conecte-se conosco


POLÍTICA NACIONAL

Com montagem de Bolsonaro “nu”, ONG lança campanha contra desinformação

Publicado


source
ONG Repórteres Sem Fronteiras divulgam campanha mundial contra o presidente Jair Bolsonaro
Repórteres sem fronteiras

ONG Repórteres Sem Fronteiras divulgam campanha mundial contra o presidente Jair Bolsonaro

Nesta segunda-feira (22), a ONG Repórteres Sem Fronteiras , lançou uma campanha em que defende o direito à informação honesta no Brasil após críticar o método do governo Bolsonaro de “disseminar desinformação sobre a pandemia” da covid-19. As informações foram apuradas pelo Jamil Chade, do Uol. 

Na propaganda, através de uma montagem, Bolsonaro é visto sem roupa segurando um cartaz em que o número de mortes e infectados pelo novo coronavírus no país é divulgado. O Brasil conta com cerca de 246 mil mortes e 10,1 milhões de contaminados pelo vírus. “A verdade nua”, nome dado a ação da agência BETC Paris, ressalta a “importância crucial do jornalismo para garantir o acesso a informações confiáveis sobre a pandemia”. 

 “Enquanto a covid-19 provoca estragos no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro contribui para aumentar o número de mentiras em circulação e segue atacando a imprensa – numa tentativa de esconder sua incapacidade de administrar a crise sanitária. A nova campanha da RSF no Brasil defende que se mostre “a verdade nua”, a crua realidade dos fatos, para além de alegações fantasiosas ou manipuladoras”, declara.  

A Organização relata que optou pela montagem com o intuito de mostrar ao presidente a “realidade nua e crua dos fatos, enquanto ele acusa a imprensa pelo caos instalado no país para desviar a atenção de sua desastrosa gestão da crise sanitária”.

O Brasil, atualmente, ocupa a terceira posição dos países mais afetados pela pandemia e a principal ação da campanha é mostrar como é importante se manter informado sobre o momento atual do mundo, em que a população passa por uma pandemia e assim, com o conhecimento necessário, poder agir sobre ela. 

Leia mais:  Com retomada de sessões semipresenciais, casos de Covid-19 crescem 80% na Câmara

Você viu?

 “Essa campanha propositalmente chocante visa despertar as consciências a reagirem aos ataques permanentes do sistema Bolsonaro contra a imprensa. Os ataques não são apenas moralmente intoleráveis, mas também perigosos para a população brasileira que se vê privada de informações vitais sobre a pandemia. O trabalho dos jornalistas é fundamental para relatar os fatos e informar as pessoas sobre a realidade da crise sanitária. Mais do que nunca, o direito à informação, intimamente ligado ao direito à saúde, deve ser defendido no Brasil”, analisa Christophe Deloire, Secretário-Geral da RSF. 

O secretário-geral da ONU, Antonio Gueterres, por meio de seu discurso de abertura no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, fez um alerta sobre líderes que propagam informações falsas na pandemia , no mesmo dia em que Bolsonaro vira principal alvo de ação. 

“O acesso à informação que salva vidas foi ocultado – enquanto que a desinformação mortal foi amplificada – inclusive por aqueles no poder”, destacou Guterres. Mesmo sem citra nomes, nos bastidores, diplomatas acordaram que situação vista no Brasil é tida como referência no quesito preocupação. 

Segundo a RSF, o trabalho da imprensa brasileira se tornou mais complicado com a chegada do atual presidente, Jair Bolsonaro ao poder em 2018. “Insultos, difamação, estigmatização e humilhação de jornalistas passaram a ser a marca registrada do presidente do país”, disse a ONG. 

 “Sempre que informações contrárias aos seus interesses ou aos de sua administração se tornam públicas, ele não hesita em atacá-los com violência. No final de janeiro, por exemplo, Jair Bolsonaro mandou os jornalistas para ” a puta que o pariu ” e afirmou que a lata de leite condensado era para ” enfiar no rabo […] da imprensa”, recordou. 

“Essa declaração delirante faz parte de uma estratégia bem azeitada de ataques contra a imprensa coordenados pelo presidente e seus familiares que ocupam cargos eletivos, conforme apresentado pelo relatório da RSF que lista nada menos que 580 ataques apenas em 2020”, aponta a ONG. 

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

STJ é criticado após divulgar oficinas sobre “rotina familiar” para servidoras

Publicado


source
Superior Tribunal de Justiça
Felipe Menezes/Metrópoles

Superior Tribunal de Justiça

Foi divulgado pelo Superior Tribunal de Justiça ( STJ ), um folheto com oficinas destinadas somente para mulheres , são elas: “planejamento de cardápios”, “rotina familiar” e “homeschooling”. As informações foram apuradas pelo Metrópoles e Folha de São Paulo. 

Com a divulgação, o tribunal foi acusado de machismo e logo em seguida, divulgou um novo banner com a possibilidade de homens se inscreverem em oficinas. O STJ não quis se manifestar quando questionado sobre a quantidade de pessoas que receberam a primeira versão do panfleto. 

Panfleto divulgado pelo STJ sobre oficinas
Reprodução/ rede social

Panfleto divulgado pelo STJ sobre oficinas

Em seguida, soltou uma nova ressaltando que “foi realizada nova divulgação para destacar a possibilidade, incentivando a ampliar participação dos homens”. De acordo com o tribunal, a participação de homens nunca foi vetada , estava liberada desde o início, mesmo com o primeiro folheto destacando as atividades da oficina para servidoras. 

“Vale lembrar que as Oficinas Práticas são apenas uma pequena parcela do conjunto maior de ações do Programa Equilibra, que ao longo dos últimos três anos atuou no sentido da igualdade entre mulheres e homens em direitos e deveres”, prosseguiu a nota. 

Comentários Facebook
Leia mais:  FHC e Rodrigo Maia buscam união para vencer Bolsonaro em 2022
Continue lendo

POLÍTICA NACIONAL

FHC e Rodrigo Maia buscam união para vencer Bolsonaro em 2022

Publicado


source
Maia e FHC buscam candidato para vencer Bolsonaro em 2022
Reprodução/Instituto FHC

Maia e FHC buscam candidato para vencer Bolsonaro em 2022

O ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), e o ex-presidente da Câmara dos Deputados,  Rodrigo Maia (DEM-RJ), se encontrarão nesta sexta-feira em São Paulo para buscar um nome ideal que possa disputar frente a frente as eleições de 2022 com o atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo Maia, o “campo precisa caminhar unido , não dá para ter quatro candidatos”. O parlamentar se refere as, prováveis, candidaturas de João Dória (PSDB), Luiz Henrique Mandetta (DEM), Eduardo Leite (PSDB) e Luciano Huck.


Nesta sexta, foi divulgado pelo instituto Paraná Pesquisas uma simulação da corrida eleitoral que mostra o presidente Jair Bolsonaro com, ao menos, 30% das intenções de voto em todas as situações. A disputa para a vaga no segundo turno segue embolada com quatro nomes.

Comentários Facebook
Leia mais:  FHC e Rodrigo Maia buscam união para vencer Bolsonaro em 2022
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana