conecte-se conosco


CUIABÁ

Prefeitura de Cuiabá recebe mais 3.120 doses e abre vacinação para idosos acima de 85 anos amanhã

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

Com a chegada de uma nova remessa de vacinas, o prefeito Emanuel Pinheiro anunciou o início da vacinação dos idosos contra o coronavírus. A Prefeitura recebeu ontem do Governo Federal mais 3.120 doses da vacina Coronavac. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) este lote contemplará os idosos a partir de 85 anos completos para a primeira dose.

“Atendendo um anseio da população, com a graça de Deus daremos início à vacinação dos nossos idosos contra a Covid-19. A imunização deste público começará a partir desta quinta-feira, 11 de fevereiro, das 8h da manhã às 22h, no Centro de Eventos do Pantanal. Vamos liberar o agendamento no site oficial da Prefeitura. Nesta fase só poderão se cadastrar os idosos com 85 anos completos ou mais, devido ao número reduzido de vacinas que recebemos do Governo Federal. Dessa forma, com todo o controle, responsabilidade e segurança estamos seguindo os protocolos do Ministério a Saúde para que a campanha continue com sucesso absoluto, garantindo e protegendo a saúde das pessoas”, comentou o prefeito.

O agendamento para a vacinação desses idosos começa nesta quarta-feira (10), às 8h, através do site eletrônico https://vacina.cuiaba.mt.gov.br/. Para aqueles que não conseguirem realizar o cadastramento  ou estiverem acamados, a Prefeitura informa que em breve divulgará uma estratégia de atendimento para este público.

“Iniciaremos com a imunização desta faixa etária [85 anos acima] e conforme for chegando novas doses, continuaremos a abrir o cadastro para as demais idades que compõem este grupo. É importante que as pessoas entendam que somente esta faixa etária vai começar a ser imunizada neste momento. Não adianta fazer o cadastramento com idade menor que 85 anos, que não será imunizado”, disse a secretária da SMS, Ozenira Félix.

Leia mais:  Prefeito estuda retomar toque de recolher em Cuiabá para conter disseminação da Covid-19

De acordo com a Pasta, este é o 4º lote que Cuiabá recebe, sendo dois da Coronavac (12.063) e um da vacina de Oxford/AstraZeneca (6.630) encaminhadas pelo Ministério da Saúde via Secretaria de Saúde do Estado (SES). Este montante serviu para imunizar cerca de 75,7% dos trabalhadores da saúde da rede pública e privada da cidade, inclusos no grupo 1 do plano nacional de imunização contra a Covid-19, além de 100% dos idosos institucionalizados, definido pelo Ministério da Saúde.

Também começaram a ser imunizados aqueles trabalhadores dos serviços de saúde que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais.

Até esta terça-feira (9), foram imunizadas 19.210 pessoas, de acordo com os dados atualizados diariamente pelo site da campanha (https://vacina.cuiaba.mt.gov.br/), disponível no portal da Prefeitura de Cuiabá.

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

Secretaria de Saúde apura suspeita de fraude envolvendo odontologistas

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

A Prefeitura Municipal de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, apura um suposto esquema envolvendo profissionais da área de odontologia. Levantamento inicial da pasta aponta que servidores pediam remoção do local onde estavam lotados e eram transferidos, até para unidades que ainda não foram entregues à população ou que, sequer mantinham cadeiras para atendimento odontológico.

“O zelo e a transparência são premissas da gestão Emanuel Pinheiro. Assim que tivemos ciência da situação adotamos as providências e demos início a um levantamento. É preciso que tenhamos muito cuidado para que nenhuma injustiça seja cometida”, explica a secretária de Saúde de Cuiabá, Ozenira Félix.

Ela cita que a apuração teve início após relatório técnico da equipe da nova coordenação de Saúde Bucal. “Não podemos afirmar nada até porque estamos em fase de levantamento. No caso, quem trabalha em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) tem uma gratificação maior. Não estamos falando de salário, mas do valor de gratificação”, explicou.

Outra constatação até o momento é quanto à existência de unidades, onde o serviço deveria ser prestado, sem nenhum dentista.

Além disso, ainda existe o fato de os profissionais não estarem devidamente cadastrados nas unidades, o que fez com que a pasta deixasse de receber recursos do Ministério da Saúde.

Para evitar que esse problema continuasse, assim que soube da suspeita de fraudes, a secretária Ozenira Félix publicou portaria determinando que todos profissionais da Saúde Bucal fossem lotados aos seus postos de origem e determinou levantamento salarial e de lotação de cada um, para embasar a denúncia aos órgãos competentes.

“Nós estamos em fase de levantamento de todas as cadeiras, as que estão ocupadas e onde eles estão até para a gente poder apresentar qual é a real situação e tomar as decisões. O Ministério Público já nos pediu informações, listando pessoas. São pessoas que trabalhavam dentro da Secretaria. Neste caso, já estamos tomando providências para que aqueles que ainda estejam lá  sejam lotadas em outras unidades. Temos também pessoas que podem ter sido envolvidas e sem nenhuma má-fé. Não posso levar em consideração o fato de que quem removeu tinha um problema. É preciso ter cuidado para não cometer injustiças. Precisamos de provas consistentes e temos muitas situações de remoções”, asseverou.

Leia mais:  Cuiabá participa de criação consórcio nacional dos prefeitos para aquisição de vacinas contra Covid

Mediante a finalização do trabalho de constatação, documentação e denúncia para autoridades competentes, todas as medidas cabíveis – no caso de servidor não efetivo com a dispensa serão tomadas. Já no caso de efetivo, com abertura de procedimento administrativo.

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

Cuiabá participa de criação do consórcio nacional dos prefeitos para aquisição de vacinas contra Covid

Publicado


Izabela Dias

Clique para ampliar

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, participou na manhã deste sábado (27), de reunião com a Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e aderiu à instalação de um consórcio entre os municípios para aquisição de vacinas da Covid-19. “Nós decidimos criar o consórcio nacional para adquirir as vacinas, medicamentos e insumos para o combate da Covid-19. E com isso vamos ajudar o Governo Federal a agilizar a vacinação da nossa população, que é nossa prioridade, principalmente de Cuiabá. Reassumo o compromisso de vacinar toda população cuiabana e trabalhar muito para concluir esse objetivo”.

 A reunião, por videoconferência, contou com os dez prefeitos que integram a diretoria da FNP. Os dez municípios signatários iniciais são Petrolina (PE), Salvador (BA), Curitiba (PR), Aracajú (SE), Manaus (AM), Belém (PA), Ribeirão Preto (SP), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ) e Cuiabá (MT). O prefeito Emanuel Pinheiro também ressaltou que o momento é de união da população na luta contra o vírus da Covid-19. Com apoio de todos os participantes, a entidade vai pactuar, com governantes das médias e grandes cidades, o início e cronograma da construção do consórcio, nesta segunda-feira, 1º de março. 

“Não é hora de prejudicar a nossa economia, de causar um desiquilíbrio no desemprego, de atingir o setor produtivo, que já foi muito sacrificado e principalmente trazer a desesperança e o desemprego para a população. Agora é hora de união para buscar as vacinas e imunizar toda a população cuiabana”.

Participaram da reunião  os prefeitos de Cuiabá, Emanuel Pinheiro; Salvador/BA, Bruno Reis; Manaus/AM, David Almeida; Porto Alegre/RS, Sebastião Melo; Ribeirão Preto/SP, Duarte Nogueira; Petrolina/PE, Miguel Coelho; e o secretário de Planejamento, Finanças e Orçamento de Curitiba/PR, Vitor Puppi, representando o prefeito Rafael Greca.

Leia mais:  Secretária de Saúde e equipe técnica se reúnem com Estado para solicitar doses de vacinas pendentes

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana