conecte-se conosco


POLICIAL

Investigações em diferentes bairros prendem três em flagrante por comércio de drogas

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Três homens foram presos em flagrante nesta quarta-feira (17.02) pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Rondonópolis – DERF, durante investigações para apurar o comércio de entorpecentes em diferentes bairros da cidade. Um dos suspeitos já foi preso em ocasiões anteriores pelo mesmo crime.

Durante a apuração das informações recebidas, os policiais da DERF aprenderam em uma das casas, no bairro Serra Dourada, quase R$ 3 mil, além de materiais para embalar entorpecentes, porções de drogas, celulares e um televisor.

A equipe de investigação da delegacia especializada recebeu informações de que uma dupla estava agindo no bairro Serra Dourada como disciplina e tesoureiro de uma facção.

A partir de diligências realizadas, os policiais constataram que ao homem de 28 anos cabia as funções de coletar o dinheiro proveniente do tráfico e também resolver outros problemas da organização criminosa na região.

Para o de 27 anos, a tarefa era fazer a guarda do dinheiro arrecadado, além de embalar e guardar as drogas. Ao ser abordado em frente à casa, ele tentou fugir do cerco policial, mas logo foi contido. Em buscas, os investigadores encontraram drogas ilícitas dentro de um guarda-roupa e também com um usuário.  

Já com o outro suspeito, que mora na mesma rua, foram apreendidas mais porções de entorpecentes, R$ 2.826,00 em notas de diversos valores e um caderno com anotações supostamente de pagamento de mensalidades dos integrantes do grupo criminoso.  Aos policiais, o suspeito alegou que o dinheiro era para adquirir um veículo, mas a esposa disse que era dela para comprara roupas e revende-las.

Os dois homens foram conduzidos à Derf e autuados em flagrante por tráfico de entorpecentes.

Leia mais:  Polícia Civil prende traficante apontado como autor de tentativa de homicídio em Poconé

A terceira prisão em flagrante ocorreu no Jardim Iguassu, onde os investigadores estavam monitorando o rapaz suspeito de vender drogas em anúncios via aplicativo de mensagens. Ao avistar os policiais, o suspeito de 18 anos fugiu em direção a uma mata, se desfez de porções de entorpecentes, mas foi detido.

Em buscas na casa dele, a equipe da Derf localizou outras porções de drogas. Nos muros da casa havia inscrições em alusão a uma facção. O rapaz já foi preso por diversas vezes pelo crime de tráfico de drogas.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLICIAL

Polícia Civil lamenta morte do investigador aposentado Enivaldo Pinto

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso lamenta o falecimento do investigador aposentado Enivaldo Pinto de Oliveira, 55 anos.  O policial civil faleceu no último sábado, 6 de março, em Pontes e Lacerda, em decorrência de complicações de saúde causadas pela covid-19

Enivaldo atuou durante muitos anos na Delegacia de Pontes e Lacerda.

Ele era natural de Cuiabá e ingressou na instituição em agosto de 1986, aos 20 anos de idade.

O corpo de Enivaldo foi sepultado na cidade onde serviu durante sua vida à Polícia Civil.

Aos familiares, amigos e colegas de trabalho do investigador, a Polícia Civil mato-grossense presta condolências.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Policial escreve texto em que fala sobre a carreira e presta homenagem aos colegas de profissão
Continue lendo

POLICIAL

Proprietária de casa noturna é presa por coação e ameaça em Nova Xavantina

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

A proprietária de uma casa noturna em Nova Xavantina (645 km a leste de Cuiabá) foi presa pela Polícia Civil do município na manhã desta segunda-feira (08.03), após ameaçar de morte a vizinha do seu estabelecimento comercial. A suspeita de 55 anos foi autuada em flagrante pelos crimes de coação no curso do processo e ameaça. 

A vítima mora ao lado da casa noturna e procurou a Delegacia de Nova Xavantina para registrar a ocorrência de perturbação da tranquilidade e ameaças.

No local, onde funciona a boate tem ocorrido aglomeração de pessoas, em desconformidade com o decreto estadual de combate a pandemia, uso de som alto, e ainda os frequentadores proferem palavras de baixo calão perturbando e incomodando a vizinhança.

Conforme a comunicante, o fato corriqueiro já havia sido relatado à Justiça em outras oportunidades, bem como já havia sido instaurado processos judiciais em desfavor da proprietária da casa noturna. Não gostando da situação, a suspeita passou a coagir a vítima e a ameaçá-la de morte, fato novamente ocorrido na noite de domingo (07.03).

Diante das informações, os policiais civis passaram a apurar os fatos, localizando a suspeita em frente a sua residência. Ela foi detida e encaminhada à Delegacia de Polícia de Nova Xavantina para esclarecimentos.

Após ser ouvida, a conduzida foi autuada em flagrante pelo crime de coação no curso do processo e perturbação do sossego. Em seguida foi arbitrada a fiança no valor de R$ 10 mil, pelo descumprimento das normas de distanciamento social.

A suspeita não realizou o pagamento da fiança alegando não ter condições de pagar o valor estipulado. Em seguida, ela foi transferida para a Cadeia Pública local, ficando à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Policial escreve texto em que fala sobre a carreira e presta homenagem aos colegas de profissão
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana