conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Oposição cita Marielle durante julgamento de Daniel Silveira; saiba por quê

Publicado


source
Deputada Talíria Petrone (PSOL-RJ) homenageou a ex-vereadora do Rio assassinada em 2018
Reprodução TV Câmara

Deputada Talíria Petrone (PSOL-RJ) homenageou a ex-vereadora do Rio assassinada em 2018

Durante a sessão na Câmara nesta sexta-feira (19) que decidiu por manter Daniel Silveira (PSL-RJ) preso , deputados fizeram referência à ex-vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada em 2018.

Entre as inúmeras polêmicas protagonizadas por Silveira durante sua breve carreira política, uma que reverbera até hoje ocorreu em outubro de 2018, durante o período eleitoral.

Acompanhado de Wilson Witzel , governador afastado do Rio, e do deputado Rodrigo Amorim (PSL-RJ), Daniel Silveira rasgou uma placa que homenageava Marielle durante comício.

Ivan Valente , vice-líder do PSOL na Câmara, citou a ex-vereadora ao informar o voto favorável à manutenção da prisão. 

Confira:

Talíria Petrone , líder do partido, vestiu uma camiseta com os dizeres “Quem mandou matar Marielle?”.

Você viu?

Durante discurso no plenário, a deputada relembrou o vandalismo feito pelo parlamentar do PSL, e o criticou:

“Não é erro, não é equívoco. É parte da política de extermínio que os bolsonaristas defendem. O extermínio de direitos, da vida, da liberdade e da democracia. O que o senhor Daniel chama de equívoco é a política que matou Marielle Franco. É a política que extermina os jovens negros nas favelas e periferias brasileiras. Infelizmente, não é um discurso isolado”.

“Na calada da noite, eu repito, a Polícia Federal foi até a minha casa, como se buscassem um terrorista”, disse Daniel Silveira durante discurso de defesa, ao criticar a prisão em flagrante, e afirmou que sua mãe e suas filhas assistiram à detenção.

O deputado Fábio Trad (PSD-MS), todavia, rebateu a fala, e o questionou se ele pensou na família de Marielle Franco quando quebrou a placa que a homenageava:

“O deputado, apelando para o tom emocional, muito provavelmente numa estratégia para sensibilizar os colegas, fala sobre a sua família. Mas aí eu lhe pergunto: será que o deputado pensou na família da Marielle Franco, quando ele quebra a placa? Será que o deputado pensou na família do cidadão Fachin, não do ministro, mas do cidadão que é pai, esposo? O deputado não pensou.” 

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Neste sábado, comitiva brasileira embarca para Israel em busca do spray nasal

Publicado


source
Spray nasal contra o novo coronavírus está sendo desenvolvido em Israel
Reproducao / CNN

Spray nasal contra o novo coronavírus está sendo desenvolvido em Israel

Neste sábado (06), uma comitiva encabeçada pelo ministro das Relações Exteriores , Ernesto Araújo, vai para Israel tentar negociar o spray nasal que passa pela fase de testes clínicos. O governo brasileiro busca negociar produto para incorporar no tratamento do novo coronavírus . Entre os escalados para a viagem, está o filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL). As informações foram apuradas pela CNN Brasil. 

O atual presidente Jair Bolsonaro , declarou que irá acompanhar a saída da comitiva da base aérea de Brasília. De acordo com Bolsonaro, os representantes brasileiros irão se encontrar com o primeiro ministro Benjamin Netanyahu. 

Com o nome EXO-CD24, o spray, não tem sua eficácia comprovada ainda e está passando pelo seu desenvolvimento pelo Centro Médico Ichilov, em Israel . Até então, o medicamente era escolhido para casos de câncer no ovário. 

Ainda em sua fase de testes, o spray nasal passou a ser implementado em testes contra o novo coronavírus . Os primeiros resultados revelam que 29, dos 30 voluntários, não evoluíram para casos graves da doença. 

Comentários Facebook
Leia mais:  Vacina da Moderna tem preço considerado alto; acordo com Brasil pode travar
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro muda discurso e admite tomar vacina contra a Covid-19 “lá na frente”

Publicado


source
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante pronunciamento em rede nacional de rádio e TV
Carolina Antunes/PR

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante pronunciamento em rede nacional de rádio e TV

O presidente Jair Bolsonaro, que no passado afirmou que não tomaria imunizantes contra a Covid-19, agora admite a possibilidade de se vacinar “lá na frente”. Embora ainda não se saiba quanto tempo duram os anticorpos após contrair a doença, Bolsonaro afirmou que está “imunizado” por já ter sido infectado em julho do ano passado.

“No meu caso, o pessoal fica perturbando ‘tome a vacina’. O que é vacina ? Não é um vírus morto? Eu já tive o vírus vivo. Então estou imunizado. Deixa outro tomar a vacina no meu lugar. Lá na frente, depois de todo mundo, se eu resolver tomar, porque no que depender de mim é voluntário, não pode obrigar ninguém a tomar vacina, eu tomarei”, declarou Bolsonaro .

Como de praxe, o presidente não usava máscara de proteção durante a conversa com apoiadores, que ocorreu em frente ao Palácio da Alvorada.

Comentários Facebook
Leia mais:  Fachin aceita desistência de Lula em recorrer contra desembargadores; entenda
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana