conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Governadora do RN sobre aglomerações durante o carnaval: “Brincar com a morte”

Publicado


source
Fátima Bezerra (PT), governadora do RN
Antonio Cruz/Agência Brasil

Fátima Bezerra (PT), governadora do RN

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT) recriminou nesta segunda-feira (15) em entrevista as aglomerações vistas no estado durante o final de semana em meio à pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) .

“Infelizmente, estamos tendo problemas. Problemas focais, como em Pipa. Aquilo é inaceitável. As forças de segurança do estado estão se dirigindo nesse momento à praia de Pipa. Inclusive lideradas pelo secretário de segurança”, afirmou a petista em entrevista a Globo News.

Destino de turistas , a praia de Pipa registrou diversas aglomerações nas ruas em frente a bares. Nas imagens, há aglomerações e a maioria absoluta das pessoas não usa máscaras.

No início do mês, um decreto estabelecido em todo o estado proíbe eventos que gerem aglomerações durante o feriado de carnaval.

Você viu?

Confira o registro de turistas e moradores desrespeitando o decreto e festejando nas ruas:

“Por favor, não dá para repetir as cenas de ontem, aquilo é um escárnio, aquilo é brincar com a morte”, reclama Fátima.

O estado potiguar já registrou desde o início da pandemia 147 mil casos da doença, e mais de 3000 mortes em decorrência do vírus. Segundo a governadora, a ocupação de leitos na capital Natal e na região metropolitana está próximo de 100%.

“Uma vez acometidas por covid-19, [as pessoas] virão em busca de atendimento na região metropolitana. E aí a pergunta: vai ter leitos?”, questiona Bezerra.

Comentários Facebook
Leia mais:  Bolsonaro critica lockdown: "meu exército não vai obrigar povo a ficar em casa"
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

PGR recebe pedido de interdição de Bolsonaro por ‘falta de capacidade mental’

Publicado


source
Procuradoria-Geral da República recebe pedido de interdição de Bolsonaro por 'falta de capacidade mental'
Reprodução: iG Minas Gerais

Procuradoria-Geral da República recebe pedido de interdição de Bolsonaro por ‘falta de capacidade mental’

A Procuradoria-Geral da República ( PGR ) recebeu nesta segunda-feira (08) um pedido formal do Partido Democrático Trabalhista ( PDT ) para interdição do presidente da República  Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo a argumentação da sigla, Bolsonaro age “na contramão dos atos que uma pessoa em plena saúde mental agiria” e, com isso, “não teria capacidade mental para continuar no cargo”.

O pedido cita alguns acontecimentos que envolvem o presidente. O mais recente citado foi a fala em Uberlândia-MG, onde declarou que “tem idiota nas redes sociais, na imprensa , [dizendo] ‘vai comprar vacina’. Só se for na cada da tua mãe “.


O processo de interdição está previsto no Código do Processo Civíl, na seção IX. Caso seja comprovado a doença mental, o Ministério Público pode realizar a interdição, embora as chances sejam remotas .

Comentários Facebook
Leia mais:  STF vota na quinta (11) denúncia contra Daniel Silveira por ameaças a ministros
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

STF vota na quinta (11) denúncia contra Daniel Silveira por ameaças a ministros

Publicado


source
Deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso em flagrante após publicar vídeo com ofensas e ministros do STF e sugerir novo AI-5
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

Deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso em flagrante após publicar vídeo com ofensas e ministros do STF e sugerir novo AI-5

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux , marcou para esta quinta-feira (11) o julgamento da acusação da Procuradoria-geral da República (PGR) contra o deputado federal Daniel Silveira (PLS-RJ) por ameaças aos integrantes da Corte. O  parlamentar foi preso após divulgar vídeo nas redes sociais no qual ofendia os ministros e sugeria um novo AI-5, o ato mais duro que endureceu a repressão durante a ditadura militar.

O ministro Alexandre de Moraes , que é relator do caso, pediu a inclusão imediata da pauta com “prioridade” no julgamento, já que Silveira se encontra preso.

Confira o despacho de Moraes:

Detido no Batalhão Especial Prisional da Polícia Militar, em Niterói (RJ), o deputado foi preso em flagrante no último dia 16, após a divulgação de vídeo em que defende medidas antidemocráticas e instiga a adoção de medidas violentas contra a vida e a segurança dos ministros do STF.

Na denúncia, a PGR  acusa Silveira da prática dos crimes de coação no curso do processo e incitação de animosidade entre as Forças Armadas, classes sociais ou instituições civis, além da incitação de outros crimes para tentar impedir, com o emprego de violência ou ameaça, o livre exercício de qualquer dos poderes da União. A procuradoria usou como argumento a Lei de Segurança Nacional.

Leia mais:  PGR recebe pedido de interdição de Bolsonaro por 'falta de capacidade mental'

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana