conecte-se conosco


POLICIAL

Foragido da Justiça em Apiacás é preso em Juína quando tentava viajar ao noroeste do estado

Publicado


Asssessoria/Polícia Civil-MT

Um rapaz de 18 anos e foragido da Justiça foi preso em Juína (735 km a noroeste de Cuiabá) em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela Comarca de Apiacás.

A Delegacia Regional de Juína recebeu informação da unidade policial de Apiacás de que o rapaz que estava a prisão decretada estaria na região noroeste. Após a confirmação dos dados do foragido e do veículo em que ele estava, os investigadores de Juína realizaram diligências na BR-174 e avistaram o carro modelo Chevrolet Cobalt, com placa de Lucas do Rio Verde.

Os policiais abordaram o veículo, que era conduzido pelo jovem foragido. A outra pessoa que estava como passageiro se identificou como proprietário do carro e informou que foi contratado por serviço de aplicativo de viagem para levar o rapaz de 18 anos até a cidade de Aripuanã.

Em consulta aos sistemas de segurança pública, os investigadores constataram que o carro estava em nome de outra pessoa.

Todos foram encaminhados à Delegacia de Juina, onde foi formalizado o cumprimento do mandado de prisão contra o rapaz de 18 anos, que responde pelo crime de tentativa de homicídio em Apiacás.

Já o homem de 25 anos que se apresentou como dono do carro vai responder a um Termo Circunstanciado de Ocorrência por fornecer a direção de veículo a pessoa sem habilitação. O veículo foi apreendido.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Casal é preso em ponto de tráfico no Jardim Paulista, em Rondonópolis
publicidade

POLICIAL

Alvos de operação que apurou roubo em Cuiabá tem prisão temporária convertida em peventiva

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Três alvos da operação “Senta o Aço” deflagrada no início do mês de fevereiro pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá tiveram os mandados de prisão temporária convertido em preventiva.

A conversão da prisão temporária em preventiva foi decretada pela Justiça após a representação do delegado, André Luís Prado Monteiro da Silva, que na conclusão do inquérito policial que indiciou os suspeitos pelos crimes de roubo majorado, associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo.

Segundo o delegado, durante as investigações que culminaram na operação “Senta o Aço” ficaram demonstrados indícios de autoria e materialidade do crime, pressupostos e requisitos para a prisão cautelar.

Na mesma investigação também foi apurado que um dos veículos utilizados na prática criminosa, um Volkswagem Voyage, de propriedade de uma Locadora nacionalmente conhecida instalada na cidade de Goiânia, foi adquirido por um dos suspeitos com objetivo de realizar o transporte clandestino de passageiros entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães.

“Desta forma, o suspeito responsável pela locação do veículo também foi indiciado em novo inquérito policial pelo crime de receptação qualificada”, disse o delegado.

Uma cópia do procedimento foi encaminhado para a Polícia Civil de Goiânia (GO) para apurar o crime de apropriação indébita e estelionato em relação a locação do veículo.

Entenda o caso

A operação “Senta o Aço” foi deflagrada, no dia 05 de fevereiro, pela Derf Cuiabá com objetivo de cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar contra envolvidos em um roubo ocorrido no dia 04 de janeiro, em um estabelecimento comercial no bairro CPA, em Cuiabá.

No assalto, os criminosos armados invadiram o estabelecimento e subtraíram duas armas de fogo tipo pistolas de clientes que estavam em compras, fugindo do local logo em seguida com apoio de uma motocicleta.

Leia mais:  Duas pessoas envolvidas em furto a empresa de compressores são presas em flagrante

Segundo as investigações, os criminosos pretendiam praticar o roubo contra o estabelecimento comercial, porém ficaram satisfeitos com as armas subtraídas dos clientes.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Mulher que administrava pontos de droga do marido é presa junto com a mãe, com R$ 45 mil

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Duas mulheres foram presas em flagrante nesta quinta-feira (04.03), em Rondonópolis, durante uma investigação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos para apurar a venda de entorpecentes, armazenamento das drogas e recolhimento do dinheiro proveniente da atividade criminosa. Durante o cumprimento dos mandados de buscas nos endereços investigados, as equipes da DERF apreenderam R$ 45 mil, além de celulares e outros pertences dos criminosos.

Investigação da delegacia especializada apurou que nos endereços alvos, no bairro Jardim Ipanema, funcionavam pontos de apoio e um escritório do tráfico de drogas liderados pela suspeita P.M.K., de 25 anos, onde era administrado o recolhimento do dinheiro da venda de entorpecentes de bocas de fumo dos bairros da região da Vila Salmen.

A mulher deu continuidade à administração do tráfico de drogas depois que o marido, W.H.L.R, foi preso pela mesma atividade criminosa.

Conforme informações apuradas pela equipe da DERF, a mulher ficou responsável por recolher o dinheiro das biqueiras e armazená-lo na casa da mãe dela, que também usufruiu dos rendimentos do tráfico.

Dona de um comércio, ela utilizava a atividade para organizar a logística dos pontos de venda de drogas, fornecendo embalagens e balanças de precisão. Os mandados de buscas foram cumpridos nas residências das duas mulheres, mãe e filha, e no comércio.

Na casa da suspeita foi apreendida, em meio aos brinquedos do filho dela, de quatro anos, porção de maconha. Os policiais aprenderam ainda o dinheiro em notas miúdas e máquina de cartão, celulares e anotações sobre o tráfico e embalagens plásticas utilizadas para embalar droga.

Na residência da mãe da suspeita, K.R.M., de 38 anos, foi apreendida mais outra quantia em dinheiro em dois cômodos. Indagada sobre os valores encontrados, ela disse que era da filha.

Leia mais:  Líder de organização criminosa é preso em Cuiabá após investigação da Polícia Civil

As evidências encontradas reforçam que a família usufrui do dinheiro vindo da atividade ilícita, pois o padrão dos móveis e eletroeletrônicos da casa estão bem acima da renda familiar. Foram apreendidas na casa da mãe dela uma TV de 58 polegadas, diversas joias e uma motocicleta utilizada para recolher do dinheiro do tráfico.

No comércio da suspeita foram localizados e apreendidos mais dinheiro, balança de precisão com resquícios de droga, diversas embalagens e outras anotações do tráfico.

A suspeita P.M.K. é monitorada por tornozeleira eletrônica e deixava o equipamento descarregar para recolher o dinheiro e abastecer os pontos de vendas de entorpecentes.

Mãe e filha foram encaminhadas à delegacia, autuadas em flagrante por tráfico e associação para o tráfico e depois apresentadas em audiência de custódia da Justiça.

O material apreendido passará por análise e perícia.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana