conecte-se conosco


CUIABÁ

Prefeitura divulga 1.182 vagas em 51 unidades da rede pública municipal de Cuiabá

Publicado


Assessoria SME

Clique para ampliar

Os pais ou responsáveis que não conseguiram fazer a solicitação de matrícula para as unidades educacionais da rede pública municipal de educação terão mais uma oportunidade. A Prefeitura de Cuiabá divulga a partir das 8 horas desta quarta-feira (10) o quantitativo de vagas em aberto para crianças na faixa etária de 0 a 3 anos e 11 meses em 51 unidades de creches, Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI), Centros Educacionais Infantis Cuiabano (CEIC) e no Centro Emergencial de Educação Infantil (CEEI) Portal da Fé.  No total são 1.182 vagas que não foram preenchidas durante o período de matrícula, em dezembro do ano passado.

Os pais ou responsáveis interessados nas vagas devem acessar o Cadastro de Demanda de Matrícula, no site da Prefeitura de Cuiabá, nas opções rotativas de Serviço ou pelo link https://siged.cuiaba.mt.gov.br/matweb/login e preencher o formulário.

Após o preenchimento das informações, a equipe gestora da unidade educacional escolhida entrará em contato, caso ainda hajam vagas disponíveis.

A secretária adjunta de Educação, Débora Marques Vilar explicou que há vagas em aberto em unidades educacionais das quatro Regionais – Norte, Sul, Leste e Oeste, em diferentes modalidades, berçário, maternal, Jardim I e Jardim II. “Os pais ou responsáveis devem verificar as informações relativas a cada unidade e a modalidade onde existem vagas em aberto. Depois disso, solicitar a vaga. Mesmo os pais que fizeram a solicitação de vaga em dezembro, por meio do Portal Matrícula Web, e não foram contemplados com vagas, devem acessar o Cadastro de Demanda de Matricula, com a sua senha e login, e preencher o formulário, que é bem simples”, destacou a secretária adjunta, Débora Vilar. 

Os pais ou resposáveis que por acaso tenham esquecido o login e/ou a senha e não conseguirem recuperá-los na aba ‘esqueci meu login ou senha’, devem entrar em contato com a Comissão Permanente de Organização da Demanda Escolar (Cpode), pelo 0800 646 2003 e solicitar a recuperação das informações.  

Leia mais:  Por medidas de Biossegurança, Procuradoria reforça disponibilidade de atendimento via WhatsApp

O Cadastro de Demanda de Matrícula fica disponível durante todo o ano letivo e, à medida que surgem vagas os pais são chamados. “A gestão Emanuel Pinheiro trabalha para aumentar a oferta de vagas em especial nessa faixa etária, onde a demanda sabemos é muito grande”, disse a secretaria adjunta de Educação, Débora Vilar.

A rede pública municipal de educação segundo dados de dezembro de 2020 atende 52.874 estudantes da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos. Na faixa etária de 0 a 3 anos e 11 meses, estavam matriculados na rede no ano passado quase 9 mil alunos, em 76 unidades educacionais que oferecem essa modalidade de ensino.

A orientação da Comissão Permanente de Organização da Demanda Escolar (Cpode) é para que os pais ou responsáveis que buscam matrícula para seus filhos em idade de creche preencham o cadastro, mesmo que já tenham feito em anos anteriores.

Serviços:

Acesso ao link

Cadastro de Demanda de Matricula, www.cuiaba.mt.gov.br (na opção rotativa de Serviços, no lado direito inferior da página)

Ou pelo link: https://siged.cuiaba.mt.gov.br/matweb/login

Informações: 0800 646 2003

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

Por medidas de Biossegurança, Procuradoria reforça disponibilidade de atendimento via WhatsApp

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

A fim evitar aglomerações e a propagação da Covid-19, a Procuradoria-Fiscal do Município de Cuiabá (PGM) reforça que os canais de atendimento online continuam disponíveis, através de e-mail e WhatsApp.

Os atendimentos serão realizados através do endereço eletrônico refis.cuiaba.mt.gov.br e por meio do atendimento virtual via WhatsApp pelos números funcionais (65) 99251-3390/ (65) 99223-6668 e (65) 98448-5830, e ainda pelo endereço de e-mail [email protected].

De acordo com a procuradora-geral Juliette Caldas Migueis, a medida já existia, no entanto, devido a pandemia do coronavírus, pede que os contribuintes optem mais pelo atendimento virtual. “A gente sabe que o vírus ainda está aí, a pandemia não acabou e estamos buscando uma melhor forma de atender a população sem risco de uma possível disseminação do vírus. Queremos proteger os nossos servidores e a população como um todo. Basicamente tudo que é feito aqui pode ser feito da mesma maneira virtual”, disse.

Ressalta ainda que através do site, será realizado apenas simulação e acordo de débitos nos termos da Lei 6.399-2019 – Mutirão Fiscal, ao que se refere aos fatos geradores vencidos até 31/12/2018.

Por meio do WhatsApp e e-mail, os contribuintes podem realizar emissões de certidões imobiliárias e débitos gerais, emissão de guias, emissão de extratos, parcelamento de débitos inscritos em Dívida Ativa, emissão de Carta de Anuência (débitos protestados), consulta em relação aos requerimentos administrativos, dúvidas e demais orientações.

Lembrando que o atendimento continua sendo feito normalmente no Prédio da Procuradoria Fiscal do Município, na Rua Anibal da Mata, Nº 135, no Bairro Duque de Caxias, bem como no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), localizado na Rua Barão de Melgaço, Nº 3814, centro – das 8h às 17h.

Leia mais:  CGM inicia reuniões de alinhamento com Secretarias com objetivo de criar aproximação e eficiência

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

A vitória das mulheres nas urnas em 2020

Publicado


Assessoria

Clique para ampliar

Quando falamos nas conquistas dos direitos femininos não imaginamos que uma delas aconteceu recentemente sob o ponto de vista histórico. Há apenas 89 anos, nós mulheres não participávamos da vida política do país já que até então era proibido o direito de voto da mulher.

Apenas em 1934 conseguimos o direito de votar integralmente e esse cenário não era exclusividade do Brasil, pois países como a França, considerado berço revolucionário, teve o voto feminino garantido somente em 1944.

A atuação organizada de um movimento feminino na busca do direito de voto ganhou força no século XX, a partir de uma militância política feminina na Grã-Bretanha que inspirou mulheres ao redor do mundo internacionalizando a luta e favorecendo a conquista do direito de voto em vários países.

Hoje, 24 de fevereiro, comemoramos o Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil, data de um feito importante que tem dado rumos aos estados e municípios por todo o país. Tive a oportunidade de participar de um histórico processo eleitoral que, sem sombras de dúvidas, teve o voto feminino como fator decisivo no resultado final das urnas.

Após um primeiro turno equilibrado onde tinha-se uma candidatura feminina que, supostamente, representava as cuiabanas, porém o segundo turno trouxe um ‘banho de água’ fria no movimento feminino em virtude das contraditórias e incoerentes decisões tomadas.

Essa parte do eleitorado feminino então, órfão de representatividade, se agarrou numa candidatura com serviços consolidados à mulher e que tinha um histórico de profundo respeito e trabalho à causa.

Não tenho dúvidas que a união e a força do voto feminino foi protagonista nesta eleição, sobretudo no segundo turno, afinal foram pouco mais de 155 mil votos contra 128 mil comparecimento do sexo masculino.

Leia mais:  Por medidas de Biossegurança, Procuradoria reforça disponibilidade de atendimento via WhatsApp

A vitória no processo eleitoral de 2020 foi das mulheres que viram o seu poder de decisão nas mãos dando engajamento ainda maior na participação política quebrando as dificuldades maternas culturais da dupla, às vezes tripla jornada seguido de preconceitos ainda existentes em nossa sociedade.

As perspectivas nesse panorama são boas, ainda que caminham timidamente, pois ter mulheres ativas no campo política seja como eleitora incentiva o maior interesse e sucesso em candidaturas femininas, é só olhar para a eleição americana de 2020 que culminou na vitória de Kamala Harris, a primeira mulher no cargo de vice-presidente do maior posto do mundo.

Não há mais como negligenciar a importância do voto feminino que tem maior número no eleitorado e uma extensa pauta e demandas que precisam ser representadas pelas mesmas. Sem o exercício dos direitos políticos femininos o regime democrático não alcança o seu ideal de igualdade.

Márcia Pinheiro é primeira-dama de Cuiabá, empresária e pós-graduada em Gestão Pública. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana