conecte-se conosco


CUIABÁ

Produtora cultural realiza prêmio para artistas negros e indígenas; inscrições até quarta

Publicado


Assessoria

Clique para ampliar

O projeto Negócio da Arte (Nega) está com inscrições abertas para intérpretes e interessados em ativar seu lado empreendedor criativo. Até esta quarta-feira (10), artistas podem se inscrever gratuitamente para o 1º Prêmio de Música Nega Mato, que vai premiar um intérprete, priorizando candidatas mulheres ou transgênero, com R$ 1 mil, uma sessão de fotos para divulgação com o conceituado Rodolfo Luiz e ainda, ter um single gravado com acompanhamento do produtor musical, Rogê Além. Além da premiação, o programa prevê também a capacitação de outras 20 pessoas na elaboração de projetos para concorrer a editais no segmento musical.

Criado para impulsionar iniciativas culturais de realizadores negros e indígenas, o Nega foi aprovado em edital da Lei Aldir Blanc em Cuiabá, realizado pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, com apoio do Conselho Municipal de Política Cultural.

Segundo o regulamento, os interessados em concorrer ao prêmio devem ser negros ou indígenas, morarem em Cuiabá e serem intérpretes. O formulário online está disponível AQUI. Além de responder ao questionário, candidatos devem enviar arquivo ou link que direcione para vídeo em que interprete uma música.

A idealizadora do projeto, Julianne de Quadros ressalta que a curadoria atribuirá critérios e pontuações extras para candidatas mulheres ou transgêneros, que toquem instrumento e que ainda, sejam autores da música do vídeo apresentado na proposta.

“Para descomplicar, dá para gravar em vídeo pelo próprio celular, não precisa ser nenhuma gravação profissional. Já sobre a pontuação, vale ressaltar, boa parte dos pontos são garantidos mesmo pelo talento, desenvoltura, afinação e performance”, destaca.

A oficina de produção cultural será ministrada também pela idealizadora do projeto, que possui grande conhecimento técnico da área de gestão de projetos e prestação de contas.

Leia mais:  Prefeito Emanuel Pinheiro e a secretária de Educação lamentam o falecimento de servidor

“Precisamos fomentar a ampliação do número de realizadores negros e indígenas, pois afinal, propostas boas não faltam. Trabalhando esse tipo de capacitação acabamos por fortalecer a autoestima e artistas confiantes têm muito mais chances de empreender na área da economia criativa. Que todos saiam com projeto pronto e quiçá, uma nova ideia que possa vir a ser uma fonte de renda”.

As aulas serão online e os inscritos serão divididos em duas turmas. A ideia é mostrar como elaborar projetos e planos de ação, captar recursos e prestar contas, além de abordar diversos temas do empreendedorismo criativo. Para se inscrever nas oficinas – que dão direito a certificado de 20h – basta acessar AQUI.

Canal no YouTube

Em preparação às atividades do Nega, Julianne de Quadros tem produzido vídeos informativos sobre empreendedorismo criativo e exibe entrevistas com agentes da cultura. Além disso, vai usar o canal para falar sobre editais, elaboração de projetos e prestação contas.

Acesse AQUI para assistir ao vídeo que explica o que é a Lei Aldir Blanc.

Julianne Quadros é contadora pela Universidade de Mato Grosso (Unemat), atua na produção cultural há 13 anos e há dez, é analista de desenvolvimento econômico e social do Governo de Mato Grosso.

Serviço

Nega (Negócio da Arte) realiza:

1º Prêmio de Música Nega Mato com inscrições até 10 de fevereiro

Oficinas de produção cultural: 1º grupo entre os dias 23 e 26 de fevereiro, das 13h30 às 15h30 e 2º grupo entre os dias 27 e 28 de fevereiro, das 8h às 12h

Mais informações: (65) 99686-5898 ou [email protected] / Instagram: @negociodaarte

**com assessoria 

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

Programa Siminina se consolida como referência de atendimento à criança e adolescentes

Publicado


Vicente Aquino

Clique para ampliar

O programa Siminina  – mantido pela Prefeitura de Cuiabá e com apoio da primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, se consolidou como referência de boas práticas no atendimento à criança e adolescentes (6 a 14 anos) em situação de vulnerabilidade social.

A  primeira-dama Márcia Pinheiro destaca que as ações são cuidadosamente delineadas e formatadas. Destaca que ao longo da primeira gestão Emanuel Pinheiro, o trabalho preventivo realizado no contraturno escolar apresenta resultados exitosos, como nenhum registro de gravidez na adolescência.

“Muito mais que educá-las, com informações sobre saúde e mediante o suporte educacional, desenvolvemos essas meninas para o protagonismo. Desde cedo, é preciso que essas meninas tenham perspectiva de um bom futuro e que estejam preparadas para essa construção, que saibam seus objetivos e os caminhos para que possam alcança-los”, explica a primeira-dama de Cuiabá, pontuando ainda que as ações do Siminina estão ligadas à Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência.

Uma das preocupações da coordenação do programa é quanto a permanência das meninas nas atividades e, por isso, o programa foi delineado para o atendimento distribuído por faixa etária.  Ao completar 13 anos, o currículo conta com ações preparatórias para a inserção no mercado de trabalho.

“Em razão dessa necessidade, de trabalharmos uma nova abordagem nessa mudança de fase,   surgiu o ‘Siminina Jovem’. Entre os 13 e 14 anos, as meninas participam de ações específicas para a qualificação profissional que servirão de incentivo e aumento da autoestima. São políticas públicas voltadas literalmente para nossos jovens”, explicou a coordenadora Dalma Monteiro.

No Siminina Jovem são oferecidos cursos de qualificação profissional, aulas de balett, rodas de conversa sobre sexualidade, álcool, drogas, aulas de informática, fanfarra e são instruídas também quanto elaboração de um bom currículo.

Leia mais:  Por medidas de Biossegurança, Procuradoria reforça disponibilidade de atendimento via WhatsApp

Sucesso

Criado há 26 anos, o programa Siminina conta hoje com 20 unidades distribuídas por toda a capital e tem um público assistido estimado em torno de 1,6 mil meninas. Pautado por atividades lúdicas e de estímulo, o Siminina  possibilita que as garotas se conheçam e se valorizem.  O Siminina oferta atividades como reforço escolar, cuidados médicos e psicológicos reforçados. Dalma lembra ainda que para a inserção junto ao programa, existem critérios  observados, como por exemplo a assiduidade e o bom rendimento escolar.

“Com o retorno gradativo e seguro no sistema público de ensino, estamos também nos preparando para recebê-las com todo carinho e segurança. Será um momento de muito aprendizado, não só para as meninas como também para as nossas monitoras, já que vivenciamos um longo momento de isolamento social. A gestão Emanuel Pinheiro é pautada na humanização, ofertando serviços de qualidade à população que mais precisa do apoio do Poder Público”, descreve.

Ela relembra que o Siminina conta com todo apoio de psicólogas e reforça a integração familiar, colocando as famílias junto com as alunas. Essa integração familiar é fundamental para o êxito da ação”, complementou a coordenadora.

“A mudança comportamental é clara entre as meninas assistidas. Estão bem mais disciplinadas. Procuramos incluir no cronograma de trabalho atividades temáticas específicas para esse público, pois trabalhamos com famílias em situação de vulnerabilidade social”, concluiu a primeira-dama.

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

Por medidas de Biossegurança, Procuradoria reforça disponibilidade de atendimento via WhatsApp

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

A fim evitar aglomerações e a propagação da Covid-19, a Procuradoria-Fiscal do Município de Cuiabá (PGM) reforça que os canais de atendimento online continuam disponíveis, através de e-mail e WhatsApp.

Os atendimentos serão realizados através do endereço eletrônico refis.cuiaba.mt.gov.br e por meio do atendimento virtual via WhatsApp pelos números funcionais (65) 99251-3390/ (65) 99223-6668 e (65) 98448-5830, e ainda pelo endereço de e-mail [email protected].

De acordo com a procuradora-geral Juliette Caldas Migueis, a medida já existia, no entanto, devido a pandemia do coronavírus, pede que os contribuintes optem mais pelo atendimento virtual. “A gente sabe que o vírus ainda está aí, a pandemia não acabou e estamos buscando uma melhor forma de atender a população sem risco de uma possível disseminação do vírus. Queremos proteger os nossos servidores e a população como um todo. Basicamente tudo que é feito aqui pode ser feito da mesma maneira virtual”, disse.

Ressalta ainda que através do site, será realizado apenas simulação e acordo de débitos nos termos da Lei 6.399-2019 – Mutirão Fiscal, ao que se refere aos fatos geradores vencidos até 31/12/2018.

Por meio do WhatsApp e e-mail, os contribuintes podem realizar emissões de certidões imobiliárias e débitos gerais, emissão de guias, emissão de extratos, parcelamento de débitos inscritos em Dívida Ativa, emissão de Carta de Anuência (débitos protestados), consulta em relação aos requerimentos administrativos, dúvidas e demais orientações.

Lembrando que o atendimento continua sendo feito normalmente no Prédio da Procuradoria Fiscal do Município, na Rua Anibal da Mata, Nº 135, no Bairro Duque de Caxias, bem como no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), localizado na Rua Barão de Melgaço, Nº 3814, centro – das 8h às 17h.

Leia mais:  Por medidas de Biossegurança, PFM reforça disponibilidade de atendimento via WhatsApp

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana