conecte-se conosco


MATO GROSSO

MT é segundo estado que mais vacinou contra Covid-19 no Centro-Oeste

Publicado


Mato Grosso é o segundo estado que mais aplicou doses de vacina contra a Covid-19 no Centro-Oeste do país. Desde o início da vacinação no estado, em 19 de janeiro, um total de 102.997 doses foram aplicadas. A informação é divulgada pela plataforma oficial do Ministério da Saúde, que contabiliza doses aplicadas no Brasil.

Até a manhã desta segunda-feira (22.02), foram imunizadas com a primeira dose um total de 79.045 pessoas em Mato Grosso. Dessas, 23.952 já receberam a segunda aplicação da vacina. 

Do total de doses aplicadas, 81.758 foram em profissionais da saúde; 11.441 foram em integrantes da população indígena; 6.980 foram em pessoas de 80 anos ou mais e 2.050 foram em idosos institucionalizadas com 60 anos de idade ou mais.

Entre os 141 municípios do Estado, os que mais aplicaram vacinas, até o momento, foram: Cuiabá (32.625 doses), Rondonópolis (8.104) e Várzea Grande (5.739). Também integram o ranking da vacinação os municípios de Sinop (5.177), Barra do Garças (2.524), São Felix do Araguaia (2.282), Tangará da Serra (2.237), Sorriso (2.213), Primavera do Leste (1.928), Juína (1.923), Cáceres (1.906), Campinápolis (1.678), Lucas do Rio Verde (1.595), Colíder (1.444) e Alta Floresta (1.437).

Os dados de vacinados em Mato Grosso são reportados pelos próprios municípios ao Ministério da Saúde, que consolida as informações e realiza a divulgação por meio da plataforma virtual. A lista completa dos municípios, bem como outras informações sobre as vacinas aplicadas no estado ou no país, pode ser acessada no site do sistema oficial.

Conforme o Plano Nacional de Imunização (PNI), nesta primeira fase, são vacinados os trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus, povos indígenas aldeados, pessoas idosas com 60 anos ou mais e pessoas com deficiência que vivem em asilos e/ou instituição psiquiátricas e população com 90 anos ou mais. 

Leia mais:  Projeto Mulheres na Roda de Samba dá visibilidade a cantoras e musicistas de Cuiabá

Mato Grosso recebeu 191.760 doses de vacina e distribuiu o quantitativo para a aplicação da primeira e segunda dose em tempo recorde.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Projeto Mulheres na Roda de Samba dá visibilidade a cantoras e musicistas de Cuiabá

Publicado


A mulher está onde ela quiser. E elas estão, como nunca, no samba. Produtoras, instrumentistas, cantoras, compositoras, tirando som na palma da mão, sensíveis e fortes, politizadas e empoderadas. Neste cenário é que nasceu o projeto cultural Mulheres na Roda de Samba, selecionado no edital MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

Com o objetivo de valorizar e dar visibilidade às sambistas de Cuiabá, o projeto iniciou suas atividades com a divulgação da trajetória dessas mulheres pelas redes sociais. A roda de samba deve ocorrer até abril, conforme possibilidades, de acordo com a pandemia em Mato Grosso, mas enquanto isso, o público vai conhecendo quem são as mulheres que têm o samba correndo na veia pelas páginas do instagram e facebook @mulheresnosambacba. 

Cantoras, compositoras e instrumentistas integram o projeto coordenado por Luanda Taiana e Liliane Nascimento. Pelas redes sociais, e em breve no evento, o projeto destaca as artistas Deize Águena, Sandra Regina, Fadia Ravilã, Larissa Paddilha, Josita Priante, Bia Boreo, Rita Cassia, Mariana Borealis, Andréa Rosa Oliveira, Ju Grisólia, Juma Yara, Bia Scaff, Kalinca Nunes, Mônica Campos e Aninha.

A iniciativa foi inspirada no 2º Encontro Nacional de Mulheres na Roda de Samba, realizado em 2019 e que contou com a participação de Cuiabá pela primeira vez. Com realização simultânea em 23 estados brasileiros e quatro países, o encontrou propiciou a integração e visibilidade de sambistas femininas no cenário nacional.

“A partir desse evento nacional, entendemos que deveríamos criar um projeto nosso, um evento para ser símbolo de luta e resistência das mulheres em um mercado que ainda impera o sexo masculino, e do resgate das mulheres no samba”, explica Liliane Nascimento.

Ao justificar a importância do projeto no contexto social, a produtora cultural Luanda Taiana relembra que a segregação de gênero ainda é registrada nas rodas de samba e no universo do gênero musical. 

Leia mais:  Escola Técnica de Sinop homenageia servidoras no Dia Internacional da Mulher

“Este projeto visa valorizar, fortalecer e divulgar para o público a força das mulheres que sempre estiveram presentes nas rodas de samba, porém nunca tiveram visibilidade e reconhecimento como sambistas”.

Além do show musical Mulheres na roda de samba, as coordenadoras do projeto são idealizadoras e realizadoras do tradicional evento ‘Samba das Pretas’ e coordenaram o 2º Encontro Nacional das Mulheres na Roda de Samba na capital mato-grossense.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MATO GROSSO

Beneficiários dos programas de incentivo devem enviar relatórios ao Governo do Estado; entenda

Publicado


Empresas beneficiadas com programas de incentivos do Governo de Mato Grosso devem encaminhar documentação para demonstração do valor do benefício fiscal que usufruíram no mês e dos valores devidos aos Fundos estaduais. Para auxiliar os empresários, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) desenvolveu um manual orientativo (download abaixo, no final da página) quanto ao envio de documentos e o monitoramento dos programas.

Devem encaminhar as informações os beneficiários dos programas de Incentivo ao Algodão de Mato Grosso (Proalmat), de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic) e de Desenvolvimento Rural de Mato Grosso (Proder) até o dia 20 de cada mês, relacionado a cada mês em que foi usado o incentivo. 

Excepcionalmente, para as informações mensais referentes aos períodos de janeiro a dezembro de 2020, e janeiro a fevereiro de 2021, o prazo de envio dos documentos relacionados será de 30 dias corridos, contados a partir de 10 de março de 2021, podendo ser prorrogável por igual período.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, o monitoramento é fundamental para o sucesso dos programas estaduais. “Desta forma, o Estado consegue acompanhar e ainda oportuniza a obtenção de dados para diagnósticos dos programas e do desenvolvimento econômico estadual”, afirma.

Os documentos que deverão ser enviados são relatório de Escrituração Fiscal Digital (EFD), comprovante de recolhimento de Fundos, planilha de monitoramento em formato de Excel (download abaixo, no final da página). Deverão ser encaminhados para os seguintes e-mails, conforme cada programa: [email protected], [email protected], [email protected]

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícias civis e MJ deflagram operação de combate à violência doméstica em todo o País
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana