conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Registro desmente Daniel Silveira sobre ter matado “uns 12” quando era PM; veja

Publicado


source
Deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ)
Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

Deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ)

O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) , preso na semana passada por ataques aos ministros do Supremo Tribunal Federal ( STF ) , concedeu uma entrevista à revista Piauí em 2019, quando tomou posse. Na ocasião, Silveira disse que teria matado algumas pessoas enquanto era da Polícia Militar , no entanto, um levantamento feito pelo G1 e TV Globo mostrou que o deputado nunca matou ninguém.

Na entrevista, Silveira se gabava ao compartilhar memórias de quando atuou como soldado da Polícia Militar do Rio de Janeiro, de 2012 a 2018, e chegou a dizer que não sabia ao certo quantas vezes “acionou o gatilho”.

“Não dá para contar quantas vezes acionei o gatilho. Mas não tive desvios de conduta, nunca matei ninguém. Não por erro”, disse rindo à revista. Ao ser questionado quantos matou, ele completou dizendo “devo ter o quê?! Uns 12, por aí. Mas dentro da legalidade. Em confronto policial. É sempre em confronto. Já fui alvejado também, patrulhando”, acrescentou Daniel Silveira .

Registros policiais

No entanto, de acordo com um levantamento do G1 e da TV Globo, com base nos registros de ocorrência policial, o deputado não matou ninguém em confronto armado ao longo da carreira. Os documentos não mostram nenhum registro de auto resistência assinado por ele.

“Para ele ter atirado, tem que ter havido resistência de algum opositor. Se alguém atirou contra o policial, ele teria que ter feito um registro de ocorrência. Se não fez, oficialmente não existiu, ou ele prevaricou”, disse ao jornal um especialista em segurança pública.

Ainda segundo o levantamento, também não há registros oficiais de que o então soldado tenha disparado a arma uma vez sequer.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro é o presidente “mais mulher que já vi”, diz ministra Damares Alves

Publicado


source
Ministra Damares Alves ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
Alan Santos/PR

Ministra Damares Alves ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

Durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira (8), a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves , não poupou elogios a J air Bolsonaro (sem partido) , a quem considerou como “presidente mais mulher” que ela já viu.

Membros do Ministério da Justiça da Segurança Pública e a ministra, a única mulher no evento, deram detalhes sobre a operação Resguardo, que cumpriu mandados de prisão contra pessoas acusadas de violência doméstica.

Ao comentar sobre a atuação policial, Damares chamou atenção por elogiar o “incrível” presidente Bolsonaro :

“Eu quero registrar também agradecimento ao mais incrível presidente da República que o país já teve, o presidente mais mulher que já vi e quando ele deu ordem a todos nós que o tema tinha que ser transversal, é exatamente isso que estamos mostrando isso aqui hoje. É um governo que tem tido um olhar diferente para a proteção da mulher”, declarou.

Segundo informações do ministério, 50 mil medidas preventivas foram expedidas e 8 mil pessoas foram presas neste 8 de março, que marca o Dia Internacional da Mulher.

Comentários Facebook
Leia mais:  Bolsonaro deve disputar a reeleição em 2022 no Partido da Mulher Brasileira
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Senado Federal vai ouvir governadores e ministros sobre combate à pandemia

Publicado


source
Senado Federal
Agência Brasil

Senado Federal

A Comissão Temporária do Senado da covid-19 aprovou nesta segunda-feira (08), o plano de trabalho que pretende seguir. Presidida pelo senador Confúcio Moura (MDB-RO), além de acompanhar a destinação e aplicação dos recursos públicos no combate à pandemia, a comissão, segundo o relator, senador Wellington Fagundes (PL-MT), vai acompanhar todo o processo de vacinação no Brasil, desde a autorização de uso das vacinas, passando pela negociação e aquisição dos imunobiológicos, e culminando com a distribuição e controle da aplicação das doses preconizadas, a fim de promover a imunização de toda a população brasileira no menor período possível.

“A comissão analisará as experiências de estados e municípios que vêm acertando na condução da pandemia, com diminuição dos níveis de infecção e de mortes, para avaliar que ações foram mais eficientes e por que em outras unidades da Federação tiveram resultados piores. Ademais, a comissão acompanhará o planejamento realizado em todos os níveis federativos. Nesse sentido, é importante a participação da Confederação Nacional dos Municípios no debate”, destacou Fagundes.

Com o auxílio de técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU) e de outros órgãos, para esclarecimento de seus membros, o relator disse que para conhecer com detalhes a realidade da pandemia , a comissão pretende ouvir os gestores dos três níveis federativos e, para isso, convidará os governadores dos estados, com prioridade para aqueles que têm enfrentado maiores dificuldades no combate à doença , além de gestores do Ministério da Saúde, os secretários estaduais de saúde, representados pelo Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass), e os secretários municipais de saúde, representados nacionalmente pelo Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), além de outras autoridades e especialistas na área.

“As reuniões da comissão serão realizadas de forma virtual, nas segundas e quintas-feiras, em que serão ouvidas as autoridades e especialistas convidados. As reuniões com o Ministro da Saúde, para acompanhamento de suas atividades e prestação de contas, serão regulares, no mínimo uma vez por mês e em outras ocasiões, se for necessário”, acrescentou Wellington Fagundes.

Como o acompanhamento dos gastos públicos relacionados à pandemia também faz parte do escopo do trabalho da Comissão, os senadores também querem que o ministro da Economia, Paulo Guedes, preste esclarecimentos, pelo menos uma vez por mês ao colegiado.

Leia mais:  Podcast Último Segundo: A representatividade feminina na política brasileira

Na segunda reunião da comissão , no dia 15 de março, os governadores de estado serão os primeiros a serem ouvidos. Além de representantes de Fórum de Governadores, também serão convidados os chefes do Executivo de unidades da federação que têm a produção de imunizantes como Rio de Janeiro, São Paulo e o Distrito Federal. O grupo deve debater as dificuldades encontradas no enfrentamento da pandemia e vacinação, com debate sobre o colapso no sistema de saúde e o estágio da pandemia e da vacinação.

O calendário de reuniões é extenso. Termina no dia 1° de julho com a apresentação e votação do relatório.

– 18 de março de 2021 – Pauta: reunião mensal com Ministro da Saúde para debater o Plano Nacional de Imunização e o cumprimento dos respectivos prazos, bem como as medidas de combate à pandemia. Audiência com o Ministro da Saúde: Eduardo Pazuello.

– 22 de março de 2021 – Pauta: reunião mensal com o Ministro da Economia para debater o Plano Nacional de Imunização e o cumprimento dos respectivos prazos, bem como a situação fiscal. Convidado, então, o Ministro Paulo Roberto Guedes.

– 25 de março de 2021 – Pauta: reunião com representantes das fabricantes de vacina. Audiência com: Presidente do Instituto Butantan, Presidente da Fiocruz e com representante de farmacêuticas.

– 29 de março de 2021 – Pauta: reunião com o Ministro das Relações Exteriores para debater os entraves à aquisição de vacinas e medidas que podem ou devem ser tomadas para agilizar a aquisição de vacinas pelo País. Audiência com o Ministro das Relações Exteriores: Ernesto Araújo.

– 1º de abril de 2021- Pauta: reunião com a Presidente do Tribunal de Contas da União e o Ministro da Controladoria-Geral da União para debater o acompanhamento dos gastos públicos relacionados ao combate à pandemia e também a campanha de vacinação. Audiência com:– Ana Arraes, Presidente do Tribunal de Contas da União, Wagner Rosário, Ministro da Controladoria-Geral da União.

– 5 de abril de 2021 – Pauta: reunião para elencar e priorizar projetos legislativos em andamento considerados relevantes para a aquisição de vacinas.

– 8 de abril de 2021 – Pauta: reunião com Prefeitos municipais – indicação da Frente Nacional de Prefeitos e da Confederação Nacional dos Municípios.

Leia mais:  Com o país em crise federativa, STF decide em favor dos Estados

– 12 de abril de 2021 – Pauta: reunião com representantes dos secretários estaduais de saúde – indicação do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

– 15 de abril de 2021 – Pauta: reunião com representantes das secretarias municipais de saúde – indicação do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

– 19 de abril de 2021 – Pauta: reunião mensal com o Ministro da Saúde para debater o Plano Nacional de Imunização e o cumprimento dos respectivos prazos, bem como as medidas de combate à pandemia. Audiência com o Ministro Eduardo Pazuello.

– 22 de abril de 2021 – Pauta: reunião mensal com o Ministro da Economia para debater o Plano Nacional de Imunização e o cumprimento dos respectivos prazos, bem como a situação fiscal. Convidado: o Ministro Paulo Roberto Nunes Guedes.

– 26 de abril de 2021 – Pauta: reunião com representantes do empresariado para discutir a coparticipação de empresas no plano de vacinação. Audiência com: Josué de Alencar, Luíza Trajano e outros que ainda podem ser acrescidos.

Você viu?

– 29 de abril de 2021 – Pauta: reunião com representantes de usuários com assento no Conselho Nacional de Saúde (CNS).

– 3 de maio de 2021- Pauta: reunião a ser definida na Comissão, avaliando o estágio da pandemia e da vacinação.

– 6 de maio de 2021- Pauta: reunião a ser definida na Comissão, avaliando o estágio da pandemia e da vacinação.

– 10 de maio de 2021 – Pauta: reunião a ser definida na Comissão, avaliando o estágio da pandemia e da vacinação.

– 13 de maio de 2021- Pauta: reunião a ser definida na Comissão, avaliando o estágio da pandemia e da vacinação.

– 17 de maio de 2021 – Pauta: reunião a ser definida na Comissão, avaliando o estágio da pandemia e da vacinação.

– 20 de maio de 2021 – Pauta: reunião mensal com o Ministro da Saúde para debater o Plano Nacional de Imunização e o cumprimento dos respectivos prazos, bem como as medidas de combate à pandemia, com o Ministro Eduardo Pazuello.

Leia mais:  Bolsonaro é o presidente "mais mulher que já vi", diz ministra Damares Alves

– 24 de maio de 2021 – Pauta: reunião mensal com o Ministro da Economia para debater o Plano Nacional de Imunização e o cumprimento dos respectivos prazos, bem como a situação fiscal, sendo convidado o Ministro Paulo Roberto Nunes Guedes.

– 27 de maio de 2021 – Pauta: reunião a ser definida na Comissão, avaliando o estágio da pandemia e da vacinação.

– 31 de maio de 2021 – Pauta: reunião a ser definida na Comissão, avaliando o estágio da pandemia e da vacinação.

– 3 de junho de 2021 – Pauta: reunião a ser definida na Comissão, avaliando o estágio da pandemia e da vacinação.

– 7 de junho de 2021 – Pauta: reunião a ser definida na Comissão, avaliando o estágio da pandemia e da vacinação.

– 10 de junho de 2021 – Pauta: reunião a ser definida na Comissão, avaliando o estágio da pandemia e da vacinação.

– 14 de junho de 2021 – Pauta: reunião com o Presidente do Tribunal de Contas da União e o Ministro da Controladoria-Geral da União para debater o acompanhamento dos gastos públicos relacionados ao combate à pandemia e campanha de vacinação. Audiência com: Ana Arraes, Presidente do Tribunal de Contas da União, Wagner Rosário, Ministro da Controladoria-Geral da União.

– 17 de junho de 2021 – Pauta: reunião mensal com o Ministro da Saúde para debater o Plano Nacional de Imunização e o cumprimento dos respectivos prazos, bem como as medidas de combate à pandemia, com o Ministro Eduardo Pazuello.

– 21 de junho de 2021 – Pauta: reunião mensal com o Ministro da Economia para debater o Plano Nacional de Imunização e o cumprimento dos respectivos prazos, bem como a situação fiscal, com o Ministro Paulo Guedes.

– 24 de junho de 2021 – Pauta: disponibilização do relatório final da Comissão aos seus membros, para sugestões.

– 28 de junho de 2021 – Pauta: deliberação do relatório final da Comissão.

– 1º de julho de 2021 – Pauta: divulgação do relatório final da Comissão e apreciação para aprovação.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana