conecte-se conosco


ENTRETENIMENTO

Dayane Mello, do “Big Brother Itália”, analisa volta ao Brasil

Publicado


source
Dayane Mello
Reprodução Instagram

Dayane Mello

Quarta colocada no “Grande Fratello Vip”, versão italiana do “Big Brother”, a  brasileira Dayane Mello está sendo procurando por marcas brasileiras que não veem a hora dela voltar ao país. 

Juliano Mello, irmão e assessor no Brasil de Dayane Mello , tem analisado as propostas, mas espera o fim das obrigações contratuais da modelo com o “Grande Fratello” para decidirem os novos rumos da carreira.

“Ela tem que cumprir um contrato pelo ‘ Grande Fratello Vip ‘, rotina de entrevistas em programas de TV e vamos discutir estes assuntos profissionais. No Brasil, há muita procura de várias marcas e outros compromissos, assim como tivemos agências e empresários nos procurando. Ficamos felizes, porque minha irmã sempre sonhou em trabalhar no Brasil. Ela estava mais na Itália justamente por ser mais conhecida por lá”, afirmou ele, em entrevista ao jornal Extra.

Enquanto não há preivisão de Dayane voltar ao Brasil, a modelo curte a companhia da filha, Sofia, de quem ficou afastada por cinco meses, devido ao confinamento do reality show . “Estamos vendo formas segura de Dayane vir para o Brasil. Queremos trazê-la o mais rápido possível, principalmente para ficar perto da nossa família. Ainda mais depois de tudo que aconteceu (a morte do irmão caçula). Ao mesmo tempo, queremos fazer tudo no tempo dela”, pontuou.

A jornada de Dayane Mello

A participação da modelo no “Big Brother Itália” foi marcada por uma sucessão de acontecimentos polêmicos. Logo de início do programa, ela foi alvo de xenofobia e machismo por parte dos demais participantes.

Leia mais:  Mick Jagger diz que teve "sorte" ao enfrentar o isolamento social

Após alguns meses de confinamento, Dayane recebeu a notícia de que um de seus irmãos – que morava no Brasil – morreu em um acidente. Mesmo abalada, ela decidiu continuar no programa.

Por fim, Dayane Mello sofreu represálias no reality ao assumir sua bissexualidade. Diante de tudo isso, ela acabou recebendo apoio de anônimos e famosos do mundo todo. No Brasil, Ana Maria Braga, Stéfani Bays, entre outros nomes chegaram a incentivar mutirões para que ela ganhasse o “Grande Fratello Vip”.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

ENTRETENIMENTO

Iggy Azalea desabafa sobre pandemia da Covid-19: “Me sinto solitária”

Publicado


source
Iggy Azalea desabafa: “Me sinto solitária”
The Music Journal Brazil

Iggy Azalea desabafa: “Me sinto solitária”

A cantora Iggy Azalea fez um desabafo em sua conta oficial no Twitter dizendo que se sente solitária, incompreendida e isolada em meio à atual pandemia do coronavírus.

Iggy, de 30 anos e que anunciou a chegada de seu filho Onyx Kelly em junho de 2020, escreveu no Twitter: “Isso é tão melodramático, mas às vezes eu realmente sinto que ninguém neste planeta inteiro me entende e sou solitária pra cara*** (sic)”.

Você viu?

A cantora, que já namorou Playboi Carti, pai de seu filho e o jogador de basquete Nick Young, também refletiu sobre relacionamentos: “Os amantes se tornam estranhos e odeio isso por todos nós”.

Em contraponto, Iggy Azalea fez um observação sobre 2020: “1 ano depois e 100 vezes mais feliz, adoro isso para mim.”

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Leia mais:  "A Juliette nem precisa do prêmio", diz Caíque Gama, do 'De Férias com o Ex'
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

Mick Jagger diz que teve “sorte” ao enfrentar o isolamento social

Publicado


source
Mick Jagger diz que teve “sorte” ao enfrentar o isolamento social
The Music Journal Brazil

Mick Jagger diz que teve “sorte” ao enfrentar o isolamento social

O roqueiro Mick Jagger, de 77 anos, se considera uma pessoa de sorte por ter conseguido encarar o isolamento social sem ter dificuldade. Em entrevista à BBC 6 Radio, o lendário frontman do Rolling Stones explicou que a paciência o auxiliou.

“Você tem que ter paciência, aprender a ter autosuficiência… mas todas essas coisas, como eu digo para mim… eu tenho muita sorte. Não tem problemas de viver, digamos, em um pequeno apartamento em Londres ou Nova York, que alguns dos meus amigos tiveram”, disse Jagger.

Você viu?

E continuou: Duas crianças em um apartamento de dois cômodos em Manhattan? Sinceramente, não sei como teria feito isso. Talvez algumas semanas. Mas, por tanto tempo, não sei como teria feito isso. E eu admiro-os por serem capazes de fazer isso.”

Ainda em entrevista, Mick Jagger refletiu sobre o impacto do distanciamento social sobre as pessoas: “Posso sentir que as pessoas podem ficar muito deprimidas com a coisa toda porque havia um ponto em que não havia luz no fim do túnel. Às vezes era um pouco baixo para muitas pessoas , mas tive a sorte de evitar a maior parte disso”, concluiu.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Leia mais:  Aguinaldo Silva usa imagem de Nazaré para falar sobre fase de transição em SP
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana