pessoas assistiram a uma atuação avassaladora do time comandado pelo técnico Vadão.

O jogo começou com Evandro chutando uma bola na trave, logo aos 4′. Mas o primeiro gol só sairia aos 38′. Em alta velocidade, Denis Marques tabelou com Evandro, passou por dois adversários dentro da área e mandou para as redes!

Foi o começo do massacre. Ainda no primeiro tempo, Alex Mineiro marcou mais dois. Primeiro de cabeça, em cruzamento de Jancarlos. E depois recebeu passe de Alan Bahia na cara gol e só teve o trabalho de tocar para as redes.

O ritmo não diminuiu na segunda etapa. O Iguaçu se abriu e o Rubro-Negro fez a festa nos contra-ataques. Aos 12′, Ferreira marcou 4 a 0 para o Furacão. O zagueiro Alex Fraga ampliou aos 24′. E Alex Mineiro, aos 29′, sofreu pênalti que ele mesmo bateu: 6 a 0.

E ainda teve tempo para mais. Aos 36′, Pedro Oldoni aproveitou rebote do goleiro, após chute de Ferreira. E aos 43′, a bola sobrou para o artilheiro dentro da pequena área. Alex Mineiro marcou o quarto dele e o oitavo do Athletico!

Até hoje, o placar de 8 a 0 só se repetiu uma vez na Arena. No dia 23 de janeiro de 2010, a vítima foi o Serrano, também pelo Campeonato Estadual.

Leia mais:  Atlético MG vence e garante 1º lugar

Na história: Athletico Paranaense 8×0 Iguaçu
Campeonato Paranaense 2007: Primeira fase – 15.ª rodada
Data: 11/03/2007
Local: Estádio Joaquim Américo

Público pagante: 2.952
Público total: 3.712
Renda: R$ 33.635,00

Árbitro: Paulo do Amaral
Assistentes: Helanderson Alves de Lima e Silmar Maia Apetz

Athletico Paranaense: Cléber; Jancarlos, Danilo, Marcão (Alex Fraga, aos 21′ do 2.º tempo) e Michel; Erandir, Alan Bahia, Evandro (Válber, aos 29′ do 2.º tempo) e Ferreira; Alex Mineiro e Denis Marques (Pedro Oldoni, aos 24′ do 2.º tempo)
Técnico: Oswaldo Alvarez
Gols: Denis Marques, aos 38′, Alex Mineiro, aos 41′ e aos 43′ do primeiro tempo; Ferreira, aos 12′, Alex Fraga, aos 24′, Alex Mineiro, aos 29′, Pedro Oldoni, aos 36′, e Alex Mineiro, aos 43′ do segundo tempo
Cartões amarelos: Marcão, Cléber e Denis Marques

Iguaçu: Colombo; Erivelton, Willian, Ciro e Givanildo (Jonir, aos 15′ do 2.º tempo); Alex Lopes (Edno, 32′ do 2.º tempo), Cidão, Abimael e Igor (Neto, 24′ do 2.º tempo); Tom e Jacozinho
Técnico: Orlando Bianchini
Cartões amarelos: Igor, Alex Lopes e Colombo

Comentários Facebook
publicidade

ESPORTES

Atlético MG vence e garante 1º lugar

Publicado


O Atlético garantiu, antecipadamente, o primeiro lugar na fase classificatória do Campeonato Mineiro.

Neste domingo, no Mineirão, o Galo venceu o Boa Esporte por 2 a 1, chegou a 24 pontos e não pode mais ser alcançado por nenhuma equipe.

Tiago Silva abriu o placar para o time de Varginha aos 20 minutos do primeiro tempo. Ainda na etapa inicial, aos 29, Vargas empatou a partida.

No segundo tempo, o Galo pressionou bastante, criou várias oportunidades e marcou o gol da vitória aos 44 minutos, quando Arana converteu o pênalti sofrido por Nacho Fernández.

Libertadores – Agora, o foco é total na estreia na Copa Libertadores da América, quarta-feira (21), contra o Deportivo La Guaira, na Venezuela. O jogo será realizado às 19h (Hora de Brasília), no Estádio Olímpico da Universidade Central da Venezuela (UCV).

Atlético x Boa Esporte - Campeonato Mineiro 2021 - 18/4/2021
Fotos: Pedro Souza / Agência Galo / Clube Atlético Mineiro

O Galo foi ao ataque pela primeira vez no passe de Nacho para Vargas, mas a defesa adversária conseguiu cortar.

Keno tentou passe pelo alto para Dylan, na grande área, mas o goleiro Carlos Miguel saiu do gol e fez a defesa.

Aos seis minutos, Nacho cruzou pela esquerda, Alonso escorou a bola de cabeça o a zaga do Boa afastou o perigo.

A equipe visitante abriu o placar aos 20 minutos, com Tiago. Quatro minutos depois, Nacho cobrou falta e o goleiro fez boa defesa.

Vargas teve um gol anulado, aos 25 minutos. No lance, a arbitragem marcou posição irregular do atacante chileno.

O Galo aumentou a pressão e, aos 27, após cruzamento de Arana pela esquerda, Réver cabeceou por cima do gol.

O empate aconteceu aos 29 minutos, quando Arana cruzou pela esquerda, Alonso escorou de cabeça e Vargas mandou a bola para a rede: 1 x 1.

Leia mais:  Com um a menos, Santos vence a Inter de Limeira pelo Campeonato Paulista

Embalado pelo gol, o Atlético levou perigo na finalização de Nacho, desviada pelo zagueiro. Em seguida, Keno cruzou pela esquerda e a bola atravessou a grande área.

Aos 46, o goleiro Carlos Miguel fez grande defesa no arremate de Vargas.

2º TEMPO

O Galo voltou do intervalo com duas mudanças e criou ainda mais oportunidades na etapa final. Guga e Alonso foram substituídos por Mariano e Sávio, respectivamente.

Aos três minutos, Allan levantou a bola da intermediária e Dylan, na segunda trave, finalizou para fora.

Em boa oportunidade, no minuto seguinte, Arana cruzou pela esquerda e Sávio cabeceou para fora.

Aos 14 minutos, Arana arriscou de fora da área e a bola saiu rente ao travessão. Logo depois, Vargas recebeu ótimo passe de Sávio e finalizou para a grande intervenção de Carlos Miguel.

Na chance mais clara da etapa final, aos 16, Dylan cruzou rasteiro pela direita e Vargas concluiu para fora.

Aos 24, Sasha entrou no lugar de Vargas e Marrony no lugar de Dylan.  Em mais uma boa chance atleticana, aos 31, Arana cruzou fechado pela esquerda e a bola atravessou a pequena área.

Aos 33, Keno deixou o campo para a entrada de Nathan. Dois minutos mais tarde, Everson fez boa defesa em finalização de Igor.

Após cruzamento de Mariano pela direita, Réver cabeceou e exigiu grande defesa de Calos Miguel.

Nacho Fernández sofreu pênalti, aos 43 minutos, e Arana cobrou no alto para fazer o gol da virada: Galo 2 x 1.

Comentários Facebook
Continue lendo

ESPORTES

Com um a menos, Santos vence a Inter de Limeira pelo Campeonato Paulista

Publicado


Mesmo jogando com um jogador a menos, praticamente a segunda etapa inteira, o Santos FC venceu a Internacional de Limeira por 2 a 1 na noite deste domingo (18), pelo Campeonato Paulista na Vila Belmiro. Deivid (contra) e Bruno Marques foram os autores dos tentos do Alvinegro.

Com o triunfo, o time santista assumiu a ponta do Grupo D, com 9 pontos conquistados em 7 partidas disputadas.

A próxima partida do Peixe é a estreia na fase de grupos da Conmebol Libertadores, na próxima terça-feira (20), diante do Barcelona de Guayaquil, na Vila Belmiro, ás 19h15.

O jogo

O Santos teve sua primeira chance em balançar a rede adversária aos 6 minutos. Lucas Lourenço cobra escanteio fechado, e Robson Reis desvia de cabeça, e a bola sai pelo lado esquerdo da defesa da Inter.

Kaio Jorge recebe de Ângelo na entrada da área, limpa a marcação e sofre falta, aos 14 minutos. Ele mesmo vai pra a cobrança, e a bola explode na barreira. Na sobra, Guilherme Nunes aproveita e bate para gol, e o goleiro joga a bola para escanteio.

O Santos seguiu no ataque, e Lucas Lourenço cobra escanteio fechado, e após confusão dentro da área, a bola desvia no volante Deivid, e acaba indo para o fundo do gol, colocando o time santista na frente do placar, aos 16 minutos de jogo. Foi o primeiro gol contra a favor do Peixe no ano de 2021.

Aos 28 minutos, a Internacional de Limeira chega ao empate com Lucas Batatinha.

A chuva apertou na Vila Belmiro, e as duas equipes seguraram a bola um pouco mais na intermediária.

Já no fim da primeira etapa, Lucas Lourenço recebe falta na entrada da área, e o próprio camisa 37 se apresentou para a batida. A bola bate na barreira e sobra para Ângelo, que chuta firme para a defesa do arqueiro.

Leia mais:  Sport vence Sete de Setembro em Caruaru pelo Campeonato Pernambucano

Para o segundo técnico, o técnico Ariel Holan voltou com duas modificações do intervalo. Wellington Tim entrou na vaga de Jhonnathan e Sandro no lugar de Lucas Barbosa, e o Peixe mudou sua forma de atuar.

Aos 14 minutos, em uma dividida com Cordoba, o volante Guilherme Nunes foi expulso da partida.

Após a expulsão, o Santos não recuou, e continuou mantendo jogando da mesma forma, e o treinador santista promoveu as entradas de Soteldo, Marinho e Bruno Marques, para tentar o triunfo.

Aos 34 minutos, Marinho avança para o ataque e é parado com falta. O camisa 11 foi para a batida, e soltou uma bomba, e o goleiro espalmou para escanteio.

Em nova bola parada, aos 41 minutos, o Peixe alcançou o gol da vitória. Soteldo colocou na área, o goleiro não segurou, e a bola sobrou nos pés de Bruno Marques. O centroavante não titubeou, e se jogou para colocar a bola no fundo do gol. Quarto gol de Bruno pelo Alvinegro, o primeiro nesse Campeonato Paulista.

Bruno Marques se esticou para dar a vitória ao Santos FC (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana