conecte-se conosco


MATO GROSSO

Médico do Mato Grosso Saúde alerta sobre doenças relacionadas ao alcoolismo que podem levar à morte

Publicado


O consumo excessivo de álcool pode gerar lesões gástricas graves e até mesmo levar à morte. O alerta é feito no Dia Nacional de Combate ao Alcoolismo (18.02) pelo gastroenterologista, Roberto Barreto, credenciado ao Mato Grosso Saúde pela Clínica Vida.

Uma das enfermidades atreladas ao álcool é a gastrite. De acordo com o especialista, que é vice-presidente da Sociedade Brasileira de Endoscopia em Mato Grosso (Sobed/MT), a doença é uma inflamação na mucosa do estômago que causa desconforto, dor e dificuldades para se alimentar. Nesse caso, vale destacar que mesmo a ingestão de pequenas quantidades de álcool pode causar irritações na mucosa gástrica, pois ele aumenta a acidez do estômago. Porém, o uso contínuo da bebida agrava o quadro e pode trazer outras complicações.

“O paciente pode ficar com dores constantes na parte superior do abdômen e apresentar sintomas como inchaço, náuseas, vômito ou diarreia”, explica.

Quando o problema não é tratado corretamente, há maiores riscos de desenvolver úlceras, que são as lesões em forma de cratera que surgem no estômago ou no intestino delgado. Os problemas são tratados com medicamentos, dietas específicas e, em alguns casos, mediante procedimentos cirúrgicos.

Por outro lado, a falta de tratamento pode resultar em hemorragias, perfurações ou obstruções intestinais. Apesar das serem raras, elas são perigosas e podem resultar na morte do paciente.

Já a pancreatite é mais comum após anos de uso contínuo de álcool. Entre 5 ou 10 anos, o paciente pode desenvolver a forma crônica da doença. “O problema começa com quadros agudos de inflamação no órgão, que causam dores abdominais intensas. Entretanto, a recorrência faz com que o problema evolua para a pancreatite crônica, com o mau funcionamento irreversível do pâncreas, evoluindo o caso para a morte do paciente”.

Leia mais:  Posto fiscal da Serra do Cachimbo passa por vistoria

A frequente ingestão de álcool é um fator de risco para o desenvolvimento de diferentes tipos de câncer. De acordo com os estudos mais atuais, o problema é mais comum nos seguintes órgãos: boca, faringe, esôfago, mamas, estômago, cólon, reto, laringe e fígado.

Existem casos em que, com o tempo, o alcoólatra deixa de fazer as refeições corretamente, por redução da fome. Esse quadro é chamado de anorexia alcoólica e é um distúrbio alimentar que pode resultar em outros problemas ao paciente, como a desnutrição.

Problemas cardíacos e vasculares

O excesso de álcool no organismo pode causar problemas circulatórios e no coração. Isso acontece porque a substância aumenta as taxas de colesterol e triglicerídeos, o que gera o acúmulo de gordura nas artérias. Como consequência, o paciente pode desenvolver trombose ou sofrer um infarto. 

Ao diagnosticar alterações, o tratamento pode ser feito com medicamentos específicos para o coração e para auxílio na redução do colesterol e dos triglicerídeos. Nesses casos, o paciente também deve adotar uma dieta especial, com baixo teor de gordura, além de eliminar o uso de álcool.

Outro problema comum é a hipertensão. O alto consumo de álcool causa a liberação excessiva de hormônios relacionados ao estresse, o que aumenta a pressão arterial do paciente.

Impotência ou infertilidade

O álcool, quando consumido em excesso, pode causar lesões nos nervos do organismo e, em alguns casos, atingir os órgãos reprodutores. Nos homens, a principal consequência é a impotência sexual, ejaculação precoce e queda no número de espermatozoides. Já as mulheres costumam apresentar alterações nos períodos menstruais, que ficam irregulares, e podem ter infertilidade em decorrência desse quadro.

“Não podemos deixar de citar os danos cerebrais, como insônia, má qualidade do sono, dificuldade de equilíbrio e na coordenação motora, que são comuns devido ao efeito tóxico do álcool”, especifica o médico, observando que, além disso, o excesso do consumo pode causar perda de memória, dificuldades no raciocínio, na fala e nos movimentos, o que acontece em situações mais graves.

Leia mais:  Contemplados em editais da Secel recebem consultoria personalizada sobre prestação de contas

Tratamento

O especialista ressalta que o alcoolismo é uma doença e que o acompanhamento profissional é fundamental para garantir a saúde física e mental do paciente durante o tratamento. “Acompanhamento com psiquiatra, apoio da família, abstinência do álcool, consultas regulares ao médico para prevenir enfermidades decorrentes, exercícios físicos, boa alimentação são fundamentais neste processo”, completa.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

MATO GROSSO

Posto fiscal da Serra do Cachimbo passa por vistoria

Publicado


Dois servidores da Superintendência de Fiscalização (Sufis) e Coordenadoria de Fiscalização Volante em Postos Fiscais e Transportadoras (CFPF) da Secretaria de Fazenda, visitaram na semana que passou, o Posto Fiscal da Serra Cachimbo localizado na divisa com o Pará. O objetivo da visita foi verificar a situação em que o posto fiscal se encontra e desenvolver melhorias para o trabalho dos servidores fazendários e dos motoristas que passam pelo local.

O superintendente da Sufis, José Carlos Bezerra Lima e o coordenador Clóvis Damião Martins, discutiram como os servidores que lá estão atuando, questões relativas à infraestrutura, tecnologia e escala de serviços. Entre as verificações foram registradas as questões relacionadas à: comunicação, internet, pavimentação do pátio, balança e alojamentos, entre outros.

Para o supervisor fazendário do posto, Marino Gomes Hernandorena, a visita foi positiva e útil. Ele e toda a equipe se prontificaram a apresentar sugestões de melhorias.

De imediato a Sefaz, irá solicitar uma melhoria no policiamento local, disponibilizando um plantão da Polícia Militar, especialmente no horário noturno, onde é o maior risco, tanto de evasão quanto para o servidor.

O resultado da vistoria será apresentado em um relatório ao secretário de Fazenda Rogério Gallo para analisar e desenvolver um plano de ação, e assim reduzir os problemas que foram identificados no local.

O secretário de Administração Eugênio Cafone Lima e o diretor de Tributos Lourival Francisco dos Reis, ambos da Prefeitura de Guarantã do Norte, também participaram da vista. A parceria com a Sefaz é de interesse da prefeitura, haja vista que uma melhora no desempenho na arrecadação do ICMS por ação fiscal, teria impacto direto nos repasses ao município onde o posto está localizado.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Contemplados em editais da Secel recebem consultoria personalizada sobre prestação de contas
Continue lendo

MATO GROSSO

Comparecimento mensal de reeducandos está suspenso até 31 de março

Publicado


Em atendimento a portaria do Poder Judiciário, publicada nesta terça-feira (02.03), a direção da Fundação Nova Chance (Funac) suspendeu, até o fim deste mês, os atendimentos das pessoas que cumprem penas no regime semiaberto, aberto, penas alternativas e condicional do Sistema Penitenciário. A medida visa atender os protocolos de enfrentamento à Covid-19 no estado e evitar aglomeração.

O comparecimento mensal trata a condição para cada fase da execução da pena. Somente em janeiro e fevereiro deste ano, mais de quatro mil pessoas foram até à unidade, que fica na região do Coxipó, em Cuiabá. 

A Portaria 02/2021 é da 2º Vara Criminal. A normativa, no entanto, “não autoriza o descumprimento das demais determinações concernentes ao cumprimento das penas, notadamente quanto as obrigações relacionadas ao monitoramento eletrônico”.

A Funac é uma unidade da Secretaria de Estado de Segurança Pública. Atualmente, o estado possui 4.868 pessoas que são monitoradas por tornozeleira. Deste total, 3.123 cumprem pena no semiaberto e 890 estão em liberdade provisória. Os demais são pessoas monitoradas pela lei Maria da Penha, botão do pânico e presos que trabalham fora das unidades penais.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Desenvolve MT suspende atendimento presencial
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana