conecte-se conosco


MATO GROSSO

Estudo realiza diagnóstico econômico da região de Cáceres

Publicado


A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) entregou para a Fundação de Amparo à Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat) os resultados da pesquisa realizada “Diretrizes Estratégicas para o Desenvolvimento da Micro Região de Cáceres – MT: Diante das Potencialidades e Deficiências de Segmentos Econômicos–chaves”, ou simplesmente: “Diagnóstico Econômico da Região de Cáceres-MT”.

A pesquisa foi realizada por meio de uma articulação da Unemat com o Governo de Mato Grosso e foi desenvolvida durante o ano de 2020 por pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento da Universidade. O coordenador científico do projeto, professor doutor em Economia, Ademir Machado de Oliveira, explica que a pesquisa foi encomendada pelo Governo do Estado, e financiada pela Fapemat a fim de levantar as potencialidades e deficiências regionais a fim de contribuir para ações e planejamento estratégico que contribuam com o desenvolvimento de Cáceres, que é o foco do estudo, e de outros cinco municípios da região Oeste (Curvelândia, Glória D´Oeste, Lambari D´Oeste, Mirassol D´Oeste e Porto Esperidião) que também tem partes de suas economias analisadas.

“A ideia é que a partir desse estudo, os gestores públicos possam ter mais informações que possibilitem ampliar a qualidade de vida da população por meio de ações que promovam a geração de emprego e renda a partir das potencialidades existentes que podem ser melhor exploradas, levando em conta suas vocações produtivas e o padrão competitivo dos municípios, além das condições de infraestrutura disponíveis”, explica o pesquisador.

O relatório geral, que contém cerca de 700 páginas, resulta de diversos relatórios individuais, em que se identificam os pontos fortes e fracos de diferentes cadeias produtivas e segmentos econômicos, como: agropecuária, logística, turismo, comércio exterior, regimes aduaneiros especiais (ZPE, Free Shop, entre outros). A partir dos apontamentos dos pesquisadores em cada segmento/cadeia é que os gestores, tanto estadual como municipal, podem adotar ações que visem promover esse desenvolvimento socioeconômico.

Leia mais:  Em três semanas, Gefron recupera 34 veículos na fronteira

Resultados:

Entre os pontos apontados no relatório pode-se citar a necessidade de execução de um plano turístico regional que tenha como principal produto turístico o ecossistema do Pantanal e os Free Shops integrados aos produtos turísticos, além da obtenção de alguma indicação geográfica de produtos e elementos regionais sendo contemplada.

A pesquisa apontou também a necessidade de um “Plano de atração de investimento para a ZPE/Cáceres, de forma a prospectar empresas chinesas que processem insumos mato-grossenses e bolivianos e que poderiam ser exportados para a China e Bolívia de forma a também viabilizar o corredor logístico de Cáceres a Costa do Pacífico.

O estudo destaca a importância de se adotar um “Plano de Mobilidade Urbana de Cargas e Veículos”, para Cáceres, em que os fluxos logísticos do entorno do Porto e da ZPE ocorram integrados e sem interferência aos fluxos de outros veículos, com adequações na infraestrutura urbana (estacionamento de veículos pesados, etc.).

Outro apontamento para o desenvolvimento regional é a execução de um “Plano de Agroindustrialização da Região de Cáceres”, inicialmente a partir do que já é produzido nas agroindústrias familiares, micro e pequenas e aos poucos essa industrialização vai se ampliando incorporando novos produtos agropecuários ao processamento industrial.

Em relação a instalação de lojas francas (free shops) em Cáceres, os pesquisadores sugerem se defina um “Modelo de exploração de Loja Franca”, considerando como viáveis formatos já adotados na Argentina e Uruguai, de Galerias de Lojas e Shoppings Centers, como sendo os mais atrativos, os quais devem se integrar às outras atividades comerciais e ao turismo, pois o modelo de pequenas lojas free shops não se mostraram dinamizadoras das economias onde se instalaram no Sul do Brasil.

O coordenador do projeto lembra que além desses exemplos, o relatório apresenta ainda outras medidas mais pontuais que são sugeridas em diversas áreas do estudo.

Leia mais:  The Chanel’s lança videoclipe "Transmutáveis"

Metodologia

Além de sugestões de ações que podem ser desenvolvidas em nove áreas específicas, o relatório entregue a Agência Financiadora, também traz exemplos de um plano de ações articulado estabelecendo ação/atividade, com prazos estabelecidos, responsabilidades, equipamentos/recursos necessários, locais de execução e financiamento quando for o caso. 

“Como sequência de trabalhos, e melhor aproveitamento do que foi feito até então no estudo, indicamos que se deve definir melhor e aperfeiçoar cada uma das diretrizes (orientações e sugestões de ações) listadas em cada área. Para isso, sugerimos que sejam realizadas reuniões específicas, no formato de workshop, em que seja possível expor as diretrizes e após discussões validar esses pontos. Nesses workshops devem participar gestores do governo estadual, municipal e agentes privados atuantes em cada área. O produto deste trabalho deve ser um Plano de Ações Articuladas (PAR) entre os agentes para cada diretriz”, afirma Ademir.

Produtos Gerados:

Além do relatório geral e do relatório executivo que é uma síntese dos relatório geral, foram produzidos nove relatórios individuais, e entregue a Fapemat, os pesquisadores da Universidade do Estado de Mato Grosso, também elaboraram plataformas digitais para socializar esses materiais, como por exemplo a http://derc.faepenmt.com.br e ainda no Facebook: www.facebook.com/pesquisadesenvolvimentocaceres.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Governador pede prioridade para gestantes na vacinação contra a covid-19 em MT

Publicado


O governador Mauro Mendes pediu que seja dada prioridade às gestantes na vacinação contra a covid-19 em Mato Grosso.

A solicitação foi encaminhada nesta quinta-feira (22.04) à Comissão de Gestores Bipartite (CIB-MT), que é responsável por definir a distribuição dos imunizantes.

 A CIB-MT é composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

“Sabemos que as gestantes estão entre os grupos mais vulneráveis a ter complicações e possuem risco elevado quando contraem a covid-19, o que coloca em risco a vida delas e de seus bebês. Por isso é importante que sejam vacinadas o quanto antes”, afirmou o governador.

De acordo com estudos da Universidade de Birmingham, no Reino Unido, gestantes infectadas pelo coronavírus tem risco 62% maior de internação em UTI e 88% mais chances de precisar de ventilação mecânica invasiva.

A conclusão foi corroborada por outro estudo feito pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.

Conforme os cientistas, o risco ocorre porque durante a gestação há uma diminuição da capacidade respiratória por conta do crescimento do útero, que restringe o abdômen e o tórax.

O Governo de Mato Grosso já conseguiu autorização para inserir os profissionais de Segurança como prioridades que já estão em fase final de vacinação. Além disso, já pediu para que os trabalhadores da Educação também sejam colocados no grupo prioritário.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Em três semanas, Gefron recupera 34 veículos na fronteira
Continue lendo

MATO GROSSO

Auditores buscam aumentar a produtividade no home office

Publicado


Antes da pandemia da Covid-19, a modalidade de teletrabalho era vista com desconfiança devido às preocupações em relação à produtividade, entre outros fatores. Com o tempo, estudos comprovaram que é possível o crescimento da produtividade de forma criativa e eficiente. Nesse cenário, a questão é: como transpor desafios importantes que devemos superar para continuarmos produtivos? Pensando nisso, auditores da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) participaram da webinar “Aumentando a Produtividade no Home Office”, com o consultor Marcelo Masini.

O objetivo da webconferência foi apresentar aos participantes um processo que eleve a habilidade de alcançar grandes prioridades em meio a uma avalanche de distrações. Na webconferência, Marcelo Masini apresentou metodologia que se baseia em fazer as cinco escolhas para atingir uma produtividade extraordinária.

Pautadas em planejamento e gestão de tempo, as escolhas são: separar as atividades vitalmente importantes e prioritárias das distrações; redefinir seus papeis em termos de resultados extraordinários para alcançar metas de alta prioridade; aplicar uma cadência de planejamento e execução que produz resultados para retomar o controle de sua vida profissional e pessoal; usar a tecnologia a seu favor e se livrar de distrações configurando plataformas para aumentar sua produtividade; e aplicar as últimas descobertas da neurociência para renovar continuamente sua energia mental e física.

É importante ressaltar que, após um ano de pandemia, para muitos profissionais trabalhar remotamente, apesar de ser um sonho para a maioria, também trouxe para muitos trabalhadores dificuldades, dispersões e abstrações. Isso exige, conforme o palestrante, que a equipe se aprimore para gerenciar melhor as decisões, a atenção, a energia e a fazer escolhas que trarão o máximo retorno para o tempo investido.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Em três semanas, Gefron recupera 34 veículos na fronteira
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana