conecte-se conosco


VÁRZEA GRANDE

Força Tarefa põe fim à festa com centenas de pessoas em Várzea Grande

Publicado


Legenda: Operação carnaval -Guarda Municipal e Polícia Militar

Nos próximos dois dias forças policiais – da Guarda Municipal, Polícia Militar e Vigilância Sanitária – irão reforçar a atuação e fiscalização, visando coibir festas clandestinas como a ocorrida neste sábado (13). Uma ação conjunta interrompeu na madrugada, evento realizado em espaço de festas, na proximidade da Avenida Júlio Campos, em Várzea Grande, com a presença de centenas de pessoas.

Segundo informou o secretário de Defesa Social, Alessandro Ferreira da Silva, as guarnições tiveram conhecimento da festa, por meio de uma denúncia feita ao Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciospe).

“Equipes da Guarda Municipal que estavam fazendo rondas na localidade, juntamente a equipes de plantão da Vigilância Sanitária, além de policiais do Comando Regional se deslocaram ao ponto indicado e fizeram a dispersão das pessoas, suspensão da festa e a notificação do local. O organizador da festa foi autuado e irá responder Processo Administrativo Sanitário, em cumprimento a Lei 3863 que estabelece o Código Sanitário Municipal”.

O secretário disse ainda que  Guarda Municipal está intensificando as atuações em Várzea Grande e que estarão atentos a todas as aglomerações realizadas neste período de carnaval. “Como todos sabem o prefeito municipal Kalil Baracat suspendeu o feriado de carnaval, tornando dias normais de trabalho. Eventos com no máximo 100 pessoas estão autorizadas, porém na festa ocorrida neste final de semana, foi registrada a presença de cerca de 160 pessoas, o que não é permitido”, justificou.  

O Comandante Geral da Guarda Municipal, Alísson Baracat, disse que a força tarefa – envolvendo equipes da Guarda Municipal, Polícia Militar e Vigilância Sanitária – deu início na última sexta-feira (12) e segue até ‘quarta-feira de cinzas’ (17). “Temos equipes móveis que circulam em todos os bairros da cidade com rondas ostensivas e repressivas. Estamos atentos a toda e qualquer movimentação mais acentuada de pessoas e havendo aglomerações estaremos fazendo a dispersões”.

Leia mais:  Várzea Grande supera 7 mil imunizados e reforça medidas preventivas e de controle

FISCALIZAÇÃO DE TRÂNSITO: A Guarda Municipal também está intensificando a fiscalização de trânsito em diversas regiões para proibir o excesso de velocidade, principalmente nas avenidas de grande circulação de pedestres e veículos. “Estamos utilizando o radar eletrônico em vários pontos da cidade, bem como, aliando as ações de educação no trânsito e conscientização dos condutores em relação à necessidade de se respeitar as regras de trânsito. Durante a ação é observada a condição do veículo, checagem da documentação do veículo e condutor, bem como excesso de som automotivo e uso de bebida alcoólica. “Essas ações acontecem a qualquer hora do dia e em qualquer ponto da cidade, e para que não haja comprometimento da operação, os locais e horas são informados somente minutos antes do início da atividade policial”.

Neste domingo equipes da Guarda Municipal realizaram uma ação na região da Guarita e Chapéu do Sol.

Comentários Facebook
publicidade

VÁRZEA GRANDE

Saúde apresenta equilíbrio financeiro e deixa todas contas pagas do ano de 2020

Publicado


Legenda:

A Saúde Pública de Várzea Grande apresentou em Audiência Pública relatório de execução orçamentária do Terceiro Quadrimestre do ano de 2020, com previsão de receita para os meses (setembro, outubro, novembro dezembro), de 86 milhões, cujos valores se referem a arrecadação de impostos líquidos e receitas de transferências constitucionais e legais, emendas parlamentares, repasses para enfrentamento a pandemia Covid-19, entre outras receitas adicionais.

Destes 86 milhões a Saúde Pública de Várzea Grande, liquidou cerca de 72,5 milhões e pagou 73,5 milhões, cuja diferença entre liquidado e pago são despesas anuais que ficaram para trás no decorrer do ano, e que foram pagas, como por exemplo, em obras e compras que se concretizaram, somente nos meses finais do ano de 2020. A Audiência ocorreu na sede da Câmara Municipal de forma presencial e também  via web pelo link https:www.youtube.com/channel/UC6aDZEfHfNBXFOK 5ZhwFTA, canal do youtube da Câmara Municipal de Várzea Grande, na manhã de quinta-feira (25).

Conforme o Coordenador de Planejamento da Saúde, Marcos Tertuliano de França, que apresentou o balanço financeiro, para o Executivo e Legislativo Municipal, além do Conselho Municipal de Saúde e sociedade civil organizada, disse que estes números demonstram que a Saúde Pública de Várzea Grande pagou todas as suas dívidas do ano, sem deixar despesas para a nova administração de Kalil Baracat, com o fechamento anual de todas as despesas pagas, e ainda com dinheiro em caixa com cerca de 12,5 milhões.

“Esta sobra é para gastos com compras de insumos em saúde e remédios que os pregões não foram concretizados no ano de 2020, além de obras que ainda estão em execução a exemplo de Unidades Básicas de Saúde, podendo gastar com novas despesas a serem realizadas neste ano de 2021”, explicou Marcos França.

Leia mais:  Prazo para segundo vencimento com desconto termina dia 25

O secretário Interino de Saúde, Gonçalo de Barros, elogiou o rigor com o gasto do erário público da saúde, e apontou que ainda a maior despesa é com a folha salarial que consumiu cerca de R$ 52 milhões, no ano de 2020, porém dentro da margem prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), onde foram pagos além dos salários os encargos sociais e 13º salário.

“O fechamento do ano financeiro da Saúde, nos proporcionará a fazer o nosso planejamento, com mais segurança, uma vez que no auge da pandemia os serviços praticamente ficaram paralisados, e agora estão retornando como os da Saúde Mental, odontologia, cirurgias, Rede Cegonha – as crianças voltaram a nascer na nossa cidade – com a pandemia as gestantes foram reguladas para o Hospital Santa Helena, um acordo feito entre o Estado e Municípios – Cuiabá e Várzea Grande, e gradativamente vamos analisando com o Comitê de Enfrentamento a Pandemia, como a doença está se comportando e avaliando, para podermos avançar nos nossos serviços e fortalecer a nossa Rede SUS”, disse ele.

Sobre os recursos da Covid-19 disponibilizados pelo Ministério da Saúde, o relatório aponta que a Saúde Pública recebeu cerca de R$ 3 milhões no ano de 2020, e foram utilizados, ou seja, gastos cerca de R$ 2,6 milhões, e foram adquiridos com este valor remédios, kit Covid-19, teste rápido, EPIs-luvas, máscaras, macacão de proteção entre outras despesas gastas somente para o enfrentamento a Covid-19.

Segundo ainda Marcos França, a pandemia tornou o ano de 2020 atípico, na sua execução orçamentária, e finalizou o ano com equilíbrio financeiro, contas pagas e muitas metas alcançadas e outras não, porque a Rede de Serviços, precisou ser modificada para tratar a população acometida pelo coronavírus, como por exemplo as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) 24hs dos bairros Ipase e Cristo Rei, que passaram a cuidar de pacientes com Covid.

Leia mais:  Várzea Grande e Santo Antônio de Leverger firmam parceria para suporte técnico na Educação

Segundos dados se compararmos os atendimentos do ano de 2019 com o ano de 2020, no 3º Quadrimestre, apontam queda este ano, porque muitos serviços deixaram de ser ofertados nestas unidades, sendo referenciados os serviços em outras unidades como Policlínicas, Unidades Básicas de Saúde (UBS), Programa Saúde da Família, Clínicas Médicas e Hospital e Pronto Socorro Municipal, deixando as Upas quase que exclusivas para os pacientes de Covid.

A Upa do Ipase no 3º Quadrimestre de 2019 realizou cerca de 41 mil atendimentos e procedimentos, já no ano de 2020 realizou cerca de 35 mil atendimentos, uma diferença de cerca de 18% para menos, e a Unidade do Cristo Rei realizou neste mesmo período do ano (setembro, outubro, novembro e dezembro) de 2019 cerca de 22 mil atendimentos, e no ano de 2020 cerca de 19 mil atendimentos, 13% para menos, o que é justificável, por terem sido exclusivas para o atendimento de Covid-19 e demandas espontâneas. “Um ano atípico de Pandemia, onde a Rede SUS do município precisou ser ajustada, porém os atendimentos foram considerados altos nestas unidades, se levar em consideração os atendidos pela pandemia”, explicou o coordenador financeiro.

O secretário Gonçalo de Barros, concluiu dizendo que o objetivo do demonstrativo financeiro das despesas empenhadas e liquidadas é mostrar com transparência às ações e serviços de saúde com provisão de atenção contínua, integral, de qualidade, responsável e humanizada, bem como incrementar o  acesso ao cidadão com equidade, e acima de tudo mostrar a eficiência econômica e como é gasto e tratado o dinheiro público, uma vez que os números mostram que são aplicados recursos na Saúde além do que prevê a constituição de 15% obrigatórios, para 21% aplicados.

Leia mais:  Saúde apresenta equilíbrio financeiro e deixa todas contas pagas do ano de 2020

Comentários Facebook
Continue lendo

VÁRZEA GRANDE

Profissionais da Educação recebem formação para início do ano letivo de 2021

Publicado


Legenda:

As aulas nas unidades de ensino da Rede Municipal de Várzea Grande têm previsão de iniciar no dia 1º de março, de forma remota, e no dia 5 de abril de forma híbrida. Diante disso, a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel), por meio da Superintendência Pedagógica, realizou, neste mês de fevereiro, várias formações, encontros e reuniões de trabalho com os profissionais da educação da rede municipal para alinhamento do ano letivo de 2021.

Na terça e quarta-feira (23 e 24), a reunião foi realizada com os coordenadores pedagógicos das unidades de ensino. Para evitar aglomerações, de acordo com os protocolos de biosegurança, o encontro foi dividido em duas etapas, na terça-feira com os coordenadores das Escolas Municipais de Educação Básica (EMEB) e na quarta-feira com os coordenadores das escolas do campo e dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI).

Durante o encontro, a subsecretária Maria Alice de Barros destacou a importância do papel do coordenador nas unidades de ensino e falou dos desafios que serão enfrentados este ano. “Por ser um ano atípico, por conta da pandemia, vamos ter que nos reinventar e aprender a lidar com essa situação. Precisamos enfrentar tudo isso com disposição e alegria, pois faz parte do nosso desafio e os nossos alunos precisam de nós”, disse a subsecretária.

“Tenho certeza que com essa equipe do Pedagógico, que é muito competente e está preparada para atender a nossa rede, teremos sucesso em nosso trabalho”, acrescentou Maria Alice.

A superintendente Pedagógica, Luz Marina Coelho, destacou que o coordenador pedagógico tem, entre outras habilidades, a de formador e mediador, sendo o principal articulador entre a gestão e a equipe pedagógica, alunos e pais. “Ele acompanha o andamento harmônico entre todos os profissionais envolvidos nesse processo. Acompanha o projeto político pedagógico e o planejamento para que ocorram de maneira eficaz, com tranquilidade, garantindo a aprendizagem dos alunos que estão sob a responsabilidade da escola”.

Leia mais:  Várzea Grande e Santo Antônio de Leverger firmam parceria para suporte técnico na Educação

Luz Marina acrescentou ainda que o encontro foi justamente para alinhar os trabalhos que se iniciam em março. “Discutimos sobre o relatório inicial da primeira visita, a organização do ambiente escolar, os planejamentos, plano de ação de cada coordenador, acompanhar o desenvolvimento dos portifólios das aulas remotas, ou seja, foi pra reforçar toda essa prática e também conhecer as novas equipes”.

A Superintendência Pedagógica também realizou encontros formativos com todos os 85 diretores das unidades educacionais e com os assessores técnicos do município para o mesmo alinhamento.

 

Semana Pedagógica

Entre os dias 08 e 19 de fevereiro, foi realizada formação continuada on-line para os professores das unidades educacionais da rede municipal. A formação, que constitui parte das ações desenvolvidas na Semana Pedagógica, foi realizada por etapas de ensino, atendendo os professores que trabalham com a Educação Infantil, com o Ciclo Básico de Alfabetização Cidadã (1º ao 3º ano), dos 4º e 5º anos e dos anos finais (6º ao 9º anos).

Os encontros formativos ocorreram por meio de webconferência e foram organizados para atender os professores de acordo com as regionais em que trabalham. A pauta formativa dos encontros teve como temas Avaliação, Ensino Híbrido, Metodologias Ativas e Planejamento Pedagógico de Aulas Remotas.

Conforme explica a superintendente Luz Marina, todos os anos a SMECEL realiza a semana pedagógica para alinhar com os professores o início do ano letivo e em 2021 o foco desses encontros foi o ensino remoto e o híbrido. “Esses momentos são para alinhar todas as nossas ações que surgirão no decorrer do ano letivo, para conhecermos uns aos outros, mostrar os assuntos que serão pertinentes ao momento em que estamos vivenciando e conhecer os nossos formadores”.

Leia mais:  Várzea Grande supera 7 mil imunizados e reforça medidas preventivas e de controle

A coordenadora pedagógica Marli Arruda ressalta que, diante de tantas perdas e insegurança que surgiram com a pandemia da Covid-19, a Semana Pedagógica iniciou com os trabalhos dos psicólogos fazendo um diálogo socioemocional com os professores. “Dentro de todas as formações, nós trabalhamos esse tema como um norte, ou seja, foi um ponto de partida para organizarmos todo o nosso planejamento e os trabalhos de 2021”.

A professora Ivânia Pereira Midon, formadora do ciclo de alfabetização, explica que a Semana Pedagógica foi dividida em duas etapas. A primeira teve caráter orientativo das ações pedagógicas, com o objetivo de avaliar o ano letivo de 2020 e refletir sobre o significado e os objetivos da avaliação segundo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). No segundo encontro, a formação foi direcionada para a orientação do planejamento para o 1º bimestre de 2021. “O objetivo do encontro foi conhecer o ensino híbrido e as metodologias para o desenvolvimento das habilidades essenciais”, explicou.

“O diálogo com os professores foi muito produtivo, evidenciando a importância das temáticas apresentadas e da tríade ação-reflexão-ação no processo de formação continuada dos professores”, ressaltou Tânia Lemos, formadora das turmas dos 4º e 5º anos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana