conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Lula declara estar bem após internação: “já voltei a fazer caminhada”

Publicado


source
ex-presidente Lula (PT)
Reprodução: iG Minas Gerais

ex-presidente Lula (PT)

O ex-presidente Lula (PT) usou as redes sociais nesta quarta (10) para atualizar seu quadro de saúde após receber alta do hospital Sírio Libânes, em São Paulo, onde havia passado três dias internado.

Endereçando recado “para quem ficou preocupado”, Lula disse estar bem, e que inclusive voltou a fazer caminhadas matinais, parte da sua rotina.

Confira o tuíte:

O petista foi internado no sábado (6) com um quadro de bacteremia, que consiste na presença de bactérias na corrente sanguínea, e recebeu antibióticos para tratar a enfermidade. A assessoria de Lula somente informou sobre a hospitalização após ele receber alta, na última terça (9).

Você viu?

Em dezembro, Luiz Inácio Lula da Silva testou positivo para o novo coronavírus (Sars-Cov-2) enquanto visitava Cuba, para gravar um documentário.

Apesar da idade avançada, 75 anos, e de comorbidades, o ex-presidente não precisou ser internado. Na época, declarou  estar “preparado para tomar a vacina”

Comentários Facebook
Leia mais:  STF julga se barra "legítima defesa da honra" em casos de feminicídio
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro muda discurso e admite tomar vacina contra a Covid-19 “lá na frente”

Publicado


source
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante pronunciamento em rede nacional de rádio e TV
Carolina Antunes/PR

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante pronunciamento em rede nacional de rádio e TV

O presidente Jair Bolsonaro, que no passado afirmou que não tomaria imunizantes contra a Covid-19, agora admite a possibilidade de se vacinar “lá na frente”. Embora ainda não se saiba quanto tempo duram os anticorpos após contrair a doença, Bolsonaro afirmou que está “imunizado” por já ter sido infectado em julho do ano passado.

“No meu caso, o pessoal fica perturbando ‘tome a vacina’. O que é vacina ? Não é um vírus morto? Eu já tive o vírus vivo. Então estou imunizado. Deixa outro tomar a vacina no meu lugar. Lá na frente, depois de todo mundo, se eu resolver tomar, porque no que depender de mim é voluntário, não pode obrigar ninguém a tomar vacina, eu tomarei”, declarou Bolsonaro .

Como de praxe, o presidente não usava máscara de proteção durante a conversa com apoiadores, que ocorreu em frente ao Palácio da Alvorada.

Comentários Facebook
Leia mais:  Doria diz que Bolsonaro é 'um cara louco' e nega falar das eleições de 2022
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Comissão de Educação da Câmara pode ficar com deputados bolsonaristas

Publicado


source
Deputada federal Aline Sleutjes (PSL-PR)
Gustavo Sales/Câmara dos Deputados

Deputada federal Aline Sleutjes (PSL-PR)

Com o adiamento das definições dos presidentes das comissões da Câmara para a semana que vem , deputados bolsonaristas começaram a negociar para que eles sejam os escolhidos para o comando da comissão de Educação da Casa. A informação é do jornal Folha de S.Paulo

Os nomes mais fortes para assumir o órgão colegiado são os dos deputados Carlos Jordy (RJ) e Aline Sleutjes (PR). Os dois são da ala bolsonarista do PSL e têm forte apelo nos posicionamentos ideológicas de apreço do governo Jair Bolsonaro (sem partido), sendo alguns dos principais aliados do presidente na Câmara .

Sleutjes ainda é investigada no inquérito que apura financiamento a atos antidemocráticos, que é conduzido sob relatoria do ministro Alexandre de Moares, do Supremo Tribunal Federal (STF). A definição é prevista para os próximos dias.

Desde o início das negociações, o grupo bolsonarista da legenda manteve como alvo principal a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), considerada a mais importante da Câmara. Já é quase certo que a CCJ fica com a deputada bolsonarista Bia Kicis  (PSL-DF), também investigada no inquérito que apura atos antidemocráticos e ​​no das fake news.

No caso da Comissão de Educação, no entanto, ela também é considerada estratégica para o grupo. Assim como Bolsonaro, seus apoiadores veem o tema como o campo de batalha para pautas ideológicas no governo, que guarda pouca conexão com os problemas reais do Brasil.

O objetivo da conquista do comando da comissão seria a suposta proeminência da esquerda no setor e o fortalecimento de pautas de fundo religioso.

Nas últimas semanas, a comissão de Educação chegou a ser prometida para o DEM durante negociações tocadas pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). A legenda ainda mantém articulação para ficar com o colegiado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana