conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Dinheiro na cueca: Chico Rodrigues retoma mandato no Senado

Publicado


source
Senador Chico Rodrigues (DEM-RR)
Senado Federal

Senador Chico Rodrigues (DEM-RR)

Nesta quinta-feira (18), o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), que estava de licença após ser flagrado com  dinheiro na cueca em outubro do ano passado , reassumiu o mandato. O retorno de Rodrigues ao cargo foi liberado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal ( STF ), Luís Roberto Barroso.

O parlamentar foi flagrado com uma quantia de R$ 33 mil nas roupas íntimas durante uma operação da Polícia Federal (PF) na casa dele. Durante o mandado de busca de apreensão, Rodrigues passou por revista três vezes. Em todas, os agentes encontraram cédulas na cueca dele. O senador é acusado de desviar recursos da Covid-19, mas nega as acusações.

Atualmente, o sistema do Senado coloca Rodrigues como parlamentar “em exercício”. Ele pode pedir um novo período fora do cargo, o que não ocorreu até o momento, segundo o Estadão . A Constituição e o regimento interno do Senado afirmam que um parlamentar não pode se licenciar do mandato por mais de 120 dias em um ano. Como Rodrigues foi licenciado em outubro, ele ainda pode ficar mais dois meses e meio afastado.

Embora Barroso não tenha prorrogado o afastamento do senador, o ministro decidiu mantê-lo fora da comissão criada para discutir os valores destinados a Estados e municípios com o objetivo de combater a pandemia da Covid-19 . O senador também é alvo de uma representação no Conselho.

Comentários Facebook
Leia mais:  Lira promete teleconferência com governadores para discutir Orçamento
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

STF atende pedido de SP em ação para habilitação de leitos pelo governo federal

Publicado


source
O governador Joao Doria anunciou a decisão do Governo de SP para ajuizamento da ação no dia 10 de fevereiro
Foto: Divulgação/Governo de SP

O governador Joao Doria anunciou a decisão do Governo de SP para ajuizamento da ação no dia 10 de fevereiro

O Supremo Tribunal Federal (STF) deferiu, na noite de ontem (27), liminar em ação ajuizada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) para retomada do custeio, pelo governo federal, de 3.258 leitos de UTI destinados a pacientes de Covid-19 no estado de São Paulo

Doria acusa Ministério da Saúde por desabilitar leitos de UTI em São Paulo Ministério da Saúde diz que Doria “mente” sobre leitos desabilitados em SP

A pedido do governador João Doria, a PGE havia ingressado com ação no dia 10 de fevereiro solicitando a manutenção do repasse que deixou de ser feito pelo Ministério da Saúde a partir de 2021. A decisão da ministra Rosa Weber, em caráter liminar, deve ser cumprida de forma imediata.

“Hoje, o estado de São Paulo paga integralmente estes 3.258 leitos. Não vamos deixar ninguém para trás, nenhuma pessoa deixará de ter atendimento aqui. Mas a obrigação do Ministério da Saúde terá que ser cumprida em São Paulo e nos demais estados”, disse Doria na ocasião no dia 10 de fevereiro.

Em dezembro, o Ministério da Saúde custeava 3.822 leitos de UTI em São Paulo, mas passou a subsidiar o funcionamento de apenas 564 leitos em 2021. De acordo com a gestão estadual, foi encaminhado por diversas solicitações oficiais ao governo federal para manutenção do custeio.

Por isso, a PGE ingressou com a ação com base no argumento principal de que “compete à União promover e planejar em caráter permanente e zelar pela saúde de todos os brasileiros”.

A decisão da Ministra Rosa Weber ainda não foi liberada em seu inteiro teor, mas tem caráter imediato. A Procuradoria Geral do Estado classifica a decisão do STF como “uma grande vitória para o estado de São Paulo porque traz luz à gestão sanitária em um momento de severo aumento de internações”.

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

Governador do DF desiste de ir a casamento após repercussão negativa

Publicado


source
Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal
Reprodução

Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha , desistiu de ir a um casamento no qual seria padrinho nestes sábado (27), após receber críticas. As informações são do jornalista Guilherme Amado, do jornal O Globo.

Ibaneis decretou lockdown no Distrito Federal , que está sem leitos de UTI disponíveis. O decreto de restrição só passa a valera a partir deste domingo (28).

Depois que a coluna de Guilherme Amado revelou que o governador seria padrinho de um casamento neste sábado, a repercussão negativa tomou conta. Ibaneis seria padrinho do filho de Olegário Oliveira de Moraes, chefe de gabinete Casa Militar de seu governo.

Comentários Facebook
Leia mais:  STF atende pedido de SP em ação para habilitação de leitos pelo governo federal
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana