conecte-se conosco


CUIABÁ

Casados há 65 anos, casal de idosos comemora recebimento da vacinação juntos

Publicado


Celly Silva

Clique para ampliar

Faltando duas semanas para completar 66 anos de matrimônio, o casal de aposentados Wantuild Pulcherio de França e Mary Felfili de França, ambos de 85 anos, foi um dos primeiros idosos vacinados contra a covid-19, em Cuiabá, nesta quinta-feira (11), no polo de vacinação que funciona no Centro de Eventos do Pantanal. Juntos, eles compareceram logo cedo acompanhados da neta para o momento tão aguardado.

“Eu me senti ótimo, eu me cuidei bastante, nem saía de casa, minha filha não deixava nem varrer a calçada”, brincou Wantuild. Já a esposa, que se considera supervaidosa, fez até uma promessa de não pintar o cabelo enquanto não tomasse a vacina. O motivo, segundo ela, foi o medo. “Graças a Deus, a gente conseguiu. Agora pelo menos tenho um pouco mais de tranquilidade. Tem dez meses que eu não sei o que é sair de casa. Nunca peguei essa doença, fiz até promessa de não pintar mais o cabelo, enquanto não tomasse a vacina. Tudo isso por medo”, afirmou dona Mary.

Amor e cuidados com os mais velhos

A neta do casal, Maura Nantes Rosa, que os acompanhou, não conseguiu esconder a alegria e lembrou como foi sofrido o período de isolamento de ambos. “Foi uma emoção muito grande, quando cheguei aqui com eles fiquei muito emocionada porque os dois estarem nessa idade, ainda mais nessa pandemia, toda a família fica com medo deles pegarem, tem aquele receio de ir na casa deles visitar. Então, foi muito emocionante saber que eles de certa forma estão imunizados, a família fica mais aliviada, ainda mais eu que fui criada com eles”, disse. 

Leia mais:  Secretária de Saúde e equipe técnica se reúnem com Estado para solicitar doses de vacinas pendentes

Maura, que teve e tem tido todo cuidado com os avós, ainda deixou um recado para os demais jovens que têm idosos na família. “A festa é boa, a curtição, a aglomeração é ótima! Quem não sente falta? Mas a gente tem que pensar não só em nós, mas sim no próximo. A grande maioria dos jovens como eu tem pais, tem avós e a gente tem que cuidar. Graças a Deus, ninguém da minha família teve e não passou pra eles. Mas eu imagino que seja muito doído você passar a covid, você ter essa responsabilidade de passar e perder um ente querido. Então, fique em casa”.  

Comentários Facebook
publicidade

CUIABÁ

Secretária de Saúde e equipe técnica se reúnem com Estado para solicitar doses de vacinas pendentes

Publicado


Reprodução

Clique para ampliar

A secretária municipal de Saúde, Ozenira Félix e as coordenadoras da campanha de vacinação contra o coronavírus, Valéria de Oliveira e Flávia Guimarães vão se reunir nesta segunda-feira (1º) com o secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo. A gestora solicitou a reunião para solicitar ao Estado as 3.030 doses do imunizante Coronavac destinados para a segunda dose dos trabalhadores da saúde.

“Nós vamos nos reunir na segunda-feira com o secretário Gilberto para tratarmos sobre a vacinação. Temos um grupo que deve começar imediatamente a segunda dose, que não foi encaminhada para nós. Vamos discutir com o secretário Gilberto para tomarmos decisões em relação a isto. Possivelmente na terça-feira vamos retomar a vacinação e até lá divulgaremos qual grupo vamos atender e qual o quantitativo de doses disponíveis. Assim que fizermos as definições sobre a segunda dose junto com a SES, vamos divulgar o que ficou decidido”, disse a secretária Ozenira.

Valéria de Oliveira explicou que todas as doses de vacinas recebidas em Cuiabá já vieram com a especificação sobre o grupo a ser vacinado e quais eram primeira ou segunda dose e que as 3030 segundas doses dos trabalhadores de saúde não foram entregues para Cuiabá até o momento. “Temos no nosso estoque as 3120 doses destinadas à segunda dose dos idosos, que começarão a ser aplicadas em 11 de março. Na especificação das doses de Coronavac que recebemos nesta sexta-feira (26) não consta que devam ser usadas para este público já imunizado com a primeira dose. Estamos seguindo à risca as diretrizes do Plano Nacional de Imunização e precisamos das doses que ainda não foram entregues para que possamos contemplar todo este grupo apropriadamente”, disse.

Leia mais:  Limpurb e Obras Públicas realizam operação de limpeza na "Ilha da Banana"

A coordenadora esclarece que parte das estratégias para esta nova fase da campanha dependem do recebimento destas doses que faltam. “Nós temos grupos específicos para vacinar, de acordo com o Plano Nacional de Imunização e dependemos destas vacinas para prosseguirmos corretamente. Caso essas doses não sejam entregues para Cuiabá, precisaremos fazer adaptações para prosseguirmos com a campanha, com o temor de faltar doses para os grupos subsequentes”, concluiu.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

CUIABÁ

Prefeito estuda retomar toque de recolher em Cuiabá para conter disseminação da Covid-19

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

Luiz Alves/ Secom

O prefeito Emanuel Pinheiro informou que estuda a possibilidade de retomar o toque de recolher em Cuiabá. A medida foi pauta em reunião realizada nesta sexta-feira (26), com o Comitê Municipal de Enfrentamento contra a Covid-19.

“Cresce uma onda alarmante e preocupante na nossa Capital, bem como detectamos a sobrecarga na rede municipal de saúde, na atenção secundária (upas e policlínicas), e nos leitos de enfermarias e UTIs [Unidade de Terapia Intensiva]”.

De acordo com o gestor da Capital, ainda aguarda informações essenciais de pneumologistas, sanitaristas, médicos e do Ministério da Saúde para saber como e quais medidas que podem ser tomadas.

“É hora de buscarmos tomar medidas que visem dar uma certa segurança e tranquilidade à sociedade, porque estamos trabalhando para garantir a proteção, a saúde e a vida da população cuiabana”, informou Pinheiro.

O prefeito também afirmou que após ter tomado conhecimento do pedido do Ministério Público Estadual (MPE) na Justiça sobre a adoção de medidas sanitárias mais restritivas, por 14 dias, vai aguardar a decisão judicial.

“Como eu entendo que o momento é de união, não vamos sobrepor uma decisão. Eu vou aguardar a decisão da Justiça para anunciar as medidas que Cuiabá irá tomar, que terá como base o toque de recolher”, afirmou.

Comentários Facebook
Leia mais:  Secretaria de Saúde abre prazo para solicitação de aplicação de imunoglobulina em crianças de até 2 anos de idade
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana