conecte-se conosco


POLICIAL

Ação integrada resulta na recuperação de 115 cabeças de gado roubadas de propriedade no interior de MT

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Uma ação integrada da Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Confresa e Polícia Militar de Vila Rica e do estado do Pará resultou na recuperação de 115 cabeças de gado roubadas de uma propriedade rural da região.

O roubo ocorreu na noite de sexta-feira (05.02) em uma fazenda  a aproximadamente 60 quilômetros do município de Vila Rica, ocasião em que cerca de dez homens armados renderam funcionários da propriedade, os mantendo amarrado e em cárcere privado até 08 horas da manhã de sábado.

Durante toda noite, os criminosos procederam o embarque das cabeças de gado que foram distribuídas em 115 caminhões boiadeiros.

Assim que as equipes policiais foram acionadas do roubo, iniciaram as diligências por toda a região para identificar possíveis rotas de fuga dos criminosos. Durante os trabalhos, uma equipe da Força Tática abordou o comboio de cinco caminhões, em uma estrada sentido ao estado do Pará.

Os caminhões estavam carregados de gado sendo três deles com 27 animais e outros dois com 17 cabeças de gado. Em verificação dos animais, foi constatado através da marca se tratar do gado roubado da propriedade.

Seis suspeitos que estavam nos veículos foram detidos e conduzidos à Delegacia para as providências onde após serem interrogados pelo delegado Bruno Gomes Borges, foram autuados em flagrante pelo roubo e associação criminosa.  

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Suspeitos são flagrados utilizando drone para lançar droga na penitenciária de Rondonópolis
publicidade

POLICIAL

Polícia Civil prende jovem que atuava com tráfico após denúncia anônima em Juína

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um jovem envolvido com o comércio de entorpecentes em Juína (735 km a noroeste de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil, na tarde de terça-feira (02.03), em diligências para apurar denúncia anônima. Além da prisão do suspeito, a ação resultou na apreensão de várias porções de maconha e cocaína. O suspeito de 23 anos foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Após recebimento de denúncia encaminhada à Delegacia de Polícia de Juína, os policiais civis passaram a apurar as informações, sendo confirmado a existência de um ponto de venda de drogas no bairro Palmiteira. No local, alvo de outras investigações policiais, foi verificado intensa movimentação de pessoas, caracterizando a comercialização de entorpecentes praticada por parte do morador. 

Com base nos indícios, os investigadores intensificaram o monitoramento do imóvel e no final da tarde de terça-feira (02) avistaram o momento que dois rapazes em uma motocicleta se aproximaram da residência. De imediato foi feita a aproximação dos suspeitos, que ao perceberem a presença da equipe fugiram do local.

O morador da residência também tentou fugir a pé, porém foi contido. Ao ser abordado, ele jogou no chão os dois celulares que carregava, com a intenção de quebrar os aparelhos e dificultar futuras investigações da Polícia. Em busca pessoal foi localizado no bolso do suspeito uma porção de maconha.

Em seguida, os policiais civis encontraram na área da casa, entre o madeiramento e o telhado, mais duas porções da mesma substância embaladas e prontas para a venda. Já no quintal foi apreendida uma sacola contanto três porções médias de maconha e mais duas porções médias de cocaína, além de uma balança de precisão. 

Leia mais:  Polícia Civil esclarece roubo em pizzaria de Jaciara com identificação e prisão do autor do crime

Diante dos fatos o suspeito foi detido e levado até a Delegacia de Polícia de Juína com todo material apreendido, interrogado e autuado em flagrante por tráfico de drogas. Após a confecção dos autos, o preso foi colocado à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

POLICIAL

Polícia Civil cumpre 24 ordens judiciais contra organização criminosa atuante no interior de MT

Publicado


Camila Molina/Polícia Civil-MT

Vinte e quatro mandados judiciais com alvo em uma organização criminosa atuante na região leste do estado são cumpridos pela Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (04.03), na operação “Number One”, deflagrada pela Delegacia Regional de Água Boa (730 km a leste de Cuiabá) com base em investigações da Delegacia de Canarana (823 km a leste).

Dentre as ordens judiciais, 16 mandados são de prisão e oito de busca e apreensão domiciliar (cinco expedidos pela 7ª Vara Criminal de Água Boa e três expedidos pelo Judiciário de Canarana). Parte dos mandados são cumpridos em unidades prisionais de Água Boa, Barra do Garças e Cuiabá. 

Segundo o delegado regional de Água Boa e coordenador dos trabalhos, Valmon Pereira da Silva, a operação possui objetos prioritários como coibir a ramificação e permanência da facção na região, responsabilizar os criminosos por atos de violência perpetrados principalmente nas modalidades de tráfico de drogas, roubo e extorsão, prevenção e repressão a investidas contra membros das Forças de Segurança. 

“Além de desarticular a atuação da facção, a operação tem o objetivo de apreender armas, munições, drogas e produtos oriundos de furtos, que são objetos das buscas, devolvendo a tranquilidade à sociedade já que, os integrantes do grupo criminoso tem agido de forma intimidatória para marcar território”, disse Valmon. 

Investigação

O trabalho investigativo conduzido pelo delegado de Canarana, Deuel Santana, iniciou em 2019, reunindo provas que resultaram na identificação de uma complexa rede criminosa atuante dentro e fora de unidades prisionais do estado de Mato Grosso. De acordo com as investigações, os integrantes do grupo criminoso, mesmo detidos do em unidades prisionais, ordenam crimes e participam diretamente de suas execuções.

Leia mais:  Suspeitos são flagrados utilizando drone para lançar droga na penitenciária de Rondonópolis

“Durante as investigaões, ficou demonstrado que apesar dos esforços empreendidos pelo aparelho estatal, celulares continuam chegando aos reeducandos que, usam a tecnologia em favor do crime. Mesmos presos, os criminosos transmitem ordens aos comparsas que estão fora em funções designadas pelos líderes. A forma violenta de agir contra aqueles que contrariam os propósitos do grupo foi outro fator característico constatado durante o trabalho investigativo”, disse o delegado. 

No volumoso caderno investigativo há provas testemunhais, vídeos de crimes sendo praticados, diálogos com conteúdos que demonstram uma escala piramidal com funções específicas e uma clara demonstração do grupo em monopolizar o comércio de drogas no estado de Mato Grosso. 

Ficou demonstrado ainda o propósito de crescer numericamente do grupo criminoso com admissão (batismo) inclusive de adolescentes. O grupo busca firmar-se como poder paralelo tentando instituir “proteção” a comerciantes mediante cobrança de taxas – fato denunciado por um empresário e confirmado pelas investigações. 

Efetivo empregado

Cerca de 50 Policiais Civis atuam no cumprimento dos mandados em diferentes cidades do estado de forma articulada. Além do efetivo da Regional, que contou com policiais de Água Boa, Nova Xavantina, Querência, Ribeirão Cascalheira e Canarana, houve a participação efetiva das Delegacias de Barra do Garças, Primavera do Leste e Cuiabá. 

Nome da operação

O nome da operação “Number One” foi escolhido pelo fato do inquérito instaurado na Delegacia de Canarana ser o primeiro procedimento da unidade no ano de 2019, quando iniciaram as investigações que desencadearam a referida operação. 

Além disso, o trabalho investigativo chegou ao integrante do grupo tido na facção como número 01 na hierarquia do crime na região. O suspeito encontra-se preso em Cuiabá e é um dos alvos com mandado de prisão cumprido nesta quinta-feira.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre 24 ordens judiciais contra organização criminosa atuante no interior de MT

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

DIAMANTINO

POLÍTICA MT

POLICIAL

MATO GROSSO

POLÍTICA NACIONAL

ESPORTES

Mais Lidas da Semana