conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Moraes autoriza abertura de inquérito contra Daniel Silveira por desacato no IML

Publicado


source
Moraes autoriza abertura de inquérito contra Daniel Silveira por desacato no IML
Agência Brasil

Moraes autoriza abertura de inquérito contra Daniel Silveira por desacato no IML

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), instaurou neste sábado inquérito para investigar se o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) cometeu os crimes de desacato e infração de medida sanitária preventiva, ao se recusar a usar máscara quando foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) do Rio para exame de corpo de delito.

A investigação, aberta a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), tem como base o vídeo do deputado no IML, no qual ele ofendeu uma servidora que lhe pediu para usar máscara como medida de prevenção à Covid-19. No vídeo, a servidora pede insistentemente para que o político utilize o equipamento de proteção no rosto. No entanto, Silveira alega ter prerrogativa para não usar.

A discussão teve que ser interompida por um agente da Polícia Federal. Após conversa, Silveira acabou colocando o material para passar pelos exames legistas. No entanto, ao entrar em uma das salas do IML, deixou a parte do nariz completamente descoberta, na contramão das orientações para o uso correto do material.

Já na Polícia Federal, o deputado voltou a se recusar a colocar a máscara, discutindo com uma policial federal. Além dos crimes relacionados a prisão, o parlamentar deverá responder por desacato, bem como pelo vídeo com novas ameaças que fez e postou no ato da prisão.

Leia mais:  Distrito Federal: governador decreta toque de recolher entre 22h e 5h

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Governo anuncia cerca de 29 milhões de doses da vacina contra a covid-19

Publicado


source
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
Carolina Antunes/PR

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

Nesta segunda-feira (08), o presidente da República, Jair Bolsonaro , esteve em reunião com a empresa  Pzifer , com o propósito de garantir mais doses da vacina para o Brasil. Com o país passando pelo seu pior momento desde o início da pandemia, com vários estados entrando com seus sistemas de saúde em colapso, cerca de 29 milhões de doses foram garantidas para os próximos dias. 

Em suas redes sociais, Bolsonaro postou trecho do agradecimento a Pzifer, dizendo que a empresa é importante mundialmente e que ajudará o país em momento “agressivo” em que vírus avança em território brasileiro

Também usou suas redes sociais para compartilhar um vídeo da TV BrasilGov em que é ressaltado que a compra das vacinas continua.  São previstas cerca de 29 milhões de doses de vacinas contra o novo coronavírus ao longo dessas semanas. 

O laboratório Moderna, confirmou ao Ministério da Saúde, que poderiam entregar remessa de 13 milhões de doses ao Brasil ainda em 2021. O governo federal também assinou com o laboratório Precisa Medicamentos, para a produção de 20 milhões de doses da vacina indiana Covaxin, da Biontech. 8 milhões de doses devem ser entregues ainda neste mês. 

Leia mais:  Frota cria força-tarefa e recebe 2 mil denúncias de festas clandestinas em SP

Até o final de março, cerca de 22,7 milhões de doses da Vacina Sinovac, do Instituto Butantan devem ser entregues ao Ministério da Saúde. Só nesta semana, serão entregues cerca de 2,6 milhões de doses para serem distribuídas proporcionalmente para os Estados e Distrito Federal. 

Já a Fiocruz, deve entregar aproximadamente 3,8 milhões de doses da vacina  AstraZeneca/Oxford também em março. Este será o primeiro lote produzido aqui no Brasil, com material importado. Também é esperado cerca de 2,9 milhões de doses da Covax. 

E por pedidos do ministro da Educação, Milton Ribeiro, ao comitê de crise, que monitora o impacto do novo coronavírus no país, os professores e outros profissionais da educação foram adicionados ao grupo prioritário para a vacinação contra a covid-19. Aqueles que trabalharem com as primeiras séries de ensino, terão preferência. 

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Ministro do STF Edson Fachin anula todas as condenações de Lula na Lava Jato

Publicado


source
Ex-presidente Lula
Agência Brasil

Ex-presidente Lula

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), anulou nesta segunda-feira (8) todas as condenações do ex-presidente Lula no âmbito da Operação Lava Jato. A decisão torna o petista elegível para participar de eleições para cargos públicos. A informação é da CNN Brasil .

Fachin tomou a decisão de forma monocrática, ou seja, foi um entendimento individual do ministro. A anulação, a princípio, não vai a plenário para o julgamento dos demais ministros do STF. Isso só vai acontecer se alguém entrar com recurso contra a decisão.

Com a anulação, Lula volta a ser uma das opções do PT para as eleições de 2022. Antes disso, o ex-presidente era inelegível por se enquadrar na Lei da Ficha Limpa por responder no caso envolvendo o sítio de Atibaia, no interior de São Paulo.

*Esta matéria está em atualização

Comentários Facebook
Leia mais:  Bolsonaro critica lockdown: "meu exército não vai obrigar povo a ficar em casa"
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana